A estética narcísica da sociedade de consumo

Autores

  • Verlaine Freitas Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v17n34a2003-607

Palavras-chave:

Cultura de massa, Narcisismo, Consumo, Theodor Adorno, Jean Baudrillard

Resumo

O objetivo do texto é fazer uma análise de um dos elementos que fundamentam a sociedade de consumo e particularmente a cultura de massa, a saber, o caráter narcísico do indivíduo. A tese mais geral que pretendemos defender é a de que a sociedade contemporânea estabelece uma postura estética fundada no gozo narcisista de perceber todos os objetos consumidos como signos da inteireza do próprio ego. Como auxílio para essa análise, tomamos o conceito de trágico a fim de mostrar como que até mesmo o sofrimento pode ser assimilado segundo essa dinâmica narcísica e estética.

Palavras-chave: Cultura de massa; Narcisismo; Consumo; Theodor Adorno; Jean Baudrillard.

 

Abstract: The aim of this text is to make an analysis of one of the elements that founds the consumption society and particularly the mass culture, namely, individual's narcissistic character. The most general thesis to be defended is that the contemporary society establishes an aesthetic posture, founded in the narcissistic lust of realizing all of the consumed objects as integrity signs of the ego. To assist the analysis, we take the concept of tragic in order to show how even the suffering can be assimilated according to this narcissistic and aesthetic dynamic.

Keywords: Mass culture; Narcissism; Consume; Theodor Adorno, Jean Baudrillard.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Verlaine Freitas, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Professor Adjunto do Departamento de Filosofia da UFMG.

Referências

ADORNO, Theodor Wiesengrund. Às'lhetische Theorie. Obras Convle/ast vol. 7, Frankfurt: Suhrkamp, 1972.

_________. "Capitalismo tardio ou sociedade industrial". Tradução de Flávio R.

_________. Kothe. In: COHN, Gabriel (Org.). Theodor W. Adorno. São Paulo: Ática, 1986.

_________. Dialética do esclarecimento. Tradução de Guido António de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

_________. "A indústria cultural". In: Theodor W Adorno. Tradução de Flávio R. Kothe et alli. São Paulo: Ática, 1986, pp. 92-99.

_________. Minima Moralia. Tradução de Luiz Eduardo Bicca. São Paulo: Ática, 1993.

_________. Palavras e sinais. Modelos crílicos 2. Tradução de Maria Helena Ruschel. Petrópolis: Vozes, 1995.

_________. "Tesen über Bedürfnisse". In: Werke, vol. Soziologische Schriften [I. Gesammelte Werke, vol. 8. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1972.

_________. "Zum Verhãltnis von Soziologie und Psychologie". In: Sozio/ogische Schrifien II. Gesammelle Werke. vol. 8. Frankfurt am Main: Suhrkalnp, 1972.

ARISTOTELES. Poética. Tradução de Eudoro de Souza. São Paulo: Abril, 1984, pp. 237-321.

BARRETO. Marco. H. "Subjetividade e o Novo na arte: Reflexões a partir de Adorno". In Kriterion, volume XXXIII, n o. 85, Belo Horizonte, 1992, pp. 4958.

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de consumo. Rio de Janeiro: Elfos, 1995.

DAVIS, Michael. The Poetry of Philosophy. On Aristotle k's Poetics. Indiana: St. Augustine's Press, 1999.

EAGLETON, Terry. A ideologia da Estética. Tradução de Mauro Sá Rego Costa, Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

HAUG Wolfgang F. Crítica da estética da mercadoria. Tradução de Erlon José Paschoal. São Paulo: Unesp, 1996.

HÓRKHEIMER, Max. "Teoria tradicional e teoria crítica". In: Benjamin, Horkheimep; Adorno, Habermas. Tradução de Edgard A. Malagodi e Ronaldo Pereira Cunha. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

JAMESON, Fredric. Marxismo tardio. Adorno, ou a persistência da dialélica. Tradução de Luiz Paulo Rouanet. São Paulo: Unesp & Boitempo Editorial, 1996.

JARVIS, Simon. Adorno. A Critica/ Introduction. New York: Routledge, 1998.

KIPFER, Daniel. Individualität nach Adorno. Tübingen: Francke, 1999.

LYOTARD, Jean-François. A condição pós-moderna. Tradução de Ricardo Corrêa Barbosa. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998.

______. O pós-moderno explicado às crianças. Tradução de Tereza Coelho. Lisboa: Dom Quixote, 1993.

MARCUSE, Herbert. Eros e civilização. Uma interpretação filosófica do pensamento de Freud. Tradução de Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.

NIETZSCHE, Friedrich W. O nascimento da tragédia ou helenismo e pessimis7110. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

Downloads

Publicado

2008-07-15

Como Citar

FREITAS, V. A estética narcísica da sociedade de consumo. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 17, n. 34, p. 51–64, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v17n34a2003-607. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/607. Acesso em: 24 fev. 2024.