A SOCIALIZAÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Autores

  • Geovana Ferreira Melo UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERL
  • Arlete Aparecida Bertoldo Miranda UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERL
  • Silvana Malusá UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERL

Palavras-chave:

