Habermas: crítico de Hannah Arendt

Autores

  • Jean-Marc Ferry -

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v17n33a2003-625

Palavras-chave:

Habermas, Hannah Arendt, Poder

Resumo

Segundo o autor do artigo, Habermas critica Hanna Arendt por esta não ter pensado corretamente a dominação, por ter “decretado a morte” do poder e instaurado o império da força. Sua análise do poder se daria em um nível normativo. Tendo como referência um modelo grego, e não verdadeiramente crítico (discurso utópico e não crítico, segundo Habermas). Ferry por outro lado, parece pretender mostrar que a crítica de Habermas endereçada a Arendt carece de fundamento, visto que o discurso do pensador de Frankfurt, ao se nomear “contrafatual”, não seria menos utópico que o de H.  Arendt. (resumo da tradutora)

Palavras-chave: Habermas; Hanna Arendt; Poder.

 

Abstract: According to Jean-Luc Ferry, author of this paper, Habermas criticizes Hannah Arendt because she didn't reflect properly about domination and for having "determined the death" of power and established the empire of force. Her analysis of power would occur at a normative level, under the reference of a greek model and not a really critical one (an utopian and not a critical discourse, according to Habermas). Otherwise, Ferry seems to recognize a lack of foundation in the critique that Habermas addresses to Arendt, since his "counterfactual" discourse of the Frankfurt philosopher would not be less utopist than hers. (translator's abstract)

Keywords: Habermas; Hannah Arendt; Power

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean-Marc Ferry, -

-

Referências

-

Downloads

Publicado

2008-07-17

Como Citar

FERRY, J.-M. Habermas: crítico de Hannah Arendt. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 17, n. 33, p. 25–46, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v17n33a2003-625. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/625. Acesso em: 12 abr. 2024.