Reflexões sobre o ensino de Geografia a partir da introdução da Base Nacional Comum Curricular

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v8n3a2019-48008

Palavras-chave:

BNCC, Políticas curriculares, DC Goiás, Ensino de Geografia

Resumo

Nesse trabalho discute-se a proposta de ensino de Geografia presente nos documentos que orientam as propostas curriculares em Goiás para o Ensino Fundamental e para o Ensino Médio. Busca-se o entendimento de como fica o ensino de Geografia a partir da criação da BNCC? Quais as possibilidades do professor de Geografia para o desenvolvimento de sua atividade docente a partir da BNCC? Quais as possibilidades para o trabalho do professor de Geografia em Goiás frente ao DC Goiás? Realizou-se uma análise documental e bibliográfica, por meio das quais destacou-se o trabalho do professor de Geografia frente aos limites e possibilidades presentes nestes documentos. Ressalta-se que é no trabalho do professor que temas e conteúdos são desenvolvidos em sala de aula buscando-se a construção do pensamento geográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – Versão Final. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br>. Acesso em: 29/02/2019.

CALLAI, H. C. A formação do profissional da geografia: o professor. Ijuí: Ed. Unijuí, 2013.

CAMILO COSTA, Hugo Heleno; RODRIGUES, Phelipe Florez; STRIBEL, Guilherme Pereira. Teoria curricular e Geografia: convites à reflexão sobre a BNCC. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Campinas, v. 9, n. 17, p. 86-108, jan./jun., 2019. Disponível em: <http://www.revistaedugeo.com.br/ojs/index.php/revistaedugeo/article/view/578>. Acesso em: 21/10/2019.

CASTELLAR, Sonia Maria Vanzella. Raciocínio geográfico e a teoria do reconhecimento na formação do professor de geografia. Revista Signos Geográficos: Boletim NEPEG de Ensino de Geografia. Goiânia, n. 1, 2019. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/signos/article/view/59197 >. Acesso em: 16/11/2019.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Pensar pela Geografia: ensino e relevância social. Goiânia: C&A Alfa Comunicação, 2019.

COUTO, M. A. C. Base Nacional Comum Curricular – BNCC. Componente curricular: geografia. Revista da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Geografia (Anpege). p.183-203, v.12, n.19, jul-dez.2016. Disponível em: <http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/anpege/article/view/6379>. Acesso em: 22/01/2018. DOI: https://doi.org/10.5418/ra2016.1219.0008

CURY, C. R. J.; REIS, M.; ZANARDI, T. A. C. Base Nacional Comum Curricular: dilemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2018.

GOIÁS. Conselho Estadual de Educação. Resolução CEE/CP nº 08, de 06 de dezembro de 2018. Aprova o Documento Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental para o sistema educativo de Goiás. Goiânia: CEE, 2018. Disponível em: . Acesso em: 22/02/2019.

LOPES, A. C. L. Por um currículo sem fundamentos... In: WELLER, Wivian; GAUCHE Ricardo (orgs.). Ensino Médio em debate: currículo, avaliação e formação integral. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2017, p. 25-55.

SANTOS, Milton. O papel ativo da Geografia: um manifesto. Território. Rio de Janeiro, n.9, p.103, jul./dez. 2000. Disponível em: <http://www.laget.eco.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=6>. Acesso em: 16/01/2018

Downloads

Publicado

2020-02-06

Como Citar

Santos, L. A. dos . (2020). Reflexões sobre o ensino de Geografia a partir da introdução da Base Nacional Comum Curricular. Revista Educação E Políticas Em Debate, 8(3), 467–480. https://doi.org/10.14393/REPOD-v8n3a2019-48008

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua