GERAÇÃO DE MODELO DIGITAL DO TERRENO A PARTIR DE IMAGENS OBTIDAS POR VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO

Conteúdo do artigo principal

Diondetson Rocha de Oliveira
Rejane Ennes Cicerelli
Tati de Almeida
Giuliano Sant'Anna Marotta

Resumo

O presente trabalho avaliou a aplicabilidade e as limitações de um Modelo Digital do Terreno (MDT) extraído por meio da ï¬ltragem de um Modelo Digital de Superfície (MDS) gerado a partir de imagens obtidas por câmara convencional a bordo de um VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado). Foram utilizados vinte pontos de controle para ortorretiï¬cação das imagens e doze pontos para veriï¬cação dos resultados. Os resultados apontaram que a discrepância média nas coordenadas x, y e z dos pontos de veriï¬cação foi menor que 5,0 cm. O teste de tendência aplicado detectou tendência na componente y, permitindo sugerir presença de erro sistemático. O MDT gerado se mostrou dependente de pontos visíveis no terreno em locais com vegetação densa. Entretanto, de maneira geral foi possível gerar um MDT com qualidade A do PEC-PCD para aplicações em trabalhos com escala de até 1:1.000.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
OLIVEIRA, D. R. de; CICERELLI, R. E.; ALMEIDA, T. de; MAROTTA, G. S. GERAÇÃO DE MODELO DIGITAL DO TERRENO A PARTIR DE IMAGENS OBTIDAS POR VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 69, n. 6, 2017. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44316. Acesso em: 18 maio. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Diondetson Rocha de Oliveira, Universidade de Brasília

Instituto de Geociências

Rejane Ennes Cicerelli, Universidade de Brasília

Instituto de Geociências

Tati de Almeida, Universidade de Brasília

Instituto de Geociências