Uma passagem enigmática dos tópicos de Aristóteles¹

Autores

  • Marcio Chaves-Tannús Universidade Federal de Uberlandia (Uberlândia, MG, Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v28n55a2014-p313-321

Palavras-chave:

História da Lógica. Aristóteles. Tópicos. Dedução dialética.

Resumo

[1] Na sequência, farei uso frequente de informações retiradas de dois artigos meus, um publicado em 2002 e o outro em 2003. Ambos incluídos nas referências desse artigo.

*Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo-USP. Professor da Universidade Federal de Uberlândia.

Uma passagem enigmática dos tópicos de Aristóteles

Resumo: O quarto capítulo dos Tópicos de Aristóteles contém uma afirmação surpreendente. Ela aparece, pela primeira vez, no início do segundo parágrafo e é repetida ao final do capítulo. Nas duas ocasiões, Aristóteles declara que os problemas das deduções dialéticas são iguais em número e natureza às premissas. No presente trabalho, na tentativa de entender o significado exato da declaração aristotélica, bem como testar a correção do que diz, realiza-se uma análise do primeiro e do quarto capítulo dos Tópicos. A tese resultante é a de que a identidade postulada por Aristóteles é possível, desde que se abandone, porém, os limites de um único argumento. No final, com base no que se obteve do exame anterior, são apresentadas propostas de solução a três outras interessantes questões da Lógica Aristotélica.

Palavras-chave: História da Lógica. Aristóteles. Tópicos. Dedução dialética.

Uma passagem enigmática dos tópicos de Aristóteles

Résumé: Le quatrième chapitre des Topiques d'Aristote contient une déclaration surprenante. Elle apparaît, pour la première fois, au début du deuxième paragraphe et est répétée à la fin du chapitre. Dans les deux cas, Aristote affirme que les problèmes des déductions dialectiques sont égaux, en nombre et en nature, aux prémisses. Dans ce travail, en essayant de comprendre le sens exact de la déclaration aristotélicienne, ainsi que de tester la correction de ce qu'il dit, on fait une analyse du premier et du quatrième chapitre des Topiques. La thèse qui en résulte : l'identité postulée par Aristote est possible, mais uniquement si on abandonne les limites d'un seul argument. À la fin, basé sur ce qu'on obtient de l'examen précédent, on présente des propositions de solution à trois autres questions intéressantes de la Logique d'Aristote.

Mots-clefs: Histoire de la Logique. Aristote. Topiques. Déduction dialectique.

Data de registro: 13/11/2012

Data de aceite: 23/01/2013

Referências:

ARISTOTE. Topiques. Texte établi et traduit par Jacques Brunschwig. Tome I. Livres I-IV. Paris: Les Belles Lettres, 1967.

CHAVES-TANNÚS, M. Algumas questões relativas à dialética aristotélica. Educação e Filosofia, v. 16, n. 32, p.11-29, jul./dez. 2002.

CHAVES-TANNÚS, M. Algumas questões adicionais relativas à dialética aristotélica. Educação e Filosofia, v. 17, n. 34, p. 13-33, jul./dez. 2003.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Chaves-Tannús, Universidade Federal de Uberlandia (Uberlândia, MG, Brasil)

Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo-USP. Professor da Universidade Federal de Uberlândia. E-mail: mctannus@ufu.br

Downloads

Publicado

2014-09-23

Como Citar

Chaves-Tannús, M. (2014). Uma passagem enigmática dos tópicos de Aristóteles¹. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 28(55), 313–321. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v28n55a2014-p313-321