Crise da democracia e da educação no Brasil: uma contribuição do pensamento freireano ao debate

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-64794

Palavras-chave:

Paulo Freire, Democracia, Educação Pública, Margens do Sul, Ser Mais

Resumo

Resumo: Esse artigo é fruto de um projeto de pesquisa que busca estabelecer um diálogo Sul-Sul entre o pensamento do educador Paulo Freire e do sociólogo Boaventura Santos, com foco nos temas da democracia e da educação pública na atualidade da sociedade brasileira (2014-2020). Essa pesquisa se assentou numa abordagem qualitativa, priorizando a pesquisa bibliográfica e documental. No entanto, para fins de delimitação deste artigo e de socialização de alguns resultados, centro a análise na contribuição do pensamento de Paulo Freire a partir das margens do Sul, tomando como base seu conceito de “ser mais”, para debater sobre essa crise da democracia e da educação pública na atualidade do país. Ao tomar como base esse conceito de “ser mais”, foi possível identificar tanto os limites estruturantes da democracia liberal na sociedade, em particular na educação, e a necessidade de fazer emergir outras interpretações não eurocêntricas a respeito desses temas, bem como evidenciar um cenário de agudo retrocesso democrático, que demonstra avançar na condição do “ser menos” e, por conseguinte, distorcer, profundamente, a vocação ontológica de ser mais.

Palavras-Chave: Paulo Freire; Ser Mais; Democracia; Educação Pública; Margens do Sul

Democracy and education crisis in Brazil: a contribution of freirean thought to the debate

Abstract: This article is the result of a research project, which seeks to establish a South-South dialogue between the thought of educator Paulo Freire and sociologist Boaventura Santos, focusing on the themes of democracy and public education in the current situation of Brazilian society (2014-2020). This research was based on a qualitative approach, prioritizing bibliographic and documentary research. However, for the purpose of delimiting this article and sharing some results, I focus the analysis on the contribution of Paulo Freire’s thought from the Southern margins, based on his concept of “being more”, to debate this crisis of democracy and public education in the country’s current situation. Based on this concept of “being more”, it was possible to identify both the structuring limits of liberal democracy in society, in particular in education, and the need to bring out other non-Eurocentric interpretations of these themes, as well as showing a scenario of acute democratic setback, which demonstrates advancing in the condition of “being less” and, therefore, profoundly distorting the ontological vocation of being more.

Keywords: Paulo Freire; Being More; Democracy; Public Education; Southern Margins

Crisis de la democracia y educación en Brasil: una contribución del pensamiento freireano al debate

Resumen: Este artículo es el resultado de un proyecto de investigación, que busca establecer un diálogo Sur-Sur entre el pensamiento del educador Paulo Freire y del sociólogo Boaventura Santos, centrándose en los temas de la democracia y la educación pública en la sociedad brasileña actual (2014-2020). Esta investigación se basó en un enfoque cualitativo, dando prioridad a la investigación bibliográfica y documental. Sin embargo, para efectos de delimitación de este artículo y socialización de algunos resultados, centro el análisis en el aporte del pensamiento de Paulo Freire desde los márgenes del Sur, tomando como base su concepto de “ser más”, para discutir esta crisis de la democracia y la educación pública en la situación actual del país. Tomando como base este concepto de “ser más”, fue posible identificar los límites estructurales de la democracia liberal en la sociedad, particularmente en la educación, y la necesidad de sacar a la luz otras interpretaciones no eurocéntricas de estas cuestiones, así como poner de manifiesto un escenario de aguda regresión democrática, que demuestra avanzar en la condición de “ser menos” y, en consecuencia, desvirtuar profundamente la vocación ontológica de ser más.

Palabras clave: Paulo Freire; Ser Más; Democracia; Educación Pública; Márgenes del Sur

Data de registro: 18/02/2022

Data de aceite: 26/10/2022

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Roberto Moraes Corrêa, Universidade do Estado do Pará (UEPA)

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Professor na Universidade do Estado do Pará (UEPA), vinculado ao Departamento de Filosofia e Ciências Sociais e ao Programa de Pós-Graduação em Educação. E-mail: sergio.correa@uepa.br. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1347947243469780. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9477-5485.

