A Epistemologia charroniana de Descartes (I)

Autores

  • Rubens Garcia Nunes UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v24n48a2010-2098

Palavras-chave:

Critério, Evidência, Entendimento

Resumo

Na sua obra magistral De La Sagesse, Pierre Charron sistematiza uma epistemologia cética, que configura o pano de fundo e o alvo central do ceticismo moderno: o critério de evidência. A epistemologia charroniana desenvolve os conceitos basilares que serão empregados nas Regras para a direção do Espírito e incorporados no Discurso do Método como elementos cruciais para o formulação do cogito cartesiano. O escopo deste trabalho é explicitar a conexão das concepções capitais que compõem as "Regras para a direção do Espírito" com a epistemologia cética sitematizada no "De La Sagesse" e realçar os vínculos que permitem a inferência de que o critério cartesiano de "evidência" é, fundamentalmente, um conceito charroniano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rubens Garcia Nunes, UFU

Professor de Filosofia do Departamento de Filsofia da Universidade Federal de Uberlândia.

Downloads

Publicado

2010-08-12

Como Citar

Garcia Nunes, R. (2010). A Epistemologia charroniana de Descartes (I). EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 24(48), 351–372. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v24n48a2010-2098