Hannah Arendt e a Conquista do Espaço

Autores

  • Augusto Bach Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v32n64a2018-13

Palavras-chave:

Arendt, Política, História, Espaço

Resumo

Hannah Arendt e a Conquista do Espaço

Resumo: Neste artigo esclarecemos a relação entre as descobertas científicas e suas consequências políticas, de acordo com as análises que Arendt oferece em seu ensaio A Conquista do Espaço. O dilema a que Arendt se refere consiste na ausência de consciência cidadã desde o início da idade moderna e seu predomínio tecnológico sobre a natureza. Como resultado, a humanidade se encontra dividida entre cidadania e manipulação científica. Como repensar a responsabilidade mundana pelas ações no mundo moderno, onde o conflito da consciência política tem se tornado cada vez mais raro, é a principal questão deste artigo.

Palavras-chave: Arendt; Política; História; Espaço.

Hannah Arendt and the Space Conquest

Abstract: In this article we highlight the relationship between scientific discoveries and its political outcomes, according to Arendt's analysis in her essay The Conquest of Space. The dilemma Arendt refers to is an absence of conscience since the outset of modern age and its technological prevalence before nature. As a result, humankind is troubled by the division between citizenship and scientific manipulation. How to rethink wordly responsibilities for actions in modern circumstances, where the struggle of political conscience have become less and less clear, is the main quest of this article. 

Keywords: Arendt; Politics; History; Space.

Hannah Arendt et la Conquête de L'espace

Résumé: Dans cet article, nous clarifions le rapport entre les découvertes scientifiques et leurs conséquences politiques selon les analyses qui sont proposées par Arendt dans son essai La Conquête de l'espace. Le dilemme de l'auteur est le manque de conscience citoyenne depuis le début de l'ère moderne et sa prédominance technologique sur la nature. Comme résultat, l'humanité est divisée entre citoyenneté et manipulation scientifique. Comment repenser la responsabilité mondaine pour les actions dans le monde moderne, où le conflit de la conscience politique est devenu de plus en plus rare? C'est la question de cet article.

Mots-clés: Arendt; Politique; Histoire; Espace.

Data de registro: 12/02/2016

Data de aceite: 01/09/2016

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Augusto Bach, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Professor da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO).

Referências

AGUIAR, Odílio. Condição humana e educação em Hannah Arendt. Revista Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 2, n. 44. 2008. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v22n44a2008-1965

ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo, Rio de Janeiro: Forense Universitária, 10 Edição, 2009.

______. Entre o passado e o futuro. 6. Ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

CORREIRA, Adriano. Hannah Arendt e a modernidade: política, economia e a disputa por uma fronteira. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

DUARTE, André de Macedo. O pensamento à sombra da ruptura: política e filosofia em Hannah Arendt, São Paulo: Paz e Terra, 2000.

LAFER, Celso. Hannah Arendt. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

______. Na confluência entre o pensar e o agir: sobre uma experiência com os conceitos de Hannah Arendt. In: A banalização da violência: a atualidade do pensamento de Hannah Arendt. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004.

LEBRUN, Gerard. Hannah Arendt: um testamento socrático em Passeios ao léu. São Paulo: Brasiliense, 1992.

VILLA, Danna Richard. Politics, philosophy, terror: essays on the thought of Hannah Arendt. Princeton: Princeton University Press, 1990.

WAGNER, Eugênia Sales. Hannah Arendt: Ética & Política, São Paulo: Ateliê Editorial, 2006.

YOUNG-BRUEHL, Elisabeth. Why Arendt Matters, Yale: University Press, 1944.

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

BACH, A. Hannah Arendt e a Conquista do Espaço. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 32, n. 64, p. 265–286, 2018. DOI: 10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v32n64a2018-13. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/33195. Acesso em: 15 jul. 2024.