PREVISÕES DE CHEIAS EXTREMAS NOS HORIZONTES SAZONAIS E DE CURTO E MÉDIO PRAZOS NA BACIA DO RIO MADEIRA: ESTUDO DE CASO DA ENCHENTE DE 30 DE MARÇO DE 2014 EM PORTO VELHO

Conteúdo do artigo principal

Daniel Andres Rodriguez
Lucas Garofolo Lopes
Felix Carriello
José Lázaro Siqueira Júnior
Gustavo Luiz Pinto
Javier Tomasella
Sin Chan Chou

Resumo

A previsão de níveis de rios é um elemento importante de um sistema de alertas de desastres associados com eventos hidrológicos extremos. Neste trabalho é apresentado o uso de previsões de tempo de curto e médio prazo e de previsões climáticas sazonais por conjunto para monitoramento de cheias extremas em grandes bacias hidrográï¬cas. Os resultados do estudo de caso da cheia no Rio Madeira em Porto Velho no ano hidrológico 2013-2104, que teve seu pico em 30 de março de 2014, apresentam um bom desempenho do acoplamento entre o modelo atmosférico Eta-INPE e o modelo hidrológico MHD-INPE para as previsões de vazões. As análises sugerem que as previsões sazonais podem ser utilizadas para indicar a potencial ocorrência de um evento acima dos limiares de alerta e de emergência, enquanto que as previsões de tempo auxiliam na estimativa dos valores extremos uma vez estabelecida a onda de cheia. Este tipo de utilização conjunta de previsões em diferentes escalas permite focalizar com maior antecedência as regiões de impacto potencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
RODRIGUEZ, D. A.; GAROFOLO LOPES, L.; CARRIELLO, F.; SIQUEIRA JÚNIOR, J. L.; PINTO, G. L.; TOMASELLA, J.; CHOU, S. C. PREVISÕES DE CHEIAS EXTREMAS NOS HORIZONTES SAZONAIS E DE CURTO E MÉDIO PRAZOS NA BACIA DO RIO MADEIRA: ESTUDO DE CASO DA ENCHENTE DE 30 DE MARÇO DE 2014 EM PORTO VELHO. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 69, n. 4, 2017. DOI: 10.14393/rbcv69n4-44337. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44337. Acesso em: 3 dez. 2022.
Seção
Artigos