Tessituras: entre A Hermenêutica do Sujeito e a Educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-66274

Palavras-chave:

Foucault, Pedagogia, Subjetivação, Ontologia Histórica

Resumo

Resumo: Celebrando os quarenta anos de A Hermenêutica do Sujeito — o curso ministrado por Michel Foucault no Collège de France, em 1982 —, este texto propõe-se a estabelecer conexões, gerais e específicas, entre aquele curso e a Educação. É feita uma discussão acerca da perspectiva analítica não metafísica adotada por Foucault, em contraste com o atual discurso pedagógico interpretativo dominante. São discutidos os sentidos que se pode dar a alguns insights daquele curso, em suas relações com a Educação contemporânea. Propondo-se uma diferenciação entre pedagogia e Pedagogia, destaca-se a função subjetivante das práticas pedagógicas na educação escolarizada. Argumenta-se em favor da ontologia histórica, em oposição à ontologia transcendental, e recorre-se ao conceito de frame, de modo a ressaltar sua importância e limitações em estudos como este. Discute-se a inversão moderna que colocou ênfase no preceito do “conhece-te a ti mesmo” (gnôthi seautón), deixando em segundo plano o preceito do “cuida de ti mesmo” (epiméleia heautoû), do que resultou a substituição do ideal antigo do sujeito das ações corretas pelo ideal moderno do sujeito dos saberes verdadeiros. Sugere-se que a Educação possa contribuir para suspender a anunciada morte do sujeito ou, pelo menos, mitigar os seus efeitos.

Palavras-chave: Foucault; Subjetivação; Pedagogia; Ontologia Histórica

Weaves: between Hermeneutics of the Subject and Education

Abstract: Celebrating the forty years of The Hermeneutics of the Subject — the course by Michel Foucault at the Collège de France, in 1982 —, this text proposes to establish connections, both general and specific, between that course and Education. A discussion is made about the non-metaphysical analytical perspective adopted by Foucault, in contrast to current dominant interpretive pedagogical discourses. The meanings that can be given to some insights from that course are discussed, in their relations with education. Proposing a differentiation between pedagogy and Pedagogy, the subjectivizing function of pedagogical practices in schools is highlighted. We argue in favor of historical ontology, as opposed to transcendental ontology, and we resort to the concept of frame, in order to emphasize its importance and limitations in foucauldian studies. We discuss the modern inversion that placed emphasis on the precept “know thyself” (gnôthi seautón), leaving in the background the precept “take care of yourself” (epiméleia heautoû), which resulted in the replacement of the ideal of the subject of correct actions by the modern ideal of the subject of true knowledge. We suggest that Education can contribute to suspend the announced death of the subject or, at least, mitigate its effects.

Keywords: Foucault; Subjectivizing; Pedagogy; Historical ontology

Tesituras: entre la Hermenéutica del Sujeto y la Educación

Resumen: Celebrando los cuarenta años de La Hermenéutica del Sujeto — curso por Michel Foucault en el Collège de France, en 1982 —, este texto se propone establecer conexiones generales y específicas, entre ese curso y la Educación. Se discute la perspectiva no-metafísica adoptada por Foucault, en contraste con el actual discurso pedagógico interpretativo dominante. Se problematizan los sentidos que se pueden dar a algunos insigths de aquel curso, en sus relaciones con la educación contemporánea. Se propone una diferenciación entre pedagogía y Pedagogía y se destaca la función de subjetivación de las prácticas pedagógicas en las escuelas. Se argumenta a favor de la ontología histórica, en oposición a la ontología transcendental, y se recurre al concepto de frame, para enfatizar su importancia y limitaciones en estudios foucaultianos. Se discute la idea moderna que puso énfasis en el precepto de “conócete a ti mismo” (gnôthi seautón), dejando en segundo plano el “cuida de ti mismo” (epiméleia heautoû), lo que derivó en la sustitución del ideal antiguo del sujeto de las acciones correctas, por el ideal moderno del sujeto del conocimiento verdadero. Se sugiere que la Educación puede contribuir a suspender la anunciada muerte del sujeto o, al menos, mitigar sus efectos.

Palabras clave: Foucault; Subjetivación; Pedagogia; Ontologia Histórica.

Data de registro: 08/07/2022

Data de aceite: 13/12/2022

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maura Corcini Lopes, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). E-mail: maura@unisinos.br. Lattes: http://lattes.cnpq.br/3876751682370290. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2419-9208.

Alfredo Veiga-Neto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor da Faculdade de Educação (aposentado) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). E-mail: alfredoveiganeto@gmail.com. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8520385995088505. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7148-3578.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: ORTIZ, Renato (Org.). Pierre Bourdieu. São Paulo: Ática, 1983.

BUJES, Maria Isabel Edelweiss. Infância e maquinarias. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

CALLON, Michel. Na Essay on Framing and Overflowing: Economic Externalities Revisited by Sociology. In: CALLON, Michel. The Laws of Markets. Boston: Blackwell, 1998. p. 244-269. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1467-954X.1998.tb03477.x.

CASTRO, Edgardo. Diccionario Foucault: temas, conceptos, autores. Buenos Aires: Siglo Veinte y Uno, 2011.

