Metaformoses em Emanuele Coccia: composições para habitar a educação e a formação docente

Autores

  • Fernanda Monteiro Rigue Universidade Federal de Uberlândia
  • Tiago Amaral Sales Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Alice Copetti Dalmaso Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v37n81a2023-64408

Palavras-chave:

Metamorfoses, Emanuele Coccia, Educação, Formação docente

Resumo

Resumo: Estes escritos visam proliferar relações filosófico-poético-educacionais a partir do contato dos.as autores.as com a leitura atenta do livro Metamorfoses, do filósofo Emanuele Coccia (2020), em meio a uma série de encontros de um Grupo de Estudos e Pesquisas em educação. Por meio de uma leitura-escrita Fiandográfica (DALMASO, 2016), a obra do autor foi sendo posta como intercessora, fazendo-a funcionar com aspectos de uma formação docente por vir, e capaz de angariar nascimentos presentes e futuros no campo educacional. Alguns componentes da obra – nascimentos, casulos e à deriva – foram centrais no enfoque criativo para dar consistência às noções metamórficas da educação e formação docente. Sobretudo, os escritos funcionam como um convite às alianças impensadas, traçando alusões e inventando problemas, a saber: como a metamorfose pode evocar uma composição com vida e a educação que temos? O que fazemos com os movimentos metamórficos que permeiam-atravessam a formação-vida? Como potencializar a vida-metamorfose pela via de processos educacionais? Estes alvos-perguntas não desejam ser respondidos, mas tangenciados e mapeados como possíveis, e persistem em nós como campo futuro, ainda inquietador, dando nascimento a textos, pensamentos, estratégias, educações, formações e vidas por vir.

Palavras-chave: Metamorfoses; Emanuele Coccia; Educação; Formação docente. 

Metamorphoses in Emanuele Coccia: compositions to inhabit education and teacher training

Abstract: These writings aim to proliferate philosophical-poetic-educational relations from the contact of the authors with the careful reading of the book Metamorphoses, by Emanuele Coccia (2020), in the middle of a series of meetings of a Group of Studies and Research in education. Through a Fiandographic reading-writing (DALMASO, 2016), the author's work was being put as an intercessor, making it work with aspects of a teacher training to come, and able to raise present and future births in the educational field. Some components of the work – births, cocoons, and drifting – were central in the creative approach to give consistency to the metamorphic notions of education and teacher training. Above all, the writings function as an invitation to unexpected alliances, tracing allusions and inventing problems, namely: how can metamorphosis evoke a composition with life and the education we have? What do we do with the metamorphic movements that permeate-cross through life-formation? How can we potentiate life-metamorphosis through educational processes? These target-questions do not wish to be answered, but tangential and mapped as possible, and persist in us as a future field, still unsettling, giving birth to texts, thoughts, strategies, education, training and lives to come.

Keywords: Metamorphoses; Emanuele Coccia; Education; Teacher Training. 

Metaformosis en Emanuele Coccia: composiciones para habitar la educación y la formación docente

 Resumen: Estos escritos pretenden proliferar relaciones filosófico-poético-educativas a partir del contacto de los.as autores.as con la lectura atenta del libro Metamorfosis, de Emanuele Coccia (2020), en medio de una serie de encuentros de un Grupo de Estudio e Investigación en educación. A través de una lecto-escritura Fiandográfica (DALMASO, 2016), se puso la obra del autor como intercesora, haciéndola trabajar con aspectos de una formación docente por venir, y capaz de suscitar nacimientos presentes y futuros en el campo educativo. Algunos componentes de la obra – nacimientos, capullos y a la deriva – fueron centrales en el enfoque creativo para dar consistencia a las nociones metamórficas de educación y formación docente. Sobre todo, los escritos funcionan como una invitación a alianzas impensadas, rastreando alusiones e inventando problemas, a saber: ¿cómo la metamorfosis pueden evocar una composición con la vida y la educación que tenemos? ¿Qué hacemos con los movimientos metamórficos que permean-atraviesan la formación de vida? ¿Cómo potenciar la vida-metamorfosis a través de los procesos educativos? Estas preguntas-objetivos no quieren ser respondidas, sino tocadas y mapeadas en la medida de lo posible, y persisten en nosotros como un campo futuro, aún inquietante, pariendo textos, pensamientos, estrategias, educaciones, formaciones y vidas por venir.

