Currículo nacional:

reflexões necessárias

Autores

  • Maria Antonieta Albuquerque de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v11n21/22a1997-884

Palavras-chave:

Reflexão, crítica, filosóficos

Resumo

O texto tem como objetivo apontar alguns elementos para uma reflexão crítica sobre a mudança curricular, no sentido da emergência de um currículo nacional. Em tempos de reorganização das forças conservadoras, a quem e a que serve a reformulação curricular levada a efeito sob a égide da necessidade da melhoria qualitativa da escola?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

APPLE, Michael. '-A política do conhecimento oficial: faz sentido a idéia de um currículo nacional? In: MOREIRA. Antonio Flávio: SILVA- Tomaz Tadeu.(org) Currículo, cultura e sociedade. São Paulo: Cortez Editora. 1994.

ARROYO, Miguel. "Poder público e formação de educadores". In: VIII ENDIPE. 1966. Florianópolis. comunicação.

BELO HORIZONTE Secretaria Municipal de Educação. Proposta politicopedagógica. Rede Municipal de Educação. 2 ed. I versão. outubro- 1994.

BRASIL, Ministério de Educação e Cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais para o ensino fundamental: documento introdutório. Versão preliminar, novembro, 1995.

FAZENDA, Ivani C. Arantes. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. São Paulo: Papirus Editora. 1994.

FELDMANN- Daniel. "Inovaciones educativas basadas en el curriculum: una visión critica". In: VIII ENDIPE. 1966. Florianópolis, mimeo.

FORQUIN- Jean Claude. Escola e cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas. 1993.

FRIGOTTO. Gaudêncio. "A formação e profissionalização do professor frente aos novos desafios." In: VIII ENDIPE. 1996. Florianópolis. mimeo.

GARCIA, Regina Leite. "Professoras do Brasil: algozes ou vítimas?" In: VIII ENDIPE. 1996. Florianópolis, mimeo.

GIROUX- Henri. Teoria crítica e resistência em educação: para além das teorias de reprodução. Petrópolis: Vozes, 1986

Edueas•äo Il jan./jun.

HUBERMAN, A. M. Como se realizam as mudanqas em educaqäo: subsidios para o estudo da inovaqäo. Säo Paulo: Cultrix. 1973

KLEIN. Julie. Interdisciplinarity: history' theory, practice. Detroit: Wayne Estate Universitv- 1990.

LENOIR, Yves. "L 'interdisciplinarité dans l'intervention éducative et dans la formation å l'enseignant primaire: réalité et utopie dans un nouveau paradigme. " In: Seminårio sobre APPROCHES INTERDISCIPLINAIRES ET NOUVEAUX PARADIGMES. s/l- 1995. cornumcaqäo.

"L' interdisciplinarité: apperfequ historique de la genese d -un concept"

In: CAHIERS DE LA RECHERCHE EN ÉDUCATION. s.l:s.n.. 1,

MCLAREN, Peter. GUTIERREZ, Kris. •Global politics and local antagonism: research and practice as dissent and possibility. In: VIll ENDIPE. 1966, Florianöpolis, mimeo.

MOREIRA. Antonio Flåvio. "Os paråmetros curriculares nacionais mais uma vez em questäo". In: IV ENCONTRO ESTADUAL PAULISTA SOBRE A FORMACÄO DO EDUCADOR. 1966. Åguas de Säo Pedro- numeo.

SILVA. Tomaz Tadeu (orgs.). Curricula cultura e sociedade. Säo Paulo: Cortez Editora, 1994.

SIEBENEICHLER. Flåvio B. ••Encontros e desencontros no caminho da interdisciplinaridade: G.Gusdorf e J. Habermas". In: REVISTA TB. Rio de Janeiro, 98: 153/180, jul.-set.- 1989.

Downloads

Publicado

2008-10-03

Como Citar

de Oliveira, M. A. A. (2008). Currículo nacional:: reflexões necessárias. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 11(21/22), 25–38. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v11n21/22a1997-884