Programa “Conta pra Mim”: a proposta da “educação literária” no cerco da Política Nacional de Alfabetização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n2a2021-62475

Palavras-chave:

Política Nacional de Alfabetização, Literatura Infantil, Literacia Familiar, Alfabetização, Conta pra Mim

Resumo

Este artigo tem como objetivo realizar uma análise textual do programa intitulado “Conta pra Mim” e problematizar sua proposta para a literatura infantil. Trata-se de uma pesquisa de cunho bibliográfico e documental relacionada à referida iniciativa, em que busca identificar os pressupostos teóricos e as concepções de literatura infantil que norteiam a proposta. O programa foi lançado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2020, como uma das ações da Política Nacional de Alfabetização (PNA) para difundir os conceitos e as práticas de literacia familiar, compreendida na PNA como um conjunto de conhecimentos e habilidades referentes à leitura e escrita. As análises permitem inferir que esse programa, sob o caráter antidemocrático e ultraconservador da PNA, apresenta um retrocesso para a literatura infantil, ao desconsiderar as pesquisas da área, ao desvalorizar a função social da escola e ao transferir a “educação literária” para a família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fernanda Duarte de Araújo Silva, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Doutora em Educação. Docente do Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação FACED/UFU). Membro da Associação Brasileira de Alfabetização (ABALF).

Vilma Aparecida Souza, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia. Docente do Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação (FACED/UFU) e do Programa de Pós-graduação (PPGED/UFU). Editora adjunta da Comissão Editorial da Revista Educação e Políticas em Debate.

Glaucia Signorelli, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Doutora em Educação. Docente do Curso de Pedagogia Instituto de Ciências Humanas do Pontal (ICHPO/UFU). Membro da Associação Brasileira de Alfabetização (ABALF).

Referências

ALMEIDA, Ana Caroline de. Ninguém chega lá, partindo de lá, mas daqui: uma crítica ao conceito de alfabetização na PNA, à luz de algumas contribuições de Paulo Freire. Revista Brasileira de Alfabetização, v. 1, n. 10, 2019d. 52-57. Disponível em: https://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/352. Acesso em: 05 mar. 2021. DOI: https://doi.org/10.47249/rba.2019.v1.381.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética em Dostoievski. Rio de janeiro, Forense Universitária, 2008.

BRASIL. Decreto Nª 9.765, de 11 de abril de 2019. Institui a Política Nacional de Alfabetização. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos. 2019a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato20192022/2019/Decreto/D9765.htm. Acesso em: 11 abr. 2021.

BRASIL. Portaria 421 de 23 de abril de 2020. Institui o Conta pra Mim, programa de literacia familiar do Governo Federal. Brasília: Ministério da Educação. 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-421-de-23-de-abril-de-2020-253758595. Acesso em: 09 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Alfabetização. Conta pra Mim: guia de literacia familiar. - Brasília: MEC, SEALF, 2019b. Disponível em: http://alfabetizacao.mec.gov.br/images/pdf/conta-pra-mim-literacia.pdf. Acesso em: 11 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Alfabetização. Caderno da Política Nacional da Alfabetização. - Brasília: MEC, SEALF, 2019c. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/images/banners/caderno_pna_final.pdf. Acesso em: 11 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BUNZEN, Clecio. Um breve decálogo sobre o conceito de ‘Literacia’ na Política Nacional de Alfabetização (PNA, 2019). Revista Brasileira de Alfabetização, v. 1, n. 10, 2019d.44-51. Disponível em: https://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/352. Acesso em: 05 mar. 2021.

CANDIDO, Antônio. O Direito à Literatura e outros ensaios. Coimbra, PT: Angelus Novus, 2004.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2006.

COSSON, Rildo. A prática do letramento literário em sala. In: GONÇALVES, Adair Vieira; PINHEIRO, Alexandra Santos. (Orgs.). Nas trilhas do letramento: entre teoria, prática e formação docente. São Paulo: Mercado das Letras, 2011.

DELORS, Jacques. Educação um tesouro a descobrir. Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre a Educação para o Século XXI. Trad. José Carlos Eufrázio. São Paulo: Cortez, 1998.

DUARTE. Newton. O currículo em tempos de obscurantismo beligerante. Ver. Espaço do Currículo (online), João Pessoa, v. 11, n. 2, p. 139-145, mai./ago. 2018. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php. Acesso em: 10 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2018v2n11.39568.

