O movimento histórico

PRODUTO DA (DES) RAZÃO (um ensaio sobre a filosofia católica da história) 1800 – 1960

Autores

  • Ivan Aparecido Manoel Departamento de História - FHDSS – Unesp

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v17n33a2003-627

Palavras-chave:

Filosofia da História, Filosofia Católica da História, Movimento da história, Movimento pendular da história, Saber e movimento e da história

Resumo

Este texto propõe um esboço de interpretação das “causas” do movimento histórico tendo como suporte um estudo das posições assumidas pelo Iluminismo, Positivismo, Marxismo e, em particular, o catolicismo sobre o tema, demonstrando como todas essas tendências filosóficas e políticas vinculavam estreitamente o movimento da história à teoria do conhecimento. Como desdobramento, esboça também uma interpretação sobre a qualidade desse movimento, dando ênfase à tese do movimento pendular que frequenta a filosofia da história do catolicismo conservador no período indicado.

Palavras-chave: Filosofia da História; Filosofia Católica da História; Movimento da história; Movimento pendular da história; Saber e movimento e da história.

 

 

Abstract: This text proposes an sketched interpretation about the “causes” of history movement, having support in a research of the positions assumed by Lighting, Positivism, Marxism and, particularly, the Catholicism about the theme, demonstrating how all of those philosophics and politics tendencies tied history movement and knowledge theory. As continuation, also sketch a interpretation about the quality of this movement, stressing the thesis of pendular history in the indicated period.

Keywords: Philosophy of History; Catholic Philosophy of History; history movement; pendular movement of history; knowledge and history movement.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Aparecido Manoel, Departamento de História - FHDSS – Unesp

Professor Adjunto do Departamento de História. FHDSS – Unesp.

Referências

ARIÉS, Philipe. Uma nova educação do olhar. In: DUBY, G. et ali. História e Nova História. Lisboa: Editorial Teorema, 1986.

CHATEAUBRIAND, René. O gênio do cristianismo. São Paulo: W.M. Jackson Editores, s.d.

COMTE, Auguste. Catecismo positivista. In: Comte, A, Seleção de textos. São Paulo: Abril Cultural, 1983 (Os Pensadores).

COMTE, A. Discurso sobre o conjunto do Positivismo. In: Comte, A, Seleção de textos. São Paulo: Abril Cultural, 1983 (Os Pensadores).

CONDORCET, Nicolas A, O progresso do espírito humano. In: GARDINER, Patrick L. Teorias da História. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1969.

DONOSO-CORTÉS, J. Bosquejos Históricos. In, JURETSCHKE, J. (org). Obras completas de Donoso-Cortés. Madrid: Editorial Católica, 1946, T. 11.

DONOSO-CORTÉS, J. Ensayo sobre el catolicismo, el liberalismo y el socialismo. In, idem, ibidem.

DONOSO-CORTÉS, J. Las reformas de Pio IX. In, idem, ibidem.

EDIÇÕES PAULINAS. A Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Ed. Paulinas, 1992.

FUKUYAMA, Francis. O fim da história e o último homem. Rio de Janeiro: Rocco, 1992.

GARDINER, Patrick L. Teorias da História. Lisboa: CalousteGulbenkian, 1969.

HARGRAVES, H.J. Separatismo espiritual. In: A Ordem. Rio de Janeiro: Centro D. Vital, ano 12, no 27, 05/1932.

KANT, Immanuel. Idéia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. In: Gardiner, P.L. Op.Cit.

KAUTSKY, K. Crítica ao programa do Partido Social-Democrata Austríaco. In: LENINE, v.l. Que fazer? Obras escolhidas. São Paulo: Alfa-Omega, 1979, v. I.

LENINE, v.l. Que fazer? Obras escolhidas. São Paulo: Alfa-omega, 1979, v. 1.

LIMA, A. A. Prefácio à edição brasileira. In: CHATEAUBRIAND, René. O gênio do cristianismo. São Paulo: W.M. Jackson Editores, s.d.

MANOEL, Ivan A, Igreja e educação feminina: uma face do conservadorismo (1859-1959). São Paulo: Ed. Unesp, 1996.

MANOEL, Ivan A, O pêndulo aa história. Franca: FHDSS. 1998. (Livre Docência).

NOGUEIRA, H. Sinais animadores. In: A Ordem, no 19, p. 154 – 155

PINTO, Álvaro Vieira. Discurso na Associação dos Empregados do Comércio. In: A Ordem. Rio de Janeiro: Centro D. Vital, ano 10, no 5, 02/1930.

PIO IX (Papa) .Quanta Cura e Syllabus (1864). Petrópolis: Vozes, 1947.

RAHNER, K. & VORGRIMLER, H. Diccionario teologico. Barcelona: Ed. Herder,

ROMANO, Roberto. Conservadorismo romântico: origens do totalitarismo. São Paulo: Brasiliense, 1981.

TIBON, G. Introductión. In, TIBON, G. (org). CHATEAUBRIAND. Choix de textes.

TORRES, J.C. História das ideias religiosas no Brasil. São Paulo: Grijalbo, 1968.

WHITROW, G.J. O tempo na história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

Downloads

Publicado

2008-07-17

Como Citar

MANOEL, I. A. O movimento histórico: PRODUTO DA (DES) RAZÃO (um ensaio sobre a filosofia católica da história) 1800 – 1960. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 17, n. 33, p. 63–92, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v17n33a2003-627. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/627. Acesso em: 24 jul. 2024.