Sistema de cotas versus exclusão racial

a síndrome do colapso da democracia social

Autores

  • José Nicolau Heck Universidade Federal de Goiás (UFG)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v17n34a2003-618

Palavras-chave:

Filosofia, Sistema de cotas, Exclusão social, Democracia social

Resumo

Há mais de trinta anos, as melhores universidade e colégios americanos praticam políticas de admissão estudantil rece-sensitive, buscando incrementar o percentual de negros, hispânicos, americanos nativos e outras minorias no preenchimento das vagas de seus corpos discentes. Desde o início, as ações afirmativas são combatidas pelos conservadores e, a partir dos meados doa nãos noventa do século passado, sustadas politicamente depois de haverem amargado uma série se revezes jurídicos. Assim, numa decisão de impacto, os diretores da Universidade da Califórnia, um dos estabelecimentos de ensino superior mais engajados na promoção de políticas afirmativas via reserva de vagas na costa Oeste, interditam medidas que levem em conta preferências raciais por ocasião dos exames seletivos e ingresso na instituição. Um ano mais tarde, os eleitores da Califórnia aprovam a resolução 209, que veda a instituições estatais toda conduta que possa discriminar ou favorecer algum indivíduo ou qualquer grupo devido ao sexo, à cor, etnia ou origem em operações de emprego, educação e contratos públicos. [...]

Palavras-chave: Filosofia; Sistema de cotas; Exclusão social; Democracia social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Nicolau Heck, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Professor da Universidade Federal de Goiás e da Universidade Católica de Goiás. Pesquisador do CNPq.

Referências

-

Downloads

Publicado

2008-07-15

Como Citar

HECK, J. N. Sistema de cotas versus exclusão racial: a síndrome do colapso da democracia social. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 17, n. 34, p. 275–283, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v17n34a2003-618. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/618. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Comunicações