Editorial

Autores

  • Geraldo Inácio Filho

Palavras-chave:

Educação, Teoria e prática docente, Escolas de Uberlândia

Resumo

Em pesquisa realizada nas escolas de 1° grau da cidade de Uberlândia pudemos perceber uma queixa dos diretores das referidas escolas acerca de uma eventual disjunção entre teoria e prática na formação do docente formado pela Universidade Federal de Uberlândia, que chegaria às escolas “com conteúdo”, mas sem competência para trabalhá-lo; incapaz de começar com o aluno no nível em que ele se encontra, partir de sua história; com dificuldades para definir objetivos, selecionar conteúdos e recursos didáticos adequados; bem como utilizar os recursos que a escola possui. Dessa forma, pretendemos discutir aqui as características que deve a ter a formação docente afim de que a teoria não se torne desconectada da prática, não apenas no caso das licenciaturas, mas dentro da própria Universidade como um todo.

As primeiras discussões acerca da relação entre teoria e prática foram realizadas pelos gregos, no período clássico, especialmente por Platão, com sua teoria da reminiscência. Para ele o conhecimento verdadeiro seria o teórico, anterior ao conhecimento prático.

Palavras-chave: Educação; Teoria e prática docente; Escolas de Uberlândia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-11-06

Como Citar

FILHO, G. I. Editorial. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 8, n. 16, p. 5–9, 2008. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/1021. Acesso em: 25 fev. 2024.