O PENSAMENTO HUMANISTA CRISTÃO E ALGUMAS REVERBERAÇÕES NA PEDAGOGIA FREIREANA

Autores

  • Bárbara Hees Garré Universidade Federal do Rio Grande/FURG
  • Paula Corrêa Henning Universidade Federal do Rio Grande/FURG

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v27n53a2013-p275a296

Palavras-chave:

Educação, Pedagogia Freirena, Humanismo Cristão, Michel Foucault

Resumo

O artigo compõe uma dissertação que tem como problema de pesquisa investigar quais discursos de humanismo produzem o campo da educação, na perspectiva freireana. A escolha do corpus discursivo situa-se no entendimento de que Paulo Freire é um autor muito potente no campo da educação, sendo referência básica nos Planos de Ensino e nos Currículos dos cursos que formam professores. Aqui, pretende-se remontar algumas pistas genealógicas que se constituem como condição de possibilidade para a emergência de um pensamento humanista cristão na Pedagogia Freireana. Para tanto, busca-se no pensamento personalista de Emmanuel Mounier entender algumas destas condições de possibilidade. O artigo está organizado em três momentos: o primeiro aborda as principais concepções humanistas; o segundo analisa o entendimento de homem em Paulo Freire e as possíveis aproximações com o pensamento mouneriano; como finalização, há uma provocação para se pensar sobre a produção do humano, imanente a este mundo.

Referências

ANDREOLA, B. Os projetos pedagógicos-políticos de Mounier e Paulo Freire, Revista IHU on-line, São Leopoldo, Ed. 155, ano V, p. 14-17, Set. 2005. Entrevista concedida a IHU on-line. Disponível em:<http://www.ihuonline.unisinos.br/media/pdf/IHUOnlineEdicao155.pdf>. Acesso em: 10 Fev. 2011.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 17. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1990.

______.O sujeito e o poder. Apêndice da 2ª edição. Michel Foucault entrevistado por Hubert L. Dreyfus e Paul Rabinow. In.: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Editora Forense Universitária, 1995.

______. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. 25. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

______. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 8. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2002a.

_____. Ditos e escritos V - ética, sexualidade e política. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 9. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 18. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

GARCIA, Maria Manuela Alves. Pedagogia crítica e subjetivação. Petrópolis: Vozes, 2002.

MOUNIER, Emmanuel. O personalismo. São Paulo: Centauro, 2004.

NOGARE, Pedro Dalle. Humanismos e anti-humanismos - introdução à antropologia filosófica. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

SOUZA , Ricardo Timm de. As fontes do humanismo latino. Vol 2. A condição humana no pensamento filosófico contemporâneo. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

VEIGA-NETO, Alfredo. Foucault e a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

Data de registro:27/08/2011

Data de aceite:03/10/2012

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-07-16

Como Citar

GARRÉ, B. H.; HENNING, P. C. O PENSAMENTO HUMANISTA CRISTÃO E ALGUMAS REVERBERAÇÕES NA PEDAGOGIA FREIREANA. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 27, n. 53, p. 275–296, 2013. DOI: 10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v27n53a2013-p275a296. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/13564. Acesso em: 24 maio. 2024.