Reunir, compartilhar, perceber, agir

um relato de experiência do Observatório de Educação Popular em Saúde e realidade brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REP-2022-67314

Palavras-chave:

Educação Popular, Educação Popular em Saúde, Saúde Coletiva, Movimentos sociais, Tecnologias da informação e comunicação

Resumo

Reconhecendo a importância da discussão em saúde coletiva pela ótica da educação popular (EP), em um crítico cenário derivado da COVID-19 e do desgoverno, este relato de experiência explora as vivências no Observatório de Educação Popular em Saúde e a Realidade Brasileira. Trata-se de uma iniciativa do Programa de Extensão Práticas Integrais de Promoção da Saúde e Nutrição na Atenção Básica (PINAB), que intenta propagar a EP e reunir seus atores. Foram realizados sete encontros, sendo trabalhados temas como: “A conjuntura brasileira atual e os Princípios da Educação Popular e sua filosofia para a construção dos caminhos metodológicos das práticas”, “Soberania Alimentar como movimento da humanidade e civilidade: qual o papel da educação popular em saúde?”, “Processos de eugenia no Brasil e suas consequências na saúde, educação, justiça e equidade”, “O mundo e as suas mudanças: o lugar e o papel da educação popular em saúde” e “Educação Popular em Saúde: caminhos e alternativas para experiências e práticas”. Essa vivência promoveu reflexões acerca da atual conjuntura, resgatando conceitos fundantes da EP e percepções valiosas em seus encontros, além de ter demonstrado as potencialidades no uso dos ambientes virtuais como auxiliares na metodologia dialética da EP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Nascimento Araujo Brito, Universidade Federal da Paraíba

Graduando em Medicina na Universidade Federal da Paraíba, Brasil. 

Felipe Marques da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Graduando em Fisioterapia na Universidade Federal da Paraíba, Brasil. 

Anailza dos Santos Silva, Universidade Federal da Paraíba

Graduanda em Terapia Ocupacional da Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

José Carlos da Silva, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando em Educação na Universidade Federal de Pernambuco, Brasil; coordenador geral da gestão do trabalho do Ministério da Saúde de Moçambique; membro do Grupo Saúde da População Negra da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN); membro do Grupo de Trabalho Racismo e Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO); membro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Educação (ANPED).

Pedro José Santos Carneiro Cruz, Universidade Federal da Paraíba

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Paraíba, Brasil; professor adjunto do Departamento de Promoção da Saúde do Centro de Ciências Médicas na mesma instituição;  líder do Grupo de Pesquisa em Extensão Popular (EXTELAR/CNPq/UFPB); membro da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO).

Referências

CRUZ, P. J. S. C.; PEREIRA, E. A. A. L.; ALENCAR, I. C. Educação popular: teoria e princípio ético-político do trabalho social emancipador. In: CRUZ, P. J. S. C. (org.). Educação popular em saúde: desafios atuais. São Paulo: Hucitec, 2018. p. 47-67.

FERNANDES, R. S. et al. Potencialidades da educação popular em tempos de pandemia da Covid-19 na Atenção Primária à Saúde no Brasil. Interface: Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 26, p. e210142, 2022. Doi: 10.1590/interface.210142. Disponível em: https://scielosp.org/article/icse/2022.v26/e210142. Acesso em: 18 out. 2022.

LIMA, L. O.; PEKELMAN, R. O diálogo como estratégia formativa: perspectivas a partir da educação popular em saúde. Revista de Educação Popular, Uberlândia, ed. especial, p. 290-297, 2020. Doi: 10.14393/REP-2020-56013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/56013. Acesso em: 18 out. 2022.

MENDES, A. H. L.; TORRES, A. C. S.; BELEM, M. O. Compreensão da educação popular em saúde por uma equipe da estratégia saúde da família. Ciênc. cuid. saúde, Maringá, v. 20, p. e52101, 2021. Doi: 10.4025/ciencuidsaude.v20i0.52101. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/52101. Acesso em: 18 out. 2022.

NETO, J. F. M. Extensão popular. 2. ed. João Pessoa: Editora da UFPB, 2014.

PEDROSA, J. I. S. A política nacional de educação popular em saúde em debate: (re) conhecendo saberes e lutas para a produção da Saúde Coletiva. Interface: Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 25, p. e200190, 2021. Doi: 10.1590/Interface.200190. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/b4vyq3gCDv3VT5BgKRvVYQD/?lang=pt. Acesso em: 18 out. 2022.

SOUZA, I. G. et al. Programa práticas integrais de promoção da saúde e nutrição na atenção básica (PINAB): relato das experiências desenvolvidas em 2020. In: CARVALHO, A. L. B. et al. (org.). Diálogos de Extensão. João Pessoa: Editora do CCTA, 2021. E-book. Disponível em: https://www.ufpb.br/editoraccta/contents/titulos/saude/dialogos-da-extensao. Acesso em: 19 out. 2022.

SOUZA, I. G. et al. Experiências de extensão em educação popular em saúde no enfrentamento à pandemia da Covid-19 na Atenção Primária à Saúde. Interface: Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 26, p. e210146, 2022. Doi: 10.1590/interface.210146. Disponível em: https://scielosp.org/article/icse/2022.v26/e210146/pt/. Acesso em: 19 out. 2022.

Downloads

Publicado

2022-11-05

Como Citar

BRITO, P. N. A.; SILVA, F. M. da; SILVA, A. dos S.; SILVA, J. C. da; CRUZ, P. J. S. C. Reunir, compartilhar, perceber, agir: um relato de experiência do Observatório de Educação Popular em Saúde e realidade brasileira. Revista de Educação Popular, Uberlândia, MG, p. 101–116, 2022. DOI: 10.14393/REP-2022-67314. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/67314. Acesso em: 28 nov. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)