GALVÃO, Ana Carolina. Prefácio: Dos caminhos fáceis ao efetivo compromisso com a educação. In: FRANCO, Adriana de Fátima; MARTINS, Lígia Márcia. Palavra Escrita: vida registrada em letras: a alfabetização para além da Política Nacional de Alfabetização (PNA). Editora Phillos Academy, 2021. p.11-14.

IONESCO. Eugène. Contos de Ionesco para crianças. Trad. Dirce Waltrick. São Paulo, Martins Fontes, 2008.

LOURENÇO FILHO, Manuel. B. Pedrinho. São Paulo: Melhoramentos, 1959.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Brasil, 2091: notas sobre a “Política Nacional de Alfabetização”.Olhares - Revista Eletrônica do Departamento de Educação da Unifesp, v. 7, n. 3, nov. 2019. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/olhares. Acesso em: 12 abr. 2021.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. “Política Nacional de Alfabetização”: uma “guinada” (ideo) metodológica para trás e pela direita. In: Revista Brasileira de Alfabetização, 1(10), 2019, 26-31. Disponível em: Disponível em: https://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/352. Acesso em: 05 mar. 2021. DOI: https://doi.org/10.47249/rba.2019.v1.348.

OLIVEIRA, Marta Khol de. Vigotski – aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. São Paulo: Scipione, 1997.

OSTETTO, Luciana. Esmeralda. Na jornada de formação: tocar o arquétipo do mestre-aprendiz. Pro-Posições, Campinas, v. 18, n. 3 (54), p. 195-210, set./dez. 2007.

RAMALHETE, Mariana Passos. O Retrocesso empurra a porta: A Literatura Infantil e o Programa Conta Pra Mim. Caderno de Letras, Pelotas, n. 38, pp.151-167, set-dez 2020. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php.cadernodeletras/article/view/19827. Acesso em: 20 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.15210/cdl.v0i38.19827.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas-SP: Autores, 2012.

SCHWARTZ Cleonara Maria; FRADE, Isabel Cristina da Silva; MACEDO. Maria do Socorro Alencar Nunes. Grupos de pesquisa em alfabetização no Brasil: diálogos com redes de pesquisa. Roteiro, Joaçaba, v. 44, n. 3, p. 1-26, set./dez. 2019 | e20502 |E-ISSN 2177-6059. Disponível em:
https://www.bing.com/search?q=grupos+de+pesquisa+em+alfabetização+no+brasil%3A+diálogos+com+redes+de+pesquisa.+roteiro%2C+joaçaba&form=ANSPH1&refig=e37472890f504b2f9c6349636616ddc2&pc=U531. Acesso em: 13.abr.2021. DOI: https://doi.org/10.18593/r.v44i3.20502.

SOUZA, Renata Junqueira de; COSSON, Rildo. Letramento Literário: uma proposta para a sala de aula, 2011. Disponível em: https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40143/1/01d16t08.pdf. Acesso: 10 mar. 2021.

SMOLKA, Ana Luiza B. A atividade da leitura o desenvolvimento das crianças considerações sobre a constituição de sujeitos leitores. In: SMOLKA, Ana Luiza B. (org.). Leitura desenvolvimento da linguagem. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1989, p. 23-42.

VYGOTSKY, Lev Semionovitch. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

VYGOTSKY, Lev Semionovitch. Sete aulas de Vigotski sobre os fundamentos da pedologia. Org. Trad. PRESTES, Z.; TUNES, E. Tradução: C.C.G. Santana. Rio de Janeiro: E-papers, 2018.

ZILBERMAN, Regina. O escritor lê o leitor, o leitor escreve a obra. In: SMOLKA, Ana Luiza B. (org.). Leitura desenvolvimento da linguagem. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1989, p. 09-22.

Downloads

Publicado

2021-07-21

Como Citar

SILVA, F. D. de A. .; SOUZA, V. A. .; SIGNORELLI, G. . Programa “Conta pra Mim”: a proposta da “educação literária” no cerco da Política Nacional de Alfabetização. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 698–715, 2021. DOI: 10.14393/REPOD-v10n2a2021-62475. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/62475. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Diálogos sobre alfabetização: das políticas públicas ao cotidiano escolar