PREVISÃO DE VAZÃO DE EVENTOS EXTREMOS UTILIZANDO O MODELO HIDROLÓGICO DISTRIBUÍDO MHD-INPE E PREVISÕES METEOROLÓGICAS DO MODELO ETA-INPE PARA UMA ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL - ESTUDO DE CASO: SÃO LUÍS DO PARAITINGA (SP)

Conteúdo do artigo principal

Anne Caroline Negrão
Daniel Andres Rodriguez
Sin Chan Chou
Gustavo Sueiro Medeiros
Caio Pages Camargo

Resumo

Visando a previsão hidrológica de eventos extremos, serão apresentados neste trabalho resultados obtidos com a aplicação do modelo hidrológico distribuído MHD-INPE para eventos extremos ocorridos em São Luís do Paraitinga, SP. As previsões meteorológicas foram obtidas através do modelo atmosférico Eta-INPE, considerando altas resoluções espaciais (1 e 5 km). Os resultados indicam que a maior resolução das previsões meteorológicas resultam em precipitações mais intensas. Consequentemente, o modelo hidrológico tende a prever maiores níveis para o rio. Esse comportamento aumenta a assertividade de eventos acima do limiar de alerta, sendo assim, adequado para a previsão de eventos extremos, visto que tais eventos normalmente são consequentes de chuvas intensas e localizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
NEGRÃO, A. C.; RODRIGUEZ, D. A.; CHOU, S. C.; MEDEIROS, G. S.; CAMARGO, C. P. PREVISÃO DE VAZÃO DE EVENTOS EXTREMOS UTILIZANDO O MODELO HIDROLÓGICO DISTRIBUÍDO MHD-INPE E PREVISÕES METEOROLÓGICAS DO MODELO ETA-INPE PARA UMA ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL - ESTUDO DE CASO: SÃO LUÍS DO PARAITINGA (SP). Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 69, n. 4, 2017. DOI: 10.14393/rbcv69n4-44325. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44325. Acesso em: 1 dez. 2022.
Seção
Artigos