Ensino médio e ensino técnico

de volta ao passado?

Autores

  • Luiz Antônio Cunha Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v12n24a1998-846

Palavras-chave:

Educação, Ensino médio e técnico, Dualidade da educação Brasileira

Resumo

Se exarminarmos as transformações ocorridas no sistema de ensino brasiliero, dos anos 30 até os 80, podemos cocluir, facilmente, que havia nele uma nítida tendência de unificação dos segmentos destinados à educação geral com os de educação profissional. Ainda que houvesse um movimento de recomposição da dualidade, a tendência à unificação era predominante.

Com efeito, até o início da década de 30 e mesmo ao fim dos anos 40, havia uma clara divisão entre dois segmentos opostos do sistema educacional, que o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932) chamou de ensino primário-profissional e de ensino secundário-superior. Durante sua breve estada à frente da Diretoria de Educação do Distrito Federal (1931/35), Anísio Teixeira procurou alterar esse quadro de modo convergente com o Manifesto que ele ajudara a formular. O ensino profissional não só foi transferido para o nível pós-primário, como, também, foram criadas escolas técnicas-secundárias, cujo objetivo era preparar os quadros médios de cultura geral e de cultura técnica para todos os tipos de trabalho - inclusive para o trabalho intelectual. Diversificando o ensino médio com base numa ampla rede de programas variados, entendia-se que a dualidade da educação brasileira deixaria de existir (TEIXEIRA, 1997).

No entanto, a política educacional do Estado Novo, que então se gestava no plano federal, pretendia justamente o reforço da dualidade. [...]

Palavras-chave: Educação; Ensino médio e técnico; Dualidade da educação Brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Antônio Cunha, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

D'AVILA, José Luiz Piôto, 1996. Determinantes sociológicos na redefinição do perfil de instituições de ensino técnico - o caso da ETFES, Tese de doutoramento em Educação, Rio de Janeiro, PUC/ RJ.

BRANDÃO, Zaia, 1973. Formação de mão-de-obra na empresa: estudo de um caso de formação profissional básica, Dissertação de mestrado em Educação, Rio de Janeiro, PUC/RJ.

BREJON, Moyses, 1962. "Racionalização do ensino industrial (resultados de uma pesquisa)", Boletim da FFCL da USP, Cadeira de Administração Escolar e Educação Comparada (São Paulo), n° 273.

BREJON, Moyses, 1968. Recursos humanos, ensino técnico e desenvolvimento -uma perspectiva brasileira, São Paulo, Pioneira.

DIAS, José Augusto (org.), 1967. Ensino médio e estrutura sócio econômica, Rio de Janeiro, MEC/INEP.

CASTRO, Cláudio de Moura, 1997. "O secundário: esquecido em um desvão do ensino?", Textos para discussão MEC/INEP (Brasília). v. 1, n° 2, abril.

CASTRO, Cláudio de Moura, ASSIS, Milton Pereira de e OLIVEIRA, Sandra Furtado de, 1972. Ensino Técnico - desempenho e custos, Rio de Janeiro, IPEA/ INPES.

CASTRO, Cláudio de Moura, 1997. "O secundário: esquecido em um desvão do ensino?", Textos para discussão MEC/INEP (Brasília), v. 1, n° 2, abril.

CASTRO, Cláudio de Moura, ASSIS, Milton Pereira de e OLIVEIRA, Sandra Furtado de, 1972. Ensino Técnico - desempenho e custos, Rio de Janeiro, IPEA/ INPES.

CASTRO, Cláudio de Moura e MELLO E SOUZA, Alberto de, 1974. Mão-de-obra industrial no Brasil - mobilidade, treinamento e produtividade, Rio de Janeiro, IPEA/INPES.

CORRÊA DA COSTA, Roberto Hermeto, 1968. Técnicos industriais de nível médio - da escola ao trabalho, TECMO, Rio de Janeiro.

CUNHA, Luiz Antônio, 1977. Política educacional no Brasil: a profissionalização no ensino médio, Rio de Janeiro, Eldorado.

CUNHA, Luiz Antônio, 1982. Uma leitura da teoria da escola capitalista, Rio de Janeiro, Achiamé.

CUNHA, Luiz Antônio, 1991. Educação, Estado e Democracia no Brasil, São Paulo, Cortez.

CUNHA, Luiz Antônio, 1994. "Educação e classes sociais no Manifesto de 32: perguntas sem resposta", Revista da Faculdade de Educação da USP (São Paulo), vol 20, n° 1-2, janeiro/dezembro.

CUNHA, Luiz Antônio, e GÓES, Moacyr de, 1985. O golpe na educação, Rio de Janeiro, Jorge Zahar.

FARIA GÓES FILHO, Joaquim e CORRÊA DA COSTA, Roberto Hermeto, 1964. O trabalho de engenheiros e técnicos na indústria e sua formação, Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas.

TEIXEIRA, Anísio, 1997. Educação para a democracia - introdução à administração educacional, Rio de Janeiro, Editora da UFRJ.

Downloads

Publicado

2008-09-22

Como Citar

CUNHA, L. A. Ensino médio e ensino técnico: de volta ao passado?. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 12, n. 24, p. 65–89, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v12n24a1998-846. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/846. Acesso em: 22 fev. 2024.