 Palabras clave: Metamorfosis; Emanuele Coccia; Educación; Formación de profesores.

Data de registro: 28/01/2022

Data de aceite: 21/11/2023

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Monteiro Rigue, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Química do Instituto de Ciências Exatas e Naturais do Pontal – Universidade Federal de Uberlândia (ICENP-UFU). E-mail: fernanda_rigue@hotmail.com. CV: http://lattes.cnpq.br/1520364228695308. ORCID: http://orcid.org/0000-0003-2403-7513.   

Tiago Amaral Sales, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Pós-doutorando em Divulgação Científica e Cultural na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professor Adjunto no curso de Ciências Biológicas do Instituto de Ciências Exatas e Naturais do Pontal  – Universidade Federal de Uberlândia (ICENP-UFU). E-mail: tiagoamaralsales@gmail.com. CV: http://lattes.cnpq.br/2295345372533795. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3555-8026. Bolsista CAPES.

Alice Copetti Dalmaso, Universidade Federal de Santa Maria

 Doutora em Educação  pela  Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora Colaboradora do Mestrado em Divulgação Científica e Cultural (LABJOR/UNICAMP). E-mail: alicedalmaso@gmail.com. CV: http://lattes.cnpq.br/7551023626533385. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-4447-0958

Referências

DALMASO, Alice Copetti. Fiandografia: experimentações entre leitura e escrita numa pesquisa em educação. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Santa Maria. Centro de Educação. 2016a.

DALMASO, Alice Copetti. Fiandografia: entre bordados, leituras, escritas... experimentações, numa pesquisa em educação. Revista Digital do LAV, v. 9, n. 2, mai-ago., 2016b, p. 7-27. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/3370/337046881002.pdf. Acesso em: 27 nov. 2023. https://doi.org/10.5902/1983734823503

DALMASO, Alice Copetti. Fiandografias em educação: experimentações de modos de estar viva para o mundo. In: RIGUE, Fernanda Monteiro (Org.). Rizomas em educação. Veranópolis: Diálogo Freiriano, 2021. p. 29-46.

DALMASO, Alice Copetti; FREITAS, Deisi Sangoi; SCHMIDT, Magda. Ser-se rio, vento, mulher, e o que quiser: a individuação e a formação de professores. Educação e Sociedade, Campinas, v. 36, nº. 131, abr.-jun., 2015, p. 479-491. https://doi.org/10.1590/ES0101-73302015118877.

COCCIA, Emanuele. A Vida das Plantas: uma metafísica da mistura. Florianópolis: Cultura e Barbárie Editora, 2018.

COCCIA, Emanuele. Metamorfoses. Rio de Janeiro: Dantes Editora, 2020.

CORRÊA, Guilherme Carlos. EJA, educação e escolarização. In: ANPED Sul 10. Anais X Reunião Científica da ANPED, Florianópolis, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), 2014.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. 3ª ed. São Paulo: Ed. 34, 2013.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: 34, 1997. v. 4. https://doi.org/10.1590/S0104-93131998000200008

HARAWAY, Donna. Manifesto ciborgue: ciência, tecnologia e feminismo socialista no final do século XX. Tradução Tomaz Tadeu. In: HARAWAY, D.; KUNZRU, H.; TADEU, T. (Orgs.). Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte: Autêntica, 2009, p. 33-118.

HARAWAY, Donna. O manifesto das espécies companheiras: cachorros, pessoas e alteridade significativa. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2021.

HARAWAY, Donna. Ficar com o problema: fazer parentes no chthluceno. São Paulo: n-1 edições. 2023.

INGOLD, Tim. Estar vivo: ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis: Vozes, 2015.

