O que é espiritualidade e como podemos abordá-la no ambiente escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-65830

Palavras-chave:

Espiritualidade Laica, Educação Laica, Educação e Espiritualidade

Resumo

Resumo: O conceito de espiritualidade laica pode permitir um espaço na educação escolar para tratar de questões que, por serem públicas e de foro privado, envolvem a vida cotidiana nas mais diversas facetas, incluindo a política, as relações sociais e culturais, por isso precisam ser convenientemente tratadas. Ensaiar, pois, uma abordagem educacional dessa relação é importante em nosso momento histórico no qual a vida social e política são assaltadas por certa religiosidade ou crença. A partir da leitura de um historiador e três filósofos, o texto procura definir uma espiritualidade não apenas laica, mas que possibilite o diálogo entre o laico, o ateísta, o agnóstico, o religioso etc. Para tanto, aposta-se na filosofia e procura encontrar pistas para a ação pedagógica. Conflui o conceito para a existência de determinações históricas, culturais e existenciais e destaca apontamentos para a educação nos quais se admite uma pluralidade de espiritualidades.

Palavras-chave: Espiritualidade Laica; Educação Laica; Educação e Espiritualidade

What is spirituality and how we can approach it in the school environment

Abstract: The concept of secular spirituality can allow a space in school education to deal with issues that, being public or private, involve daily life in the most diverse facets, including politics, social and cultural relations, and therefore need to be conveniently dealt with. Rehearsing, therefore, an educational approach to this relationship is important in our historical moment in which social and political life is assaulted by a certain religiosity or belief. Based on the reading of one historian and three philosophers, the text seeks to define a spirituality that is not only secular, but one that enables dialogue between the secular, the atheistic, the agnostic, the religious etc. To this end, it relies on philosophy and tries to find clues for pedagogical action. It makes the concept converge to the existence of historical, cultural, and existential determinations, and highlights notes for education in which a plurality of spiritualities is admitted.

Key-words: Secular Spirituality; Secular Education; Education and Spirituality

Qué es la espiritualidad y cómo podemos abordarla en el ámbito escolar

Resumen: El concepto de espiritualidad laica puede permitir un espacio en la educación escolar para abordar temas que, siendo públicos y privados, involucran la vida cotidiana en las más diversas facetas, incluyendo la política, las relaciones sociales y culturales, por lo que requieren ser tratados convenientemente. Ensayar, por lo tanto, una aproximación educativa a esta relación es importante en nuestro momento histórico en el que la vida social y política se ve asaltada por una determinada religiosidad o creencia. A partir de la lectura de un historiador y tres filósofos, el texto busca definir una espiritualidad que no solo sea laica, sino que posibilite el diálogo entre lo laico, lo ateo, lo agnóstico, lo religioso, etc. Para eso, apuesta por la filosofía y busca encontrar pistas para la acción pedagógica. Hace converger el concepto a la existencia de determinaciones históricas, culturales y existenciales y destaca notas para una educación en la que se admite una pluralidad de espiritualidades.

Palabras llave: Espiritualidad Secular; Educación Laica; Educación y Espiritualidad

Data de registro: 27/05/2022

Data de aceite: 17/08/2022

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Aurélio Corrêa Martins, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Professor Adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). E-mail: marcoaureliocorreamartins@gmail.com. Lattes: http://lattes.cnpq.br/7947746503172967. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-3362-1300.

Referências

COMTE-SPONVILLE, André. O espírito do ateísmo. São Paulo: Autêntica, 2016.

CORBÍ, Marià. Para uma espiritualidade leiga. São Paulo: Paulinas, 2010.

CORTINA, Adela. Aporofobia, a aversão ao pobre: Um desafio para a democracia. São Paulo: Contracorrente, 2020.

CUNHA, Christina Vital da; MENEZES, Renata de Castro. Religiões em conexão: números, direitos, pessoas. Comunicações do ISER, Rio de Janeiro, ano 35, n. 69, p. 1-154, 2014. DOI: Disponível em: https://www.iser.org.br/wp-content/uploads/2020/07/Comunicacoes_ISER_n69.pdf. Acesso em: 20 ago. 2022.

FERRY, Luc. A revolução do amor: Por uma espiritualidade laica. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

IBGE (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA). Censo demográfico 2010. Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/94/cd_2010_religiao_deficiencia.pdf. Acesso em: 8 fev. 2022.

LEITE, Fábio Carvalho. O Laicismo e outros exageros sobre a Primeira República no Brasil. Religião & Sociedade, Rio de Janeiro, v. 31, n. 1, p. 32-60, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-85872011000100003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rs/a/vdzgCGYZXCg6sKZPM6t9M5N. Acesso em: 8 fev. 2021.

MARTINS FILHO, José Reinaldo Felipe; ECCO, Clovis. Por uma espiritualidade profunda; uma entrevista com Marià Corbí. Caminhos, Goiânia, v. 15, n. 1, p. 149-161, 2017. DOI: https://doi.org/10.18224/cam.v15i1.5973. Disponível em: http://seer.pucgoias.edu.br/index.php/caminhos/article/view/5973/3263. Acesso em: 8 fev. 2021.

PASTORAL. Coletiva do Episcopado Brasileiro de 1890. In: RODRIGUES, Anna Maria Moog (Org.). A Igreja na República. Brasília: Ed UnB, 1981. p. 17-58.

RICOEUR, Paul. Kant e Husserl. Revista Portuguesa de Filosofia, Braga, v. 2, n. 61, p. 355-378, 2005. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/40314288. Acesso em: 8 fev. 2021.

VAUCHEZ, André. A Espiritualidade na Idade Média Ocidental: Séculos VIII a XIII. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1995.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

MARTINS, M. A. C. O que é espiritualidade e como podemos abordá-la no ambiente escolar. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 36, n. 78, p. 1257–1276, 2022. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-65830. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/65830. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos