A fenomenologia e a história de vida

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v34n71a2020-55530

Palavras-chave:

Fenomenologia, História de vida, Formação de professor

Resumo

A Fenomenologia e a História de Vida

Resumo: A fenomenologia é uma corrente filosófica, caracterizada pelo estudo aprofundado de um determinado fenômeno, pois, a priori, o que se apresenta à mente das pessoas, vem em forma difusa ou em forma de aparência. Compreendendo-a em uma perspectiva que prioriza o ser-no-mundo, contextualizado com sua história, cultura, linguagem e movimento humano. Em vista disso, o presente artigo pretende compreender o entrecruzamento da fenomenologia e do método de História de vida, com intuito de vislumbrar a contribuições para o processo educacional e suas nuances pelas ciências de forma dialética com as contradições do sujeito em relação a sua formação acadêmica.
Palavras-chave: Fenomenologia; História de vida; Formação de professor.

Phenomenology and the history of life

Abstract: Phenomenology is a philosophical current, characterized by the depth study of a certain phenomenon, because, mainly, what appears to people’s mind, comes in a diffuse form or in the form of appearance. Comprehending it in a perspective that prioritizes the being-in-the-world, contextualized with its history, culture, language and human movement. Because of it, this article intends to understand the intertwining of the phenomenology and the method of Life history, with the intention of gleaming contributions to the educational process and its nuances by the sciences in dialectical form with the contradictions of the subject in relation to his academic formation.
Keywords: Phenomenology; Life's history; Teacher training.

La fenomenología y la historia de vida

Resumen: La fenomenología es una corriente filosófica, caracterizada por el estudio profundo de un determinado fenómeno, ya que, principalmente, lo que parece a la mente de las personas, se presenta en forma difusa o en forma de apariencia. Comprenderlo en una perspectiva que prioriza el ser en el mundo, contextualizado con su historia, cultura, lenguaje y movimiento humano. Por ello, este artículo pretende comprender el entrelazamiento de la fenomenología y el método de la historia de la vida, con la intención de aportar contribuciones al proceso educativo y sus matices de las ciencias en forma dialéctica con las contradicciones del tema en relación con su formación académica.
Palabras clave: Fenomenología; La historia de la vida; Formación del profesorado.

Data de registro: 16/06/2020
Data de aceite: 26/11/2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Roberto Brancatti, Universidade Estadual Paulista (UNESP).

* Doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Professor na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) de Presidente Prudente. E-mail: paulo.brancatti@unesp.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7260-8213

Renata Portela Rinaldi, Universidade Estadual Paulista (UNESP).

** Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Professora na Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT/UNESP) de Presidente Prudente. E-mail: analuzia@fct.unesp.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7772-6705.

Referências

ANDRÉ, M. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 174-181, set./dez. 2010. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/8075/5719>. Acesso em: 20 out. 2018.

BRANDÃO, C. R. O que é educação. São Paulo: Editora Brasiliense, 1988.

CORRÊA, R. L. T; R. L. T; GUIRAUD, L. Possibilidades e limites de histórias de vida por meio de depoimentos orais na história da formação de professores. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 9, n. 28, p. 671-686, 2009. Disponível em: <https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/3373/3289>. Acesso em: 25 out. 2018. https://doi.org/10.7213/rde.v9i28.3373

CUNHA, A. C. T. N. et al. Elementos da fenomenologia como uma das possibilidades de compreender o jogo como um movimento humano significativo. Revista Portuguesa de Educação, Minho, v. 31, n. 2, p. 54-67, 12 dez. 2018. Disponível em: <https://revistas.rcaap.pt/rpe/article/view/11714/12997>. Acesso em: 25 maio 2019. https://doi.org/10.21814/rpe.11714

DARTIGUES, A. O que é fenomenologia? São Paulo: Centauro, 2005.

FREITAS, M. T; SOUSA, S. J.; KRAMER, S. (Org.). Ciências humanas e pesquisa: Leituras de Mikhail Bakhtin. São Paulo: Cortez, 2003.

GERALDI, J. W. A diferença idêntica: a desigualdade deforma: percursos baktinianos de construção ética. In: JOBIM, M. T. F. S. & KRAMER, S. Ciências humanas e pesquisa: Leituras de Mikhail Bakhtin. São Paulo: Cortez, 2003. p. 39-56.

GLAT, R. O método de história de vida na pesquisa em educação especial. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília. v. 10, n. 2, p. 235-250, maio/ago. 2004.

KANT. Sobre a Pedagogia. Trad. Francisco Cock Fontanella. Piracicaba: Editora da UNIMEP, 1999.

LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Editora da UNICAMP, 2013.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

OLIVEIRA, M. J. S; LOPES, R. L. M.; DINIZ, N. M. F. Fenomenologia. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 61, n. 2, p. 254-257, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/reben/v61n2/a18v61n2.pdf>. Acesso em: 25 maio 2019. https://doi.org/10.1590/S0034-71672008000200018

PERAZZO, P. F. Narrativas orais de história de vida. Comunicação & Inovação, São Caetano do Sul, v. 16, n. 30, p. 121-131, jan./abr. 2015. Disponível em: <http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_comunicacao_inovacao/article/download/2754/1672>. Acesso em: 05 nov. 2018. https://doi.org/10.13037/ci.vol16n30.2754

QUEIROZ, M. I. P. Relatos orais, do indizível ao dizível. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 272-286, 1987.

REZENDE, A. M. Concepção fenomenológica da educação. São Paulo: Cortez, 1990.

SINSON, O. R. M. V. (Org.). Experimentos com histórias de vida (Itália-Brasil). São Paulo: Vértice; Revista dos Tribunais, 1988.

SPINDOLA, T; SANTOS, R. S. Trabalhando com a história de vida: percalços de uma pesquisa(dora?). Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 37, n. 2, p. 119-126, 2003. Disponível em: <http://www.ee.usp.br/reeusp/upload/pdf/207.pdf>. Acesso em: 27 abr. 2019. https://doi.org/10.1590/S0080-62342003000200014

SUÁREZ, D. H. La documentación narrativa de experiências pedagógica, la indagación-acción del mundo escolar para la reconstrucción de la memoria pedagógica de los docentes. In: SEMINARIO DE LA RED LATINOAMERICANA DE ESTUDIOS SOBRE TRABAJO DOCENTE, 7, 2008, Buenos Aires. Nuevas regulaciones en América Latina: anales. Buenos Aires: Universidad de Buenos Aires, 2008.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

Downloads

Publicado

2021-02-05

Como Citar

Brancatti, P. R., & Portela Rinaldi, R. (2021). A fenomenologia e a história de vida. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 34(71), 489–507. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v34n71a2020-55530

Edição

Seção

Dossiê Fenomenologia e Educação