ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO DE FOGOS ATIVOS DETECTADOS PELO SENSOR ATSR 2 E SUA RELAÇÃO COM VARIÁVEIS DEMOGRÁFICAS, AMBIENTAIS E INFRA-ESTRUTURAIS: COMPARABILIDADE ENTRE MÉTODOS DE REGRESSÃO OLS E GWR

Conteúdo do artigo principal

Adélia Maria Oliveira de Sousa
José Miguel Oliveira Cardoso Pereira
Bernardo Wildung Cantante Mota
João Roberto dos Santos

Resumo

Neste estudo foi analisado a relação entre o produto dos fogos activos ATSR com variáveis ambientais, demográficas e infra-estruturas para o território Brasileiro. Foram comparados os métodos de regressão por mínimos quadrados (OLS) e regressão local ponderada (GWR). O método GWR permite a análise de regressão considerando as variáveis nãoestacionárias espacialmente. Foi testada a hipótese do método GWR representar uma melhoria sobre o método de regressão global. O melhor ajustamento dos fogos ativos ATSR foi obtido com o método GWR quando foi considerado fatores humanos, como as variáveis de presença de áreas agrícolas e de distância às estradas, com R2 de 80%. Este estudo permite um melhor entendimento da distribuição espacial dos fogos ativos ATSR e mostra que o método GWR é um complemento válido relativamente aos métodos de análise espacial global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
SOUSA, A. M. O. de; PEREIRA, J. M. O. C.; MOTA, B. W. C.; SANTOS, J. R. dos. ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO DE FOGOS ATIVOS DETECTADOS PELO SENSOR ATSR 2 E SUA RELAÇÃO COM VARIÁVEIS DEMOGRÁFICAS, AMBIENTAIS E INFRA-ESTRUTURAIS: COMPARABILIDADE ENTRE MÉTODOS DE REGRESSÃO OLS E GWR. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 64, n. 3, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43814. Acesso em: 29 maio. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Adélia Maria Oliveira de Sousa, Universidade de

Universidade de

José Miguel Oliveira Cardoso Pereira, Universidade Técnica de Lisboa

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior de Agronomia

Bernardo Wildung Cantante Mota, Universidade Técnica de Lisboa

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior de Agronomia

João Roberto dos Santos, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)