DEFRADAS, Jean. La sagesse delphique. In: DEFRADAS, Jean. Les thèmes de la propagande delphique. Paris: Klinksieck, 1954. p. 268-283.

DERRIDA, Jacques. La vérité en peinture. Paris: Flammarion, 1975.

FOUCAULT, Michel. “Sur la sellette” – entretien avec J.-L. Ezine. In: FOUCAULT, Michel. Dits et écrits II (éléctronique). Paris: Gallimard, 2010. (Texto 152). p. 720-725.

FOUCAULT, Michel. A Hermenêutica do Sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1992a.

FOUCAULT, Michel. Les techniques de soi. In: FOUCAULT, Michel. Dits et écrits II. Paris: Gallimard, 2001. (Texto 363). p. 1602-1632.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da Biopolítica. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, Michel. Nietzsche, a genealogia e a história. In: FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1992b. p. 15-37.

FOUCAULT, Michel. O enigma da revolta: entrevistas inéditas sobre a Revolução Iraniana. São Paulo: n-1, 2018. (Entrevista ao Le Nouvel Observateur, em 3 de janeiro de 1979).

GLOCK, Hans-Johann. Dicionário Wittgenstein. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

GOFFMAN, Erving. Frame Analysis: an Essay on the Organization of Experience. New York: Harper & Row, 1974.

GROS, Frédéric. Situação do curso. In: FOUCAULT, Michel. A Hermenêutica do Sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

HACKING, Ian. Ontologia histórica. Porto Alegre: Unisinos, 2009.

HEIDEGGER, Martin. A proveniência da arte e a destinação do pensamento. In: HEIDEGGER, Martin. L’ Herne. Paris: Éditions de l’Herne, 1983.

HESSE, Mary B. The structure of scientific inference. London: Macmillan, 1974. DOI: https://doi.org/10.1525/9780520313316.

HOUAISS, Antonio. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa: versão monousuário 3.0. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

JAEGER, Werner. Cristianismo primitivo y Paideia Griega. México: Fondo de Cultura Económica, 2017.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. In: KANT, Immanuel. Os pensadores: Kant. São Paulo: Nova Cultural, 1987. (v. 1).

KOHAN, Walter Omar. Filosofia: o paradoxo de aprender e ensinar. Belo Horizonte: Autêntica, 2009. DOI: https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v22n44a2008-1970.

LARROSA, Jorge. Tecnologias do eu e Educação. In: SILVA, Tomaz T. (Org.). O sujeito da Educação. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 35-86.

MACHADO, Roberto. Deleuze, a arte e a filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

NARODOWSKI, Mariano. Comenius e a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

NIETZSCHE, Friedrich. Aurora. Porto: Rés, 1983.

PESSOA, Fernando. Poemas completos de Alberto Caeiro. Poema 283. In: PESSOA, Fernando. Fernando Pessoa: Obra Poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1986.

POL-DROIT, Roger. Michel Foucault: entrevistas. São Paulo: Graal, 2006.

RORTY, Richard. A Filosofia e o espelho da Natureza. Lisboa: D. Quixote, 1988.

RORTY, Richard. Foucault and Epistemology. In: HOY, David Couzens (Ed.). Foucault: a critical reader. Oxford: Basil Blackwell, 1992. p. 41-49.

SILVA, Isabela Dutra Correa. Infantocracia: deslocamentos nas formas de compreender e viver o exercício do governamento infantil na racionalidade neoliberal. 2018. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/181813. Acesso em: 19 maio 2023.

TOURAINE, Alain. Pensar outramente: o discurso interpretativo dominante. Petrópolis: Vozes, 2009.

VARELA, Julia; ALVAREZ-URÍA, Fernando. A maquinaria escolar. Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 6, p. 68-96, 1992.

VEIGA-NETO, Alfredo. Algumas raízes da Pedagogia moderna. In: ZORZO, Cacilda; SILVA, Lauraci D.; POLENZ, Tamara (Orgs.). Pedagogia em conexão. Canoas: Editora da ULBRA, 2004. p. 65-83.

VEIGA-NETO, Alfredo; LOPES, Maura Corcini. Education and Pedagogy: a Foucauldian perspective. Educational Philosophy and Theory, cidade, v. 49, n. 7, p. 734-741, 2017. DOI: https://doi.org/10.1080/00131857.2016.1204739. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/00131857.2016.1204739. Acesso em: 19 maio 2023.

WAQUET, Françoise. Os filhos de Sócrates: filiação intelectual e transmissão do saber do século XVII ao XXI. Rio de Janeiro: Difel, 2010.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas. In: WITTGENSTEIN, Ludwig. Os Pensadores: Wittgenstein. São Paulo: Abril Cultural e Industrial, 1979.

Downloads

Publicado

2023-01-04

Como Citar

LOPES, M. C.; VEIGA-NETO, A. J. da. Tessituras: entre A Hermenêutica do Sujeito e a Educação. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 36, n. 78, p. 1489–1517, 2023. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-66274. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/66274. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê "Educação, produção de subjetividade e cuidado de si: a atualidade de 'A hermenêutica do sujeito'"