Entrevista: Políticas em educação a distância e sua dinâmica normativa após 1990 ao contexto atual / Interview: Distance education policies and their legal guidelines evolution after 1990 to the current context

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n1a2020-54795

Palavras-chave:

Políticas públicas, Educação a distância, Formação de professores

Resumo

Na presente entrevista, por intermédio do diálogo estabelecido com os professores, também pesquisadores e estudiosos sobre a temática, propôs-se fazer uma discussão a respeito das políticas públicas da educação a distância e sua dinâmica político-pedagógica, a partir dos anos 1990, com especial foco no contexto atual. No desenvolvimento do diálogo abordou-se a legislação concernente à EaD, as práticas e os entraves, bem como os desafios encontrados. Abordou-se, também, a UAB e seus benefícios e limitações para a formação de professores. Deu-se especial destaque à experiência do prof. Dourado como relator na Comissão para Construção das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação a Distância em Cursos Superiores. As críticas e reflexões agregaram subsídios ao debate sobre a temática, especialmente nestes tempos em que vivemos uma pandemia e que a EaD, comumente de forma improvisada, tem sido requisitada no lugar das aulas presenciais. Por fim, vislumbramos perspectivas positivas para o futuro da educação, e da EaD, em nosso país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiz Fernandes Dourado, Universidade Federal de Goiás - UFG - Brasil

Professor Titular Emérito da Universidade Federal de Goiás (UFG). Doutor em Educação/UFRJ. Pós-doutorado na EHESS/CRBC em Paris/França. É diretor de Intercâmbio Institucional da ANPAE e membro do FNPE. Foi Membro do Conselho Superior e do Comitê Científico da Educação Básica da Capes (2013/2017), da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (2012-2016) e do Fórum Nacional de Educação (2014/2016). Foi Diretor da Secretaria de EB do MEC e Coordenador Geral de Estatísticas Especiais do INEP, Secretário adjunto da ANPED, Diretor de Pesquisa da ANPAE e Editor da Revistas Retratos da Escola/CNTE/Esforce. E-mail: luizdourado1@gmail.com; Lattes:  http://lattes.cnpq.br/1883931901388039Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5212-6607.

Vicente Batista Santos Neto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFTM - Campus Uberaba - Minas Gerais - Brasil

Doutor em Educação pela UFU. Mestre pela UFU. Professor do IFTM. E-mail: vicente@iftm.edu.br; Lattes: http://lattes.cnpq.br/3375351463359641; ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5207-7275.

Maria Célia Borges, Universidade Federal de Uberlândia - UFU - Minas Gerais - Brasil

Doutora em Educação pela PUCSP, Pós-doutora pela FEUSP. Mestre em Educação pela UFU. Professora da UFU, com atuação no Curso de Pedagogia e outras licenciaturas. Docente da Pós-graduação stricto sensu na Faced. E-mail: mariacelia@ufu.br; Lattes: http://lattes.cnpq.br/5826866488560826; ORCID: http://orcid.org/0000-0002-5445-023X.

Referências

BANCO MUNDIAL. La enseñanza superior: las lecciones derivadas de la experiência. Washington: Banco Mundial, 1995. ISBN 0-8213-2773-9.

BRASIL. Decreto 1.917, de 27 de maio de 1996. Cria a Secretaria Especial de Educação a Distância. Brasília, Presidência da República, 1996a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1996/D1917.htm. Acesso em: 05 nov 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 1996b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 14 maio 2018.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5622.htm. Acesso em: 15 maio 2017.

BRASIL. Decreto nº 5.800, de 08 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil - UAB. Brasília, DF: Presidência da República, 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5800.htm. Acesso em: 03 maio 2018.

BRASIL. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, 2017a. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2017/decreto-9057-25-maio-2017-784941-publicacaooriginal-152832-pe.html. Acesso em: 10 mar 2018.

