A que veio o humanismo?

Autores

  • Tiago Adão Lara

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v13n25a1999-804

Palavras-chave:

humanismo, renascimento, teocentrismo, antropocentrismo

Resumo

O artigo visa a esclarecer o significado cultural de um momento forte da história do Ocidente-o Humanismo renascentista-a partir do qual a perspectiva medieval teocêntrica começou a perder a hegemonia, em favor da perspectiva antropocéntrica. São apontadas as linhas de fuga de um movimento que, entre avanços e recuos, se impôs e, hoje, é reavaliado.

 

ABSTRACT:

 

This paper aims to clarify the cultural meaning of the Renaissance Humanism, which represented a very strong moment in western history and caused the theocentrical point of view of Middle Age to loose its hegemony, in order to give birth to the anthropocentric perspective. The author points out the vanishing lines of a movement which, through forward and backward steps, has settled down and is nowadays reevaluated.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRUNO, Giodamo. A causa, o principio e o uno. Trad. Attilio Cancian. São Paulo: Nova Stella Editorial, 1988.

BURCKHARDT, Jacob. A cultura do Renascimento na Itália. Trad. Vera Lúcia de Oliveira Sarmento e Femando Azevedo Correa. Brasilia: Editora da Universidade de Brasilia, 1991.

CHATELET, François. História da filosofia: idéias, doutrinas-2: a filosofia medieval. Trad. Maria José de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. 1974 1974.

CHATELET, François. História da filosofia: idéias, doutrinas-3: a filosofia do mundo novo. Trad. Jorge Alexandre Faure Pontual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1974.

DELUMEAU, Jean. A civilização do renascimento. Trad. Manuel Ruas. Lisboa: Estampa, 1983-1984, 2 vols.

GANDILLAC, Maurice de. Gêneses da modernidade. Trad. Lúcia Cláudia Leão e Marilia Pessoa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995.

GARIN, Eugênio. Ciência e vida civil no Renascimento italiano. Trad. Cecilia Prado. São Paulo: Editora UNESP, 1996.

GUIMARÃES ROSA, João, Grande Sertão: Veredas. São Paulo, Nova Fronteira, 1986.

LARIVAILLE, Paul. A Itália no tempo de Maquiavel. Trad. Jonatas Batista Neto. São Paulo: Cia das Letras, 1988.

MAQUIAVEL, Nicolau. O principe: escritos politicos. Trad. Livio Xavier. São Paulo: Abril Cultural, 2.ed., 1979,

MIRANDOLLA, Pico della. Discurso sobre a dignidade do homem. Trad. Maria de Lurdes (sic) Sirgado Ganho. Lisboa: Edições 70, 1989 (edição bilingüe).

REALE, Giovanni. História de filosofia: do humanismo a Kant. São Paulo. Paulus, 1990 (Col. Filosofia).

VEDRINE, Héble. As filosofias do Renascimento. Trad. Marina Alberti. Portugal Publicações Europa-América, 2 ed., 1986.

YATES, Frances A. Giordano Bruno e a tradição hermética. Trad. Yolanda de Toledo Cunha. São Paulo. Cultrix, 1995,

Downloads

Publicado

2015-10-06

Como Citar

Lara, T. A. (2015). A que veio o humanismo?. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 13(25), 211–229. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v13n25a1999-804