O não dito: história da escola primária rural nas páginas da revista escola portuguesa (Portugal, 1934 - 1939)¹

Autores

  • Sandra Cristina Fagundes Lima Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v27nEspeciala2013-p109a142

Palavras-chave:

Revista Escola Portuguesa, Postos Escolares, História do Ensino Rural em Portugal

Resumo

[1] Pesquisa de estágio pós-doutoral financiada pelo CNPq (Processo n. 201441/2011-0) e realizada no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal, sob a supervisão do Professor Catedrático Dr. Justino Magalhães, no período de janeiro a dezembro de 2012.

*Doutora em História pela UNICAMP, Campinas-SP/Brasil. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia-MG/Brasil.

O não dito: história da escola primária rural nas páginas da revista escola portuguesa (Portugal, 1934 - 1939)

Resumo: O tema dessa pesquisa é a escola primária rural em Portugal. No âmbito dessa temática selecionamos para investigação os editoriais da revista Escola Portuguesa (EP) em seus cinco primeiros anos de publicação, 1934 a 1939. A questão que propusemos para a análise consistiu em compreender se a EP, durante o período em questão, destinou algum espaço em seus duzentos e cinquenta e sete editoriais (total de números publicados no primeiro quinquênio) para debater os problemas que perpassavam a escola primária rural no país.

Palavras-chave: Revista Escola Portuguesa. Postos escolares. História do ensino rural em Portugal. 

O não dito: história da escola primária rural nas páginas da revista escola portuguesa (Portugal, 1934 - 1939)

Abstract: This research approaches the rural primary school in Portugal. To explore the theme we have selected the editorials of magazine Portuguese School (PS) in its first five years of publication, from 1934 to 1939. The question we have proposed for the analysis consisted in understanding if during the period in question the PS allocated any space in its two hundred fiftyseven editorials (total figures published in the first quinquennium) to discuss the problems of the rural primary school in the country.

Keywords: Magazine Portuguese School. School posts. History of rural education in Portugal.

Data de registro:13/05/2013

Data de aceite: 08/07/2013

Referências:

ADÃO, Ãurea. O Estatuto Sócio-Profissional do Professor Primário em Portugal (1901-1951). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1984.

______. A Escola em Meio rural no Portugal dos Primeiros Anos do Estado Novo. A Formação dos seus Professores no(s) Discurso(s) do poder Político. In: WERLE, F. O. C. (Org.). Educação rural em perspectiva internacional - instituições, práticas e formação do profesor. Ijuí: UNIJUÃ, 2007. p. 269-294.

AINDA sôbre as visitas ministeriais às escolas. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 174, p. 271-272, Fev. 1938.

ALEIXO, M. I.; ALVES, M. do C. A Cultura Escolar e a Formação dos Mestres de Ensino Primário na Escola Rural, Através da Produção Escrita dos Alunos, de 1956 a 1960. In: WERLE, Flávia O. C. (Org.) Educação rural em perspectiva internacional - instituições, práticas e formação do profesor. Ijuí: UNIJUÃ, 2007. p. 335-369.

ALMODÓVAR, A. A Educação da juventude. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 55, p. 33-34, Out. 1935.

AMIGUINHO, Abílio. Educação e Mundo Rural: percursos biográficos, intervenção e pesquisa. Educação, Sociedade & Culturas. n. 20, CIIE/Edições Afrontamento: Porto-Pt, p. 9-42, 2003.

BENSAÚDE, R. ¡Já se bateu com 3:000 quilómetros! Escola Portuguesa, Lisboa, n. 28, p. 525, Abr. 1935.

CANÃRIO, R. A Escola no Mundo Rural: contributos para a construção de um objeto de estudo. Educação, Sociedade & Culturas. n. 14, CIIE/Edições Afrontamento: Porto-Pt, p. 121-139, 2000.

CARNEIRO, Maria L. T. Prefácio. In: FERRO, M. Os tabus da história - a face oculta dos acontecimentos que mudaram o mundo. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003. p. 7-10.

CARVALHO, R. de.g História do Ensino em Portual - Desde a fundáção da nacionalidade até o fim do regime de Salazar-Caetano. 5. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2011.

CORREIA, L. G. Portugal pode ser, se nós quisermos, uma grande e próspera nação. O sistema educativo no Estado Novo. Ler História. Lisboa, n. 35, p. 71-107, 1998.

DIAS, J. L. Apontamentos de higiene nas escolas primárias... Escola Portuguesa, Lisboa, n. 156, p. 16-18, Out. 1937.

DISCURSO proferido por S. Ex ª. o Ministro da Educação Nacional... Escola Portuguesa, Lisboa, n. 184, p. 390-394, Maio 1938.

DO ANO escolar que findou. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 145, p. 292-297, Ago. 1937.

DOCUMENTOS Gráficos. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 55, n. p., Out. 1935.

EM TODA a parte seremos sempre educadores. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 150, p. 322-323, Set. 1937.

É NECESSÃRIO renovar-se o estudo dos programas. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 156, p. 14-15, Out. 1937.

ESCOLA PORTUGUESA. Lisboa: DGEP, 1934-1939.

A ESCOLA veste-se de novo. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 69, n.p., Fev. 1936.

FESTA da Nação e festa da escola. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 72, p. 133-137, Fev. 1936.

GRAÇA, L. Q. Embelezamento da ida rural. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 53, p. 17-18, Out. 1935.

GUEDES, Lília A. X. A. Escola Portuguesa(1934-1957) - Sobre a política educativa do Estado Novo. 1998. 198f. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade do Minho, Braga, 1998.