Referências

ABRUCIO, Fernando. Bolsonarismo e educação: quando a meta é desconstruir uma política pública. In: AVRITZER, Leonardo et al. (Orgs.). Governo Bolsonaro: Retrocesso democrático e degradação política. Belo Horizonte: Autêntica, 2021.

ACOSTA, Alberto. O bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. São Paulo: Autonomia Literária: Elefante, 2016. DOI: https://doi.org/10.7476/9788578794880.0006.

ADORNO, Theodor. Estudos sobre a personalidade autoritária. São Paulo: Editora Unesp, 2019.

AGUIAR, Márcia Angela da Silva. Reformas conservadoras e a “nova educação”: orientações hegemônicas no MEC e no CNE. Educação & Sociedade, Campinas, v. 40, p. 1-24, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/es0101-73302019225329. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/fdCK8QDyRGNwBFWKsMYtvFv. Acesso em: 10 mai. 2023.

ALONSO, Ângela et al. (Orgs.). Democracia em risco? 22 ensaios sobre o Brasil hoje. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

ALONSO, Ângela. A comunidade moral bolsonarista. In: ALONSO, Ângela et al. (Orgs.). Democracia em risco? 22 ensaios sobre o Brasil hoje. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

ANISTIA INTERNACIONAL. Informes 2020/2021: O estado de direitos humanos no mundo. [S. l.]: Anistia Internacional, 2021. Disponível em: https://www.amnesty.org/download/Documents/POL1032022021BRAZILIAN%20PORTUGUESE.PDF. Acesso em: 20 abr. 2021.

ANISTIA INTERNACIONAL. Relatório Direitos humanos nas Américas: retrospectiva 2019. [S. l.]: Anistia Internacional, 2019. Disponível em: https://www.ecodebate.com.br/2020/03/02/relatorio-aponta-que-2019-foi-ano-de-retrocessos-para-os-direitos-humanos-no-brasil/. Acesso em: 10 jan. 2021.

ARAÚJO, Ronaldo. A reforma do ensino médio do Governo Temer, a educação básica mínima e o cerco ao futuro dos jovens pobres. Revista HOLOS, Natal, ano 34, v. 8, p. 219-232, 2018. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2018.7065. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/7065. Acesso em: 10 mai. 2023.

AVRITZER, Leonardo. O pêndulo da democracia. São Paulo: Todavia, 2019.

BRASIL. Balanço MEC 2019. Portal do MEC, Brasília, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/images/Balanco-MEC-2019.pdf. Acesso em: 10 jan. 2021.

BRASIL. Decreto nº 9.759, de 11 de abril de 2019. Extingue e estabelece diretrizes, regras e limitações para colegiados da administração pública federal. Brasília, DF: Presidência da República, 2019. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/d9759.htm. Acesso em: 10 mai. 2023.

BRASIL. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 5. ed. Brasília, DF: Senado Federal: Coordenação de Edições Técnicas, 2021.

BRASIL. Lei nº 12.612, de 13 de abril de 2012. Declara o educador Paulo Freire Patrono da Educação Brasileira. Brasília, DF: Presidência da República, 2012. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12612.htm. Acesso em: 10 maio 2023.

BRASIL. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e as Leis n º 6.019, de 3 de janeiro de 1974, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 8.212, de 24 de julho de 1991, a fim de adequar a legislação às novas relações de trabalho. Brasília, DF: Presidência da República, 2017. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13467.htm. Acesso em: 10 mai. 2023.

BRASIL. Plano Nacional de Educação (PNE). PNE em movimento, Brasília, 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 5 jan. 2021.

CARVALHO, José M. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016. DOI: https://doi.org/10.25160/v5.i1/ga.1.

CASTELLS, Manuel. Ruptura: a crise da democracia liberal. Rio de Janeiro: Zarar, 2018.