BRASIL. Decreto nº 9.235, de 15 de dezembro de 2017. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação das instituições de educação superior e dos cursos superiores de graduação e de pós-graduação no sistema federal de ensino. Brasília, DF: Presidência da República, 2017b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=78741-d9235-pdf&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 08 nov 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais de Qualidade para educação a distância. Brasília: Ministério da educação, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/referenciaisead.pdf. Acesso em: 06 nov 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Brasília, DF: MEC, 2020. Disponível em: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376. Acesso em: 25 mar 2020.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Texto orientador para a audiência pública sobre educação a distância: diretrizes para EaD na educação superior -versão preliminar audiência pública 7/11/14. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação, 2014. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16558-texto-referencia-educacao-distancia-ead-pdf&category_slug=outubro-2014-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 10 out 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 873, de 07 de abril de 2006. Autoriza, em caráter experimental a oferta de cursos superiores a distância nas Instituições Federais de Ensino Superior. Brasília: Ministério da Educação, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/portarias/portaria873.pdf. Acesso em: 06 nov 2018.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Parecer CNE/CES nº 564 de 15 de dezembro de 2015. Diretrizes e Normas Nacionais para a oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distancia. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=31361-parecer-cne-ces-564-15-pdf&category_slug=dezembro-2015-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 20 abr 2020.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Resolução CNE/CP nº 1, DE 11 de março de 2016. Estabelece diretrizes e normas nacionais para a oferta de programas e cursos de educação superior na modalidade a distância. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação, 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/marco-2016-pdf/35541-res-cne-ces-001-14032016-pdf/file. Acesso em: 10 mar 2018.

DOURADO, Luiz Fernandes. Reforma do estado e as políticas para a educação superior no Brasil nos anos 90. Revista Educação e Sociedade. Campinas, vol. 23, n. 80, set. 2002, p. 234-252. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n80/12931. Acesso em: 16 ago 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302002008000012.

DOURADO, Luiz Fernandes. Políticas e gestão da educação superior a distância: novos marcos regulatórios? Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 29, n. 104, Especial, p. 891-917, out. 2008. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em 30, set 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302008000300012.

FREITAS, Helena Costa Lopes de. A (nova) política de formação de professores: a prioridade postergada. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, Especial, p. 1203-1230, out. 2007. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a2628100. Acesso em: 17 ago 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302007000300026.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS (Brasil). Censo da educação superior 2018: notas estatísticas. Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 2019. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2019/censo_da_educacao_superior_2018-notas_estatisticas.pdf. Acesso em: 20 mar 2020.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. São Paulo: Editora Record, 2000.

SANTOS NETO, Vicente Batista dos. A formação inicial de professores a distância no Brasil: os contornos e trajetórias do Sistema Universidade Aberta do Brasil na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba no período de 2013 a 2018. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019.

SGUISSARDI. Valdemar. Modelo de expansão da educação superior no Brasil: predomínio privado/mercantil e desafios para a regulação e a formação universitária. Educação e Sociedade, Campinas, v. 29, n. 105, p. 991-1022, set - dez. 2008. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 20 maio 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302008000400004.

UNESCO. Declaração Mundial sobre Educação para Todos: satisfação das necessidades básicas de aprendizagem. Jontien: Unesco, 1990.

UNESCO. Educação um tesouro a descobrir: relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. Brasília, DF: UNESCO, 1997.

UNESCO. Política de mudança e desenvolvimento no ensino superior. Rio de Janeiro: Garamound, 1999. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000129768. Acesso em: 05 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2020-05-15

Como Citar

Dourado, L. F. ., Santos Neto, V. B. ., & Borges, M. C. . (2020). Entrevista: Políticas em educação a distância e sua dinâmica normativa após 1990 ao contexto atual / Interview: Distance education policies and their legal guidelines evolution after 1990 to the current context. Revista Educação E Políticas Em Debate, 9(1), 22–52. https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n1a2020-54795

Edição

Seção

Dossiê: Políticas públicas de educação a distância: desafios atuais