MARCELLO, Fabiana de Amorim; FISCHER, Rosa Maria Bueno. Cuidar de si, dizer a verdade: arte, pensamento e ética do sujeito. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 25, n. 2, p. 157–176, 2015. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8642459>. Acesso em: 15 dez. 2021. https://doi.org/10.1590/S0103-73072014000200009

PELBART, Peter Pál. O Avesso do Niilismo: cartografias do esgotamento. 2. ed. São Paulo: n-1 edições, 2016. https://doi.org/10.12660/gvexec.v2n1.2003.34879

RIGUE, Fernanda Monteiro; CORRÊA, Guilherme Carlos. Uma genealogia da didática pelo viés da formação inicial de professores de Química no Brasil. Acta Educ., Maringá, v. 43, e57322, 2021. Disponível em <http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2178-52012021000100227&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em: 23 nov. 2023. https://doi.org/10.4025/actascieduc.v43i1.57322

RIGUE, Fernanda Monteiro; DALMASO, Alice Copetti. Estar vivo: aprender. Criar Educação, Criciúma, v. 9, nº 3, p. 130-147. ago-dez., 2020. https://doi.org/10.18616/ce.v9i3.6354

SALES, Tiago Amaral. Cartografias do cerrado: devires, marcas e forrageios em processos de pesquisa-trans-formação de um biólogo. Revista de Ensino de Biologia da SBEnBio, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 466-482, 2020. DOI: 10.46667/renbio.v13i2.358. Disponível em: https://renbio.org.br/index.php/sbenbio/article/view/358. Acesso em: 3 jul. 2022. https://doi.org/10.46667/renbio.v13i2.358

SALES, Tiago Amaral. Formação? Tempo? Pesquisa? Uma carta à pós-graduação. Alegrar, Campinas, v. 28, n. 2, p. 87-93, 2021.

SALES, Tiago Amaral; ESTEVINHO, Lúcia de Fátima Dinelli. Cartografias de vida-e-morte em territórios pandêmicos: marcas-ferida, necro-bio-políticas e linhas de fuga. Revista M. Estudos sobre a morte, os mortos e o morrer, Rio de Janeiro, v. 6, n. 11, p. 275–293, 2021a. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/revistam/article/view/10487. Acesso em: 30 jul. 2021. https://doi.org/10.9789/2525-3050.2021.v6i11.275-293

SALES, Tiago Amaral. Quando o Cartógrafo vai a Campo: travessias e poéticas de um jovem professor. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 71, n. 23, p. 24-41, nov. 2022b. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/70186/43952. Acesso em: 6 dez. 2022. https://doi.org/10.12957/teias.2022.70186

SALES, Tiago Amaral; RIGUE, Fernanda Monteiro; DALMASO, Alice Copetti. Modos de Habitar o Mundo: uma educação em ciências com/em meio à/pela vida. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 48, 2023. DOI: 10.1590/2175-6236124171vs01. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/124171. Acesso em: 23 nov. 2023. https://doi.org/10.1590/2175-6236124171vs02

SALES, Tiago Amaral; RIGUE, Fernanda Monteiro. Entre o cuidado de si e o bem viver: porvires possíveis para a vida e a educação em meio às pedagogias pandêmicas. Revista Humanidades e Inovação, v. 9, n. 26, p. 111-128, 2022.

SANTOS, Antonio Bispo dos; SILVA, Givânia Maria da. Fuga, escola e oráculo. In: FIRMEZA, Yuri et al (org.). Composto escola: comunidades de sabenças vivas. São Paulo: N-1 edições, 2022, p. 74-104.

STENGERS, Isabelle. Reativar o animismo. Tradução de: Jamille Pinheiro Dias. Belo Horizonte: Chão de Feira, 2017. Caderno de Leituras, n. 62.

Downloads

Publicado

2024-02-09

Como Citar

MONTEIRO RIGUE, F.; AMARAL SALES, T.; COPETTI DALMASO, A. Metaformoses em Emanuele Coccia: composições para habitar a educação e a formação docente. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 37, n. 81, p. 1465–1496, 2024. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v37n81a2023-64408. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/64408. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos