Educação e movimento social:

a questão da qualidade do ensino na perspectiva de um sindicato de educadores

Autores

  • João Pinto Furtado

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v9n17a1995-1002

Palavras-chave:

Qualidade do ensino, Ensino público, Práticas políticas

Resumo

Este artigo discute o problema da qualidade do enstno no interior do sistema de ensino público de Minas Gerais a partir do tratamento dado à questão pela União dos Trabalhadores do Ensino de Minas Gerais. Procuramos estabelecer uma relação entre as concepções pedagógicas propriamente ditas e as práticas políticas e sindicais mais amplas. Nesse sentido o artigo aborda ainda. do ponto de vista sociológico. o problema da reorganização do sistema produtivo e das condições de trabalho em suas relações com o movimento enfocado.

Palavras-chave: Qualidade do ensino; Ensino público; Práticas políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Pinto Furtado

Professor Assistente do Departamento de História da Universidade Federal de Ouro Preto. Mestre em Sociologia pela UFMG.

Referências

CHARLOT, Bernard. A mistificação pedagógica: realidades sociais e processos ideológicos na teoria da educação. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.

CUNHA. Luis A.R. Educação e desenvolvimento social no Brasil. RIO de Janeiro: Francisco Alves Ed, 1975. 291 p

CURY, Carlos Jamil 'Educação e conjuntura atual'S Educação em Revista. Belo Horizonte. no l, p. 1-48, jul, 1985.

DAMASCENO, Alberto e Outros. Educação como ato político partidário. 28 ed. São Paulo: Cortez, 1989. 247 p

FURTADO. João. Da União ao Sind-UTE: A Experiência dos Trabalhadores em Educação do Estado de Minas Gerais (1979-1993). Belo Horizonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, 1993. 226 p (Dissertação de Mestrado)

GADOTTI, Moacir. Educação e compromisso. Campinas: Papirus, 1985.

GADOTTI, Moacir e outros. Pedagogia: Diálogo e conflito. São Paulo: Cortez/ Autores Associados, 1986.

LIBANEO. José Carlos. Democratização da escola pública - A pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo. Loyola.

OFFE, Claus. Problemas estruturais do estado capitalista. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984

OFFE, Claus. Trabalho: a Categoria-chave da Sociologia? Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 4, n o 10, p. 05-20, jun, 1989.

PERALVA, Angelina Teixeira. Reinventando a Escola: a luta dos professores públicos do estado de São Paulo na transição democrática. São Paulo: Faculdade de Educação da USP, 1992. 158 p. (Tese, Livre-Docência).

RIBEIRO. Maria Luísa Santos. A formação política do professor de 1 0 e 2 0 graus. 38 ed. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1991. 280 p. (l a ed. 1984).

SAVIANI. Demerval. "Uma estratégia para defesa da escola pública: retirar a educação da tutela do Estado". Revista de Ensino de Física, vol. 2, no 2, p. 77-88, maio/80.

SAVIANI. Demerval. Escola e democracia. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1983.

Downloads

Publicado

2008-10-30

Como Citar

FURTADO, J. P. Educação e movimento social: : a questão da qualidade do ensino na perspectiva de um sindicato de educadores. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 9, n. 17, p. 17–38, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v9n17a1995-1002. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/1002. Acesso em: 19 maio. 2024.