CURRÍCULO DE CIÊNCIAS: TRAJETÓRIAS, METODOLOGIAS E PERSPECTIVAS DE ENSINO

Autores

  • Elenita Pinheiro de Queiroz Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Graça Aparecida Cicillini Universidade Federal de Uberlândia
  • Guilherme Saramago de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia

Palavras-chave:

Ensino de Ciências

Resumo

O presente estudo se propõe a analisar a trajetória do ensino de Ciências no Brasil, situando as principais concepções que se fizeram presentes na área. Para tanto, realiza uma breve retrospectiva histórica sobre a disciplina Ciências identificando as orientações curriculares, as propostas de abordagem do conhecimento e as perspectivas metodológicas que balizam o ensino nessa área. Situa a contribuição dos novos enfoques que se delineiam para o ensino de Ciências, particularmente, a partir da perspectiva CTS (CTSA) e da perspectiva dos Estudos Culturais da Ciência. Aponta para desdobramentos teórico-metodológicos e para a organização dos conteúdos e seu desenvolvimento nos processos de ensino nesse campo disciplinar. A análise evidencia que o ensino de Ciências não se reduz a repetições conceituais, uma vez que os conteúdos curriculares devem ser trabalhados em conexão com valores éticos e conhecimentos culturais que impregnam sentidos na e para a leitura do mundo.

Referências

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: ciências naturais. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CICILLINI, G. A. Conhecimento científico e conhecimento escolar: a cultura da sala de aula e o saber evolutivo sobre os vegetais. In: ROMANOWSKI, J. et al. Conhecimento local e conhecimento universal: a aula, as aulas nas ciências naturais e exatas, aulas nas letras e artes. Curitiba: Champagnat, 2004, p. 161-174

CICILLINI, G. A.; NOVAIS, G. S. A formação em serviço para professores (as) do ensino médio: desafios teóricos e metodológicos. Em Extensão, Uberlândia, v.7, n.1, p. 7-20, 2008.

FEYERABEND, P. Contra o método. Tradução Octanny S. da Mota e Leônidas Hegenberg. Against method. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1989.

FRACALANZA, H.; A. I. A.; GOUVEIA, M. S. F. O ensino de Ciências no 1º Grau. São Paulo: Atual, 1987.

FISCHER, R. M. B. 1998. Mídia e Educação - Uma agenda para debate. Jornal NH, set 1998. Suplemento NH na Escola.

GOULD, S.J. A falsa medida do homem. Trad. Valter Lellis Siqueira. The Mismeasure of man. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

KUHN, T. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2000.

LOPES, A. Conhecimento escolar: Inter-Relações com Conhecimentos científicos e cotidianos. Contexto e Educação. Jan/Mar, 1997, p. 41-59.

MACEDO, E.; LOPES, A. C. A estabilidade do currículo disciplinar: o caso das ciências. In: (Orgs). Disciplinas e integração curricular: história e políticas. Rio de Janeiro, DP&A, 2002, p.73-94.

MACEDO, E. Ciência, tecnologia e desenvolvimento: u ma visão cultural do currículo de ciências. In: LOPES, A. e MACEDO, E. Currículo de ciências em debate. Campinas, São Paulo: Papirus, 2004, p.119-154.

SANTOS, M. E. V. M. Que cidadania? Que Educação? Pra quê cidadania? Pra quê escola? Lisboa: Santos - Edu, 2005, v. II.

SARLO, B. 1997. Cenas da Vida Pós-Moderna. Rio de Janeiro, Editora UFRJ.

SCHMIDT, S. Em pauta: a aliança mídia e educação. UNIrevista - Vol. 1, n° 3 : julho 2006. p.1-18. Disponível em: http://www.alaic.net/ponencias/UNIrev_Schmidt.pdf. Acesso jul/2007.

SILVA, E. P. Q. Formação de educadoras(es) e o trabalho com a temática lixo: a experiência com o NOEP2. Em Extensão, Uberlândia, v.7, n.1, p. 29-36, 2008.

SILVA, E. Q.; CICILLINI, G. A. Modos de ensinar ciências: divinar com os sabiás. In: FONSECA, S. G. (Org.) Ensino fundamental: conteúdos, metodologias e práticas. Campinas, SP: Editora Alínea, 2009, p. 173-194.

WORTMANN, M.L.C. Questões postas pelos estudos de ciência e a educação em ciência. In: Seminário Internacional de Reestruturação Curricular: A escola cidadã no contexto da globalização (Porto Alegre). Petrópolis: Ed. Vozes, 1998, p. 252 - 271.

WORTMANN, M. L. C.; VEIGA-NETO, A. Estudos Culturais da Ciência & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

WORTMANN, M. L. C. et. al. Ensaios em estudos culturais, educação e ciências: a produção do corpo, da natureza, da ciência e da tecnologia - instâncias e práticas contemporâneas. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2007.

Data de registro: 02/08/2012

Data de aceite: 17/10/2012

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elenita Pinheiro de Queiroz Silva, Universidade Federal de Uberlândia

Professora da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia.

Graça Aparecida Cicillini, Universidade Federal de Uberlândia

Professora da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas.

Guilherme Saramago de Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Professor da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia.

Downloads

Publicado

2013-04-10

Como Citar

Silva, E. P. de Q., Cicillini, G. A., & de Oliveira, G. S. (2013). CURRÍCULO DE CIÊNCIAS: TRAJETÓRIAS, METODOLOGIAS E PERSPECTIVAS DE ENSINO. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 26(2012Esp). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/17695