Bacia do Rio Doce sob representações de múltiplos sujeitos: uma abordagem geográfica

Autores

  • Franciane Araújo de Oliveira
  • Manoel Calaça Instituto de Estudos Socio-Ambientais-IESA/UFG

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT61212030

Palavras-chave:

Bacia hidrográfica, Usos da água, Múltiplos sujeitos, Abordagem territorial, Intencionalidades

Resumo

A bacia do Rio Doce constitui-se importante unidade territorial no sudoeste goiano. Localiza-se na divisa dos municípios de Jataí, Rio Verde, Caiapônia e Aparecida do Rio Doce. A importância vital da água e sua correlação com outros componentes naturais, a sua importância econômica, as relações sociais tornam relevante a sua análise a partir de representações de múltiplos sujeitos. O trabalho que se apresenta decorre da pesquisa em nível de mestrado que está sendo realizada no âmbito do Instituto de Estudos Sócio- Ambientais - IESA/UFG. Um problema dirigiu as reflexões: quais são os sentidos políticos que os sujeitos da bacia do Rio Doce dão à água? Para a realização do trabalho utilizou-se de dados qualitativos oriundos de entrevistas semiestruturadas, questionário e diário de campo. Verificou-se que existem intencionalidades diferentes na gama de ações realizadas pelos atores, ao fazerem uso da água. Palavras-chave: bacia hidrográfica; usos da água; múltiplos sujeitos; abordagem territorial; intencionalidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Calaça, Instituto de Estudos Socio-Ambientais-IESA/UFG

Professor, IESA/UFG

Downloads

Publicado

09-08-2011

Como Citar

ARAÚJO DE OLIVEIRA, F.; CALAÇA, M. Bacia do Rio Doce sob representações de múltiplos sujeitos: uma abordagem geográfica . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 6, n. 12 Ago., p. 163–182, 2011. DOI: 10.14393/RCT61212030. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/12030. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos