Um preâmbulo ao curso O Poder psiquiátrico: o problema da antipsiquiatria em Foucault (ou a genealogia de uma a-historicidade)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v33n67a2019-46682

Palavras-chave:

Poder, genealogia, Foucault, antipsiquiatria

Resumo

Como um preâmbulo à leitura de O poder psiquiátrico, o artigo discute como a questão da antipsiquiatria deve ser a chave de leitura do curso dado por Foucault entre 1973-1974 no Collège de France. A antipsiquiatria está associada ao paradoxo que constituiu o saber psiquiátrico segundo o qual, ao procurar determinar a doença mental, o poder psiquiátrico eliminou o sofrimento real do indivíduo adoecido. O poder psiquiátrico teria como sua tese mais básica a proposta de que sobre o campo psiquiátrico é necessário fazer a genealogia desta forma de a-historicidade. Para tanto recorremos a textos, de certo modo, externos ao curso nos quais o tema se apresenta mais especificamente desenvolvido: a conferência História da loucura e antipsiquiatria (proferida em maio de 1973) e o resumo do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Ribeiro, Universidade Federal do ABC

Professor de Filosofia Contemporânea da UFABC.

Referências

ALVAREZ, Marcos César. Punição, poder e resistência: a experiência do Groupe d’information sur les prisons e a análise crítica da prisão. In: ALVAREZ, Marcos César; MISKOLCI, Richard (Org.). O legado de Foucault. São Paulo: FAPESP; UNESP, 2006.

ARTIÈRES, Philippe. “Uma política menor. O GIP como lugar de experimentação política”. In: CASTELO-BRANCO, Guilherme; VEIGA-NETO, Alfredo (Org.). Foucault: filosofia & política. Belo Horizonte: Autêntica, p. 319–331. 2011.

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. DSM-5 – Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Porto Alegre: Artmed, 2014.

CHAVES, E. Psiquiatrizar e judicializar: a constituição histórica da Psiquiatria, Vigiar e Punir. Dois pontos, v. 14, p, 1-14, n. 1, 2017. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.5380/dp.v14i1.56535>. Acesso em: 15 abr. 2018. http://dx.doi.org/10.5380/dp.v14i1.56535

COLUCCI, Mario. Quelle psychiatrie après Foucault? In:ARTIERES, P.; BERT, J.-F.; GROS, F.; REVEL, J. (Ed.). Cahiers de L’Herne (version numérique), Paris: L'Herne, 2011.

DEFERT, Daniel. “L’émergence d’un nouveau front: les prisons”. In: ARTIÈRES, P.; QUÉRO, L.; ZANCARINI-FOURMEL, M. (Org.). Le Groupe d’Information sur les Prisons. Archives d’une Lutte, 197 1972. Paris: Éditions de l’IMEC, p.315–326. 2003.

FOUCAULT, M. Os anormais – curso dado no Collège de France (1974–1975). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

FOUCAULT, M. Dits et écrits I – 1954-1975. Paris: Gallimard, 2001a.

FOUCAULT, M. Dits et écrits II – 1976-1988. Paris: Gallimard, 2001b.

FOUCAULT, M. O nascimento da clínica. Tradução de Roberto Machado. 6. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

FOUCAULT, M. A Hermenêutica do sujeito. Tradução de Márcio Alves da Fonseca e Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. 6. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

FOUCAULT, M. O poder psiquiátrico; curso dado no Collège de France (1973–1974). São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, M. Histoire de la folie et antipsychiatrie. In: ARTIERES, P.; BERT, J.-F.; GROS, F.; REVEL, J. (Ed.). L’Herne Foucault, Cahiers de L´Herne. Paris: L’Herne, 2011.

LAGRANGE, J. Situação do curso. In: FOUCAULT, M. O poder psiquiátrico; curso dado no Collège de France (1973-1974). São Paulo: Martins Fontes, 2006.

PASSOS, I. C. F. Reforma psiquiátrica: as experiências francesa e italiana. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2009.

SAFATLE, V. A moral psiquiátrica. Folha de São Paulo. São Paulo, 01 out. 2013. Colunistas (Vladimir Safatle). Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/vladimirsafatle/2013/10/1349847-a-moral-psiquiatrica.shtml. Acesso em: 05 out. 201.

SAFATLE, V. Descrever a vida psíquica. Folha de São Paulo. São Paulo, 19 jan. 2018. Colunas e Blogs (Vladimir Safatle). Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/vladimirsafatle/2018/01/1951472-descrever-a-vida-psiquica.shtml. Acesso em: 15 fev. 2018.

SINDING, Christiane. La méthode de la clinique. In: GIARD, Luce (Dir.). Michel Foucault: Lire l’Oeuvre. Grenoble: Jérôme Millon, 1992.

Downloads

Publicado

2019-12-18

Como Citar

Ribeiro, C. E. (2019). Um preâmbulo ao curso O Poder psiquiátrico: o problema da antipsiquiatria em Foucault (ou a genealogia de uma a-historicidade). EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 33(67), 371–400. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v33n67a2019-46682