EDUCAÇÃO E DEMOCRACIA UM ENSAIO SOBRE O CONCEITO DE EXPERIÊNCIA EM JOHN DEWEY

Autores

  • Julia Pinheiro Andrade

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v21n41a2007-262

Palavras-chave:

Experiência, Educação, Filosofia, Democracia

Resumo

O presente artigo procura discutir o conceito de experiência na obra de John Dewey, um dos pensadores da educação mais influentes ao longo do século XX. Como queremos demonstrar, a força e a fragilidade do pensamento deweyano estará em enunciar a possibilidade de formação de uma cultura democrática, isto é, de formação de modos de pensar, de agir e de sentir, em uma palavra, de uma cultura de interação social em que ciência e estética se combinem de tal forma que tornem todo e qualquer gesto humano uma encarnação de valores democráticos. Apesar de seu fundamento liberal, em certo sentido datado e circunscrito, o vigor desse princípio democrático é, por si só, motivo de interesse para todos que hoje se esforçam na elaboração de uma filosofia da feducação mais emancipatória e libertária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Pinheiro Andrade

Mestranda em Filosofia e Educação pela Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2008-03-27

Como Citar

Andrade, J. P. (2008). EDUCAÇÃO E DEMOCRACIA UM ENSAIO SOBRE O CONCEITO DE EXPERIÊNCIA EM JOHN DEWEY. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 21(41), 15–42. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v21n41a2007-262