Magia, encantamento e outros sortilégios no teatro burlesco de Antônio José da Silva

Autores

  • Kenia Maria de Almeida Pereira UFU

Palavras-chave:

Antônio José da Silva, Magia, Comédia, Inquisição

Resumo

O dramaturgo luso-brasileiro Antônio José da Silva escreveu nove peças teatrais cômicas, também chamadas de óperas joco-sérias. Na maioria delas há referências a práticas de bruxarias, feitos sobrenaturais e outros sortilégios. Vivendo o período mais feroz da Inquisição, Antônio José tentou burlar a censura, usando tanto o recurso das marionetes, como temas da mitologia grega, bem como a fala humorística dos bufões criticar os rigores do Santo Ofício diante do universo mágico-religioso da sociedade lisboeta do século XVIII. Neste texto, enfocaremos três momentos de referências a este universo de magia e de encantamentos, tão bem elaborados no teatro burlesco deste autor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kenia Maria de Almeida Pereira, UFU

Doutora em Literatura Brasileira pela UNESP/São José do Rio Preto. Professora de literatura brasileira e portuguesa da Universidade Federal de Uberlândia.

Downloads

Publicado

2014-12-06

Como Citar

PEREIRA, K. M. de A. Magia, encantamento e outros sortilégios no teatro burlesco de Antônio José da Silva. Letras & Letras, [S. l.], v. 30, n. 1, p. 62–75, 2014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/27393. Acesso em: 11 ago. 2022.