CALDART. Roseli Salete. Educação em movimento: formação de educadoras e educadores no MST. Petrópolis, Vozes, 1997, 180 p.

Autores

  • Aloísio Ruscheinsky Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Palavras-chave:

Educação, Formação de Educadores e Educadoras, MST

Resumo

A história de movimentos sociais no contexto da sociedade brasileira no período recente tem sido contada e recontada, especialmente através do discurso oriundo do lugar social dos sujeitos diretamente envolvidos nos fatos. Apanhar a novidade do movimentalismo pela ótica da educação popular constitui-se um procedimento peculiar no universo da literatura. A análise do processo educativo ensejado, ensaiado e prosperado a propósito de um movimento social, de um lado possui uma íntima relação com a construção histórica e de outro, com a ação dos intelectuais ou assessoria técnica no interior da referida organização. Neste sentido, o livro de Roseli Salete Caldart, Educação em movimento, revela de maneira significativa a ação dos intelectuais no seio do Movimento dos Sem Terra (MST): Propiciando elementos culturais para reter a memória social das lutas empreendidas, bem como da prática educativa levada a efeito através das estratégias; incidindo sobre uma prática pedagógica determinada que se renova no espaço e no tempo, de acordo com as mudanças conjunturais; inventando um espaço de pesquisa, no intuito de destacar informações pertinentes ao movimento, utilizando a metodologia da investigação-ação.

Palavras-chave: Educação; Formação de Educadores e Educadoras; MST.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aloísio Ruscheinsky, Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Professor de Mestrado em Educação Ambiental, FURG, Rio Grande, RS.

Downloads

Publicado

2008-09-25

Como Citar

RUSCHEINSKY, A. CALDART. Roseli Salete. Educação em movimento: formação de educadoras e educadores no MST. Petrópolis, Vozes, 1997, 180 p. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 12, n. 23, p. 221–227, 2008. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/872. Acesso em: 3 mar. 2024.