CENTRO DE REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO INTEGRAL. O impacto do teto de gastos nas políticas de educação. Site do Centro de Referência em Educação Integral, [s. l.], 2017. Disponível em: https://educacaointegral.org.br/reportagens/o-impacto-do-teto-de-gastos-sobre-as-politicas-de-educacao/. Acesso em: 10 nov. 2021.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2001. (Coleção História do Povo Brasileiro).

CHAUÍ, Marilena. Neoliberalismo: uma nova forma de totalitarismo. A terra é redonda, [s. l.], 2019. Disponível em: https://aterraeredonda.com.br/neoliberalismo-a-nova-forma-do-totalitarismo/. Acesso em: 6 out. 2020.

CHAUÍ, Marilena. O que é ser educador hoje? Da arte à ciência: a morte do educador. In: BRANDÃO, Carlos R. et al (Orgs.). O educador: vida e morte. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1982.

COHN, Gabriel. A nova cara do presidencialismo. Le Monde Diplomatique, Brasil, 6 nov. 2018. Disponível em: https://diplomatique.org.br/a-nova-cara-do-presidencialismo/?fbclid=IwAR3oqnNtyig0R6M8E-kiimGfbZ5ZuPoBLxRjbOFujGUASeo5zxYxWfEEiqY. Acesso em: 10 dez. 2018.

COMISSÃO PASTORAL DA TERRA (CPT). Conflitos no Campo – Brasil 2018. Goiânia: CPT Nacional, 2018.

COMISSÃO PASTORAL DA TERRA (CPT). Conflitos no Campo – Brasil 2019. Goiânia: CPT Nacional, 2019.

COMISSÃO PASTORAL DA TERRA (CPT). Conflitos no Campo – Brasil 2020. Goiânia: CPT Nacional, 2020.

CORRÊA, Sérgio. (Contra)reformas e inflexão na agenda política da educação brasileira: uma modernização desmocrática e colonizante. In: CORRÊA, Sérgio Roberto Moraes; PEREIRA, Ana Claudia da Silva (Orgs.). (Contra)reformas e inflexão na agenda política da educação brasileira: uma modernização democrática e colonizante. 1. ed. Curitiba: CRV, 2018. (v. 1). p. 228-228.

CORRÊA, Sérgio. As lutas e resistências do Movimento Xingu Vivo Para Sempre diante do projeto hidrelétrico de Belo Monte: o padrão de desenvolvimento da Amazônia em disputa. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, 2014.

CORRÊA, Sérgio. O Movimento dos Atingidos por Barragens: interpelando o debate do desenvolvimento no Brasil e na Amazônia. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 50, n. 3, p. 423-467, 2020. DOI: https://doi.org/10.36517/rcs.50.3.a01. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/revcienso/article/view/33259. Acesso em: 10 mai. 2023.

CORRÊA, Sérgio. Paulo Freire como intelectual público das margens do Sul: algumas contribuições para refletir sobre a democracia e educação pública na atualidade brasileira. In: MOTA NETO, João Colares da; OLIVEIRA, Ivanilde Apoluceno de (Orgs.). O legado de Paulo Freire para a educação na Amazônia. 1. ed. Curitiba: CRV, 2019. (v. 1). p. 13-202.

CORRÊA, Sérgio. Paulo Freire: uma leitura de seu pensamento social e pedagógico crítico a partir do sul. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 17, n. 47, p. 1-23, 2021. DOI: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i47.7046. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/7046. Acesso em: 10 mai. 2023.

CORRÊA, Sérgio. Política Educacional e Desafios da Democratização no e do Brasil Contemporâneo: breves notas a partir da experiência do PIBID-UEPA. In: HAGE, Maria do Socorro Castro (Org.). PIBID: experiências inovadoras do diálogo entre universidade e a educação básica. 1. ed. Curitiba: CRV, 2016. (v. 1). p. 13-174.

COSTA, Sérgio. Desprovincializando a sociologia: a contribuição pós-colonial. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 21, n. 60, p. 117-183, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69092006000100007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcsoc/a/qvRBnnndFWrz8ZYLKjPzWpS. Acesso em: 10 maio 2023.

DA EMPOLI, Giuliano. Os engenheiros do caos. São Paulo: Vestígio, 2021.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. Tradução de Mariana Echalar. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2016. (Col. Estado de Sitio).

