Experiências de desenvolvimento territorial em confronto

Autores

  • Marcos Aurelio Saquet Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE
  • Adilson Francelino Alves Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT91724072

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Território, Redes, Autonomia

Resumo

Neste artigo, descrevemos e analisamos aspectos inerentes à formação e atuação de distintas instituições vinculadas aos agricultores de base camponesa e da agricultura familiar. São organizações políticas, ou seja, uma ONG, uma cooperativa de agricultores familiares e duas associações, todas territorializadas, porém, em âmbitos diferentes: local, regional e nacional. Portanto, são distintos processos organizativos e de atuação na produção e comercialização, com destaque para a agroecológica. Para tal, partimos do pressuposto da efetivação de relações de poder, redes e identidades formando territórios diferentes, autocentrados e heterocentrados, porém, sobrepostos e concomitantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Aurelio Saquet, Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE

Pesquisador do CNPq

Downloads

Publicado

06-05-2014

Como Citar

SAQUET, M. A.; ALVES, A. F. Experiências de desenvolvimento territorial em confronto . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 9, n. 17 Abr., p. 574–598, 2014. DOI: 10.14393/RCT91724072. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/24072. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>