EDUCAÇÃO E RAZOABILIDADE NA TEORIA DA JUSTIÇA DE RAWLS

Autores

  • Sidney Reinaldo Silva

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v21n41a2007-253

Palavras-chave:

Razoabilidade, Escola, John Rawls

Resumo

A escola tem que proporcionar condições para que todos adquiram as virtudes políticas? Este texto discute um prisma para se analisar, propor e avaliar práticas e concepções educacionais. Nas sociedades modernas, os conflitos entre concepções de mundo e de vida mostram o quanto estas podem se tornar incompatíveis e mesmo irreconciliáveis. Na escola, isso tem uma repercussão especial, mas não muito diferente do que ocorre em outros espaços públicos. Na definição dessas propostas, ocorrem disputas entre diversos valores e princípios para a formação humana. Rawls propõe um esquema que possibilita refletir sobre formas de lidar com a divergência dessas concepções. M ostro que tanto o que vai ser ensinado na escola quanto a forma como se decide sobre isso podem ser enfocados a partir da concepção de razoabilidade proposta pelo autor, apesar das críticas às quais estão sujeitos os seus pressupostos ético-políticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sidney Reinaldo Silva

Doutor em Filosofia e Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Tuiuti do Paraná

Downloads

Publicado

2008-03-27

Como Citar

SILVA, S. R. EDUCAÇÃO E RAZOABILIDADE NA TEORIA DA JUSTIÇA DE RAWLS. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 21, n. 41, p. 43–60, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v21n41a2007-253. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/253. Acesso em: 18 jul. 2024.