FERNANDES, Florestan. A Revolução Burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. Curitiba: Kotter Editorial; São Paulo: Editora Contracorrente, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9282.66.7.908.

https://doi.org/10.1590/1806-9282.66.10.1396.

https://doi.org/10.1590/1806-9282.66.9.1190.

https://doi.org/10.1590/1806-9282.66.10.1338.

FERNANDES, Florestan. Capitalismo Dependente e Classes Sociais na América Latina. 4. ed. São Paulo: Global, 2009.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 15. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

FREIRE, Paulo. Educação na cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (Coleção Leitura).

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora Unesp, 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832001000100016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 29. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Política e educação: ensaios. São Paulo: Cortez, 2001.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A educação está nocauteada. Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, 18 jun. 2018. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/579997-a-educacao-esta-nocauteada-entrevista-com-gaudencio-frigotto. Acesso em: 20 jun. 2020.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Contrareforma do ensino médio. Site da Anped, Rio de Janeiro, 16 set. 2016. Disponível em: https://www.anped.org.br/news/com-iminencia-de-implementacao-de-reforma-curricular-no-ensino-medio-pesquisadores-apontam. Acesso em: 20 jun. 2020.

GADOTTI, Moacir. Paulo Freire: uma biobibliográfia. São Paulo: Cortez (Instituto Paulo Freire), 1996.

GOHN, Maria da G. Manifestações e protestos no Brasil: correntes e contracorrentes na atualidade. São Paulo: Cortez, 2017. (Coleção: Questões de nossa época).

GRAMSCI, Antônio. Maquiavel: notas sobre o Estado e a política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. (Cadernos do Cárcere, v. 3).

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. 26. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

JORNAL NACIONAL. 75% dos comitês e concelhos nacionais mais importantes estão esvaziados ou foram extintos. G1, [s. l.], 25 out. 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/10/25/pesquisa-mostra-que-75percent-dos-conselhos-e-comites-nacionais-foram-extintos-ou-esvaziados-no-governo-bolsonaro.ghtml. Acesso em: 10 nov. 2021.

LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

LEVITSKY, Steven; ZIBLAT, Daniel. Como as democracias morrem. Rio de Janeiro: Zarar, 2018.

LIMA, Marcelo; MACIEL, Samanta L. A reforma do Ensino Médio do governo Temer: corrosão do direito à educação no contexto de crise do capital no Brasil. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 23, 1-25, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/s1413-24782018230058. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/ypLL3PnTmLQkFfr97q4s3Rf. Acesso em: 10 mai. 2023.

MARCELINO, José. O “governo” interino e o ataque à educação. Site da Anped, Rio de Janeiro, 10 jun. 2016. Disponível em: https://www.anped.org.br/news/jose-marcelino-usp-o-governo-interino-e-o-ataque-educacao-artigo. Acesso em: 11 jun. 2016.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. São Paulo: Hucitec, 1993.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. O 18 Brumário de Luís Bonaparte. São Paulo: Editorial Estampa, 1976.

MATOS, Caio. Grandes polêmicas e validade curta: os cinco ministros da educação de Bolsonaro. Reportagem UOL, São Paulo, 26 jun. 2022. Disponível em: https://congressoemfoco.uol.com.br/area/governo/grandes-polemicas-e-validade-curta-os-cinco-ministros-da-educacao-de-bolsonaro. Acesso em: 27 jun. 2022.

MOTA NETO, João Colares da. Paulo Freire e Orlando Fals Borda na genealogia da pedagogia decolonial latino-americana. Revista Folios, [s. l.], segunda época, n. 48, 2018.

MOTA NETO, João Colares da. Por uma Pedagogia Decolonial na América Latina: reflexões em torno do pensamento de Paulo Freire e Orlando Fals Borda. Curitiba: CRV, 2016.

OLIVEIRA, Francisco de. Políticas do antivalor, e outras políticas. In: HADDAD, Fernando (Org.). Desorganizando o consenso: nove entrevistas com intelectuais à esquerda. Petrópolis: Vozes, 1998.

