LUBENOW, Jorge A. A categoria de esfera pública em Jürgen Habermas: para uma reconstrução da autocrítica. João Pessoa: Editora Manufatura, 2012. 158 p.

Autores

  • Bento Itamar Borges UFU

Palavras-chave:

Esfera pública. Habermas. Democracia.

Resumo

*Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor aposentado da UFU (1979 a 2013).

LUBENOW, Jorge A. A categoria de esfera pública em Jürgen Habermas: para uma reconstrução da autocrítica. João Pessoa: Editora Manufatura, 2012. 158 p.

Resumo: Jorge Lubenow trabalha atualmente na Universidade Federal da Paraíba e é um dos representantes da nova e confiante geração de estudiosos da obra de Habermas, que perfaz em pouco tempo uma carreira acadêmica bem sucedida. Este livro foi sua tese de doutorado, defendida na Unicamp em 2007, após período de pesquisa na Alemanha, sob orientação de dois importantes intelectuais nos dois países. O livro é dedicado ao próprio Habermas, o que se justifica pela imperdível efeméride: em 2012, ano da publicação do livro aqui resenhado, completa 50 anos a tese de Habermas que foi o objeto de estudo de Lubenow: Mudança estrutural da esfera pública. Eis um jovem filósofo brasileiro a retomar, de maneira cuidadosa e segura, a obra determinante daquele alemão, que cuidou de reconstruir a história (e um pouco da sociologia) da formação e da decadência da esfera pública burguesa. Habermas tinha 32 anos quando defendeu em Marburg uma tese antes recusada em Frankfurt.

Data de registro: 22/11/2012

Data de aceite: 19/06/2013

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bento Itamar Borges, UFU

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor aposentado da UFU (1979 a 2013). E-mail: bentoib@gmail.com

Downloads

Publicado

2014-09-24

Como Citar

Borges, B. I. (2014). LUBENOW, Jorge A. A categoria de esfera pública em Jürgen Habermas: para uma reconstrução da autocrítica. João Pessoa: Editora Manufatura, 2012. 158 p. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 28(55), 473–477. Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/19802