GUERRA, J. R. Lopes A. João Baptista Vilares - um educador e um mensageiro do progresso no meio rural. 2006. 152f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação) - Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2006.

LEAL, A. Os serviços do ensino primário [...]. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 41, Jul. 1935.

LER, escrever e contar não constituem uma ciência. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 4, p. 51-52, Nov. 1934.

LIMA, S. C. F. de. Historia das escolas rurais em Uberlândia (1933 a 1959). In: PÉREZ, T. G.; PÉREZ, O. L. (Org.). Educación rural en Iberoamerica. Experiencia histórica y construcción de sentido.v. 1. Madrid: Anroart Ediciones, 2009. p. 153-182.

MARTINS, E. C. A Memória Histórica dos Edifícios Escolares no Portugal Rural a arquitectura escolar das escolas primárias na Beira Interior. In: WERLE, F. O.C. (Org.). Educação rural em perspectiva internacional - instituições, práticas e formação do profesor. Ijuí: UNIJUÃ, 2007. p. 295-334.

MELO, J. M. de. Jornalismo opinativo: gêneros opinativos no jornalismo brasileiro. 3. ed. rev. e ampl. Campos do Jordão: Matiqueira, 2013.

MÓNICA, M. F. Educação e sociedade no Portugal de Salazar. Lisboa: Editorial Presença, 1978.

NOTÃCIA do presidente do júri de Bragança, Bernardino Guedes de Miranda, director dêsse districto escolar. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 105, p. 26-27, Out. 1936.

OBRA das Mães pela Educação Nacional... Escola Portuguesa, Lisboa, n. 94, p. 297-298, Jul. 1936.

OLIVEIRA, F. Enquanto espero o eléctrico. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 71, p. 127-128, Fev. 1936.

______. Realidade... Escola Portuguesa, Lisboa, n. 237, p. 379-380, Maio 1939a.

______. Realidades... Escola Portuguesa, Lisboa, n. 246, p. 446-447, Jul. 1939b.

______. Realidades... Escola Portuguesa, Lisboa, n. 246, p. 459-459, Jun. 1939c.

PORTUGAL. Decreto-Lei n. 22.369, de 30 de março de 1933. Diário do Governo, Lisboa, 30 de março de 1933, n. 73, 1 Série. p. 414-436. Disponível em: <http://dre.pt/pdfgratis/1933/03/07300.pdf>. Acesso em: 08 Mar. 2013.

PORTUGAL. Decreto n. 20.604, de 09 de dezembro de 1931. Diário do Governo, Lisboa, 09 de dezembro de 1931, n. 283, 1 Série. p. 2680-2681. Disponível em: <http://dre.pt/pdfgratis/1931/12/28300.pdf>. Acesso em: 12 Fev. 2013.

PORTUGAL. Decreto n. 27.279, de 24 de novembro de 1936. Diário do Governo, Lisboa, 24 de novembro de 1936, n. 276, 1 Série. p. 1510-1511. Disponível em: <http://dre.pt/pdfgratis/1936/11/27600.pdf>. Acesso em: 03 Mar. 2012.

PORTUGAL, M. A Estatística. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 92, p. 319, Ago. 1936.

RAMALHO, A. Benéficos ou funestos podem ser os educadores. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 10, p. 165-166, Dez. 1934.

RAMOS, R. O chamado problema do analfabetismo: as políticas de escolarização e a persistência do analfabetismo em Portugal (séculos XIX e XX). Ler História, Lisboa, n. 38, p. 45-70, 1998.

RECOMEÇANDO. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 154, p. 1-3, Out. 1937.

REFLEXÕES sôbre a finalidade escolar. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 155, p. 9-10, Out. 1937.

REFORMA do ensino primário. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 162, p. 89-113, Dez. 1937.

RIAS, A. P. L. A. Regentes Escolares: colaboradores benévolos ao serviço da Educação Nacional. 1997, 2v. Dissertação (Mestrado em História Contemporânea) - Faculdade de Filosofia, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1997. [texto policopiado].

SANTOS, Gomes. Na defesa da língua. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 60, p. 69-70, Dez. 1935.

SERVIÇOS de administração e disciplinares. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 51, p. 920-922, Dez. 1935a.

______. de orientação pedagógica e aperfeiçoamento do ensino primário.Escola Portuguesa, Lisboa, n. 16, p. 295-296, Jan. 1935b.

SIMÕES, M. E. B. R. Representações sociais da escola rural em meados do século XX em Portugal.1999. 181f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Educacional) - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Universidade Nova de Lisboa. Lisboa, 1999.

VALENTE, J. C. As Casas do Povo e a educação popular no Estado Novo (1933-1970). Revista História,Lisboa, n. 21, p. 40-49, Jun. 1996.

VIANA, A. G. M. Relatório do presidente do júri que funcionou em Faro. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 52, p. 12, Out. 1935.

A VISITA de S. Exª. o Ministro da Educação Nacional às escolas e postos escolares do Algarve. Escola Portuguesa, Lisboa, n. 140, p. 251-252, Jul. 1937.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Cristina Fagundes Lima, Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em História pela UNICAMP, Campinas-SP/Brasil. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia-MG/Brasil.

Downloads

Publicado

2013-07-16

Como Citar

Lima, S. C. F. (2013). O não dito: história da escola primária rural nas páginas da revista escola portuguesa (Portugal, 1934 - 1939)¹. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 27(n. ESP), 109–142. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v27nEspeciala2013-p109a142

Edição

Seção

Dossiê Educação