POCHMANN, Márcio. “O neoliberalismo do governo Temer trouxe a nova segregação social”. Estudo da FGV Social, [s. l.], 10 set. 2018. Disponível em: https://portal.fgv.br/noticias/pobreza-e-desigualdade-aumentaram-ultimos-4-anos-brasil-revela-estudo. Acesso em: 20 jun. 2020.

PROPOSTA de plano de governo: “o caminho da prosperidade”. 2018. Disponível em: file:///C:/Users/Bem%20Viver/Downloads/plano%20de%20governo%20bolsonaro.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

PRZEWORSKI, Adam. Crise da democracia. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

º RELATÓRIO Anual de Acompanhamento do Educação Já! Balanço 2019 e Perspectivas 2020. Todos pela educação, [s. l.], 2019. Disponível em: https://www.todospelaeducacao.org.br/_uploads/_posts/417.pdf. Acesso em: 10 jun. 2021.

º RELATÓRIO Anual de Acompanhamento do Educação Já! Todos pela educação, [s. l.], 2021. Disponível em: https://www.todospelaeducacao.org.br/_uploads/_posts/417.pdf. Acesso em: 10 jun. 2021.

RELATÓRIO Observatório da Democracia: Políticas públicas para educação 2019-2020. Disponível em: https://observatoriodademocracia.org.br/2021/04/09/as-politicas-publicas-para-a-educacao-2019-2020/. Acesso em: 10 mar. 2021.

REVISTA FÓRUM. “Bolsonaro ameaça adversários de cadeia em discurso transmitido na Avenida Paulista”. Revista Fórum, [s. l.], 21 out. 2018. Disponível em: https://revistaforum.com.br/politica/bolsonaro-ameaca-adversarios-de-cadeia-em-discurso-transmitido-na-avenida-paulista/. Acesso em: 22 out. 2018.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A difícil democracia: reinventar as esquerdas. São Paulo: Boitempo, 2016.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2006.

SANTOS, Boaventura de Sousa. O Fim do Império Cognitivo: a afirmação das epistemologias do Sul. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do Pensamento Abissal: das Linhas globais a uma ecologia dos saberes. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENEZES, Maria Paula (Orgs.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para uma democracia de alta intensidade. In: SANTOS, Boaventura de Sousa. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007

SANTOS, Boaventura de Sousa; AVRITZER, Leonardo. Para ampliar o cânone democrático. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (Org.). Democratizar a democracia: os caminhos da democracia participativa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. (v. 1).

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENDES, José M. (Orgs). Demodiversidade: imaginar outras possibilidades democráticas. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2018.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENEZES, Maria Paula (Orgs.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

SANTOS, Wanderley G. dos. A democracia impedida: o Brasil no século XXI. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2017.

SAVIANI, Demerval. O plano de desenvolvimento da educação: análise do projeto do MEC. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100 - Especial, p. 1231-1255, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302007000300027. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/7pgYkYztK6ZyPny97zmQvWx. Acesso em: 10 maio 2023.

SCOCUGLIA, Afonso C. A história das ideias de Paulo Freire e a atual crise de paradigmas. João Pessoa: Editora da UFPB, 1999.

SINGER, André. O lulismo em crise: o quebra-cabeça do período Dilma (2011-2016). 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2018. (v. 1).

SINGER, André; VENTURI, Gustavo. Sismografia de um terremoto eleitoral. In: ALONSO, Ângela et al. (Orgs.). Democracia em risco? 22 ensaios sobre o Brasil hoje. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

SOUZA, Jesse. A Radiografia do Golpe: entenda como e por que você foi enganado. Rio de Janeiro: LeYa, 2016.

TILLY, Charles. Democracia. Petrópolis: Vozes, 2013.

VERÁS DE OLIVEIRA, Roberto et al. (Orgs.). Reforma trabalhista no Brasil: promessas e realidade. Campinas: Curt Nimuendajú, 2019.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

CORRÊA, S. R. M. Crise da democracia e da educação no Brasil: uma contribuição do pensamento freireano ao debate. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 36, n. 78, p. 1315–1357, 2022. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-64794. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/64794. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos