DILEMAS DA RELAÇÃO TEORIA/PRÁTICA NA CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO EDUCACIONAL

Autores

  • Maria Vieira Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Gabriel Humberto Muñoz Palafox Universidade Federal de Uberlândia

Palavras-chave:

Currículo, relação teoria e prática, teorização crítica

Resumo

O texto problematiza aspectos concernentes aos vínculos históricos entre as dimensões epistemológicas do conhecimento, a educação escolar e o Currículo. Para análise dessas mediações, no primeiro momento apresentamos algumas sínteses sobre a indissociabilidade da relação entre teoria e prática e suas implicações no campo do currículo. Posteriormente apresentamos reflexões sobre o currículo, em sua dimensão histórica, como constituído e constituinte das práticas sociais. Sob tal perspectiva, esse dispositivo pedagógico potencializa as estratégias de ação intersubjetiva dotada de procedimentos metodológicos que se efetiva no interior de um determinado sistema educativo, tornando-se um dos muitos mecanismos produtores de cultura e adquire identidade própria em cada um dos contextos históricos onde é criado e implementado. O campo de currículo caracteriza-se, assim, num importante campo de pesquisa e de estudo científico e dos vários tipos de influência e interferência política, mediante implicações individuais e sociais nos processos de formação da consciência do/a educador, do/a aluno/a e da comunidade envolvida, direta e/ou indiretamente no processo educativo.

Referências

ARISTÓTELES. Ética a Nicomano. http://www.analitica.com/bitblio/ Aristoteles/nicomaco.asp.> Acesso em 10/03/2008.

ARISTIZABAL, Magnolia et al. Aproximación crítica al concepto de currículo. In: Revista ieRed: Revista Electrónica de la Red de Investigación Educativa. Vol.1, Nº.2 (Enero-Junio de 2005). «http://revista.iered.org». ISSN 1794-8061.

BARROS Maciel, Gilda Naécia. Areté e cultura grega antiga - Pontos e Contrapontos. (http://www.hottopos.com/videtur16/gilda.htm#_ftn1). Acesso em 17/03/2008.

CANDAU, V.M.; LELIS, I.A. A Relação Teoria-Prática na Formação do educador. In: CANDAU, V.M (Org.). Rumo a uma Nova Didática. 10 ed. Petrópolis: Vozes. 1999. p.56-72. I

CARDOSO DE CASTRO, M. Platão: Vida y Obra. <http://www.filosofia. org/bio/platon.htm>. Acesso em 10/02/2008.

CASTELLANI FILHO, L. A educação física no sistema educacional brasileiro: percurso, paradoxos e perspectivas. 1999. Tese - Universidade de Campinas, Campinas, 1999.

CASTORIADIS, C. I As Encruzilhadas do Laberinto II: Os domínios do Homem. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

CONDE ROBLEDO, María Eugenia et.al. Aproximación al concepto de Currículum Escolar Contexto Educativo. Revista digital de investigación y nuevas tecnologias. Nº. 19, 2001 «http://contexto-educativo.com. ar/2001/5/nota-07.htm». ISSN 1515-7458.

DOMINGUES, J. L. Currículo como atividade intencional. In: Cappelletti, Isabel F.; Masetto, Marcos T. (Org.). Ensino Superior: Reflexões e experiência. São Paulo: EDUC PUC/SP, 1986. p. 43-72.

DUSSEL, H. Ética da Libertação: na idade da globalização e da exclusão. Petrópolis: Vozes, 2000.

FORQUIN, J.C. Escola e Cultura. As bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre, ARTMED, 1993

GADAMER,H.G. Verdade e Método: traços fundamentais de uma Hermenêutica Filosófica. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

GOODSON, I. F. A construção social do Currículo. Lisboa: EDUCA, 1997.

LÓPEZ OTEROS, A. M. Análisis antropológico del deporte en las culturas cretense y griega Revista digital Educación e Investigación. N.26. Vol. 3. Agosto, 2006.

MARX, K. e ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Centauro: 2002.

MOREIRA, A. F. A crise da Teoria Curricular Crítica. In: VORRABER C. M. O Currículo nos limiares do contemporâneo. Rio de Janeiro: DP&A, 2005. p.11-36.

MOREIRA, A. F. e CANDAU, V. M. Currículo, conhecimento e cultura. In: BRASIL, MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÃSICA. Indagações sobre currículo. Brasília: Ministério da Educação, 2007

MUÑOZ PALAFOX, G. H. Intervenção político-pedagógica: a necessidade do planejamento de currículo e da formação continuada para a transformação da prática educativa. Tese de Doutorado - Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2001.

PEREIRA, J. E. D. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. In: Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, n. 68, 1999, p. 109-125.

REY, F.G. Sujeito e subjetividade. São Paulo: Pioneira, 2003.

SACRISTÃN, J.; GOMÉS, A. I. Compreender e Transformar o Ensino. Porto Alegre: ARTMED, 1998.

SAVATER, F. Os sete pecados capitais. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006.

SILVA, S. P. A Filosofia entre o conforto metafísico da teoria e a precariedade imanente à prática humana. In. SILVA, S. P (Org). Teoria e Prática: algumas perspectivas. Catalão: editora da UFG - Campus Catalão, 2007.

SILVA, T.T. Documentos de Identidade: Uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

SILVA, M. V. ; MOREIRA, F. A . Trabalho docente na esfera pública: controvérsias e vicissitudes sob a ótica dos sujeitos da educação. Revista Política e Gestão Educacional. Araraquara: UNESP, v. 1, p. 10-20, 2011.

SOUZA, R. F. A produção intelectual brasileira sobre currículo a partir dos anos 80. Brasília: Em Aberto, p.117-128, 1993.

TAMARIT, J. Educar o Soberano. São Paulo: Cortez, 1996.

VÃZQUES, A.S.Filosofia da praxis. 2. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

Data de registro: 02/08/2012

Data de aceite: 09/09/2012

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Vieira Silva, Universidade Federal de Uberlândia

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia (1989), especialização em Sociologia pela Universidade Federal de Uberlândia (1992), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (1995), doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2001) e pós-doutorado em educação pela Université Paris X (2011), como bolsista sênior do CNPq.

Gabriel Humberto Muñoz Palafox, Universidade Federal de Uberlândia

Licenciado em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física - ESEF do México (1977-1980), Mestre em Supervisão e Currículo (1989) e Doutor em Educação e Currículo (2001), ambos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Downloads

Publicado

2013-04-10

Como Citar

SILVA, M. V.; MUÑOZ PALAFOX, G. H. DILEMAS DA RELAÇÃO TEORIA/PRÁTICA NA CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO EDUCACIONAL. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 26, n. 2012Esp, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/17702. Acesso em: 22 jul. 2024.