O redimensionamento teórico da perspestiva interdisciplinar nos anos 90

limites e possibilidades

Autores

  • Sandra Vidal Nogueira Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v14n27/28a2000-743

Palavras-chave:

Educação, Perspectiva Interdisciplinar, Brasil

Resumo

Analisando sob a ótica de necessidade e desafio da atual materialidade histórica, dar-se-á ênfase neste artigo aos limites e possibilidades existentes no redimensionamento teórico da perspectiva interdisciplinar, sob dois ângulos. De um lado, através de algumas considerações histórico-conceituais sobre a evolução dessa temática no Brasil. E, de outro, por meio de uma análise crítica de ambiguidades manifestadas nas concepções vigentes, com o intuito de identificar, nas contradições existentes, aspectos importantes para o resgate da gênese e desenvolvimento dessa temática, em busca de uma temporalidade construída.

Palavras-chave: Educação; Perspectiva Interdisciplinar; Brasil.

Abstract: Based upon the necessity of the present historical materialism and upon the challenge that it represents, this article emphasizes the drawbacks and the possibilities of a theoretical redimentioning of the interdisciplinary perspective of the 90’s. Two points will be taken into account for the discussion of the issue: some conceptual and historical considerations about the evolution of the topic in Brazil, and a critical analysis of the ambiguities manifested in the present concepts. It is believed that the discussion will lead to the identification of important aspects – found in existing contradictions – for the retrieval of the genesis and the development of this theme, in pursuit of a constructed temporariness.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Vidal Nogueira, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Professora do Departamento de Fundamentos da Educação da Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

CASTORIADIS, Cornelius. Teoria e projeto revolucionário. In: A instituição imaginária da sociedade. 3.ed., Trad. Guy Reynaud. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1991, p.89-137.

ETGES, Norberto Jacob. Produção do conhecimento e interdisciplinaridade. Educação e Realidade. Porto Alegre, UFRGS 18(2): 73-82, jul./dez., 1993.

_______. Estrutura versus subjetividade nas relações sociais: uma oposição de exterioridade? Educação e Realidade. Porto Alegre, UFRGS jan./-jun., 1994.

_______. Ciência, interdisciplinaridade e educação. In: JANTSCH, Ari Paulo & BIAN-CHETTI, Lucídio. Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. São Paulo: Vozes, 1995, p.51-84.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia? São Paulo: Loyola, 1979.

__________. (org.) Práticas interdisciplinares na escola. São Paulo: Cortez, 1991a.

__________. Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. São Paulo: Loyola, 1991 b.

__________. (org.). Novos enfoques da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 1992.

__________. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. Campinas: Papirus, 1994.

FREITAS, Luiz Carlos. A questão da interdisciplinaridade: notas para a reformulação dos cursos de pedagogia. Educação e Sociedade. São Paulo: Cortez (33):105-131, ago., 1989.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A questão metodológica do trabalho interdisciplinar: indicações de uma pesquisa sobre vestibular. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, Fundação Carlos Chagas (55):6875, nov., 1985.

________. Interdisciplinaridade como necessidade e como problema nas ciências sociais. In: JANTSCH, Ari Paulo & BIANCHETTI, Lucídio. Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes, 1995, p.25-49.

JANTSCH, Ari Paulo & BIANCHETTI, Lucídio. Interdisciplinaridade para além da filosofia do sujeito. In:_____(org.). Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes, 1995a, p. 11-24.

________.Imanência, história e interdisciplinaridade. In:. Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes, 1995b, p. 177-193.

________. Universidade e interdisciplinaridade. In: Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes, 1995c, p. 195-204.

JAPIASSÚ, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

KOSIK, Karel. Dialética da totalidade concreta. In: Dialética do concreto. 2.ed.. Trad. Célia Neves e Alderico Toríbio. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976, p. 9-54.

NOGUEIRA, Sandra Vidal. O movimento de reestruturação dos programas de pós-graduação em Educação nos anos 80: tendências e perspectivas. Tese de Doutorado, PUC/ SP, 1997.

RIOS, Terezinha Azerêdo. Etica e competência. 3.ed, São Paulo: Cortez, 1994.

SANTOS FILHO, José Camilo dos. A interdisciplinaridade na universidade: relevância e implicações. Educação Brasileira. Brasília, CRUB (29):59-80, 2° sem., 1992.

SIEBENEICHLER, Flávio B. A interdisciplinaridade na crise atual das ciências. Educação e Filosofia. Uberlândia, UFU (5 e 6):105-114, jul.,1988/jun., 1989.

WALLNER, Fritz. Sete princípios da interdisciplinaridade no realismo construtivista. Trad. Norberto Jacob Etges. In: JANTSCH, Ari Paulo & BIANCHETTI, Lucídio. Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes, 1995, p.85-96.

Downloads

Publicado

2008-09-01

Como Citar

NOGUEIRA, S. V. O redimensionamento teórico da perspestiva interdisciplinar nos anos 90: limites e possibilidades. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 14, n. 27/28, p. 223–242, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v14n27/28a2000-743. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/743. Acesso em: 26 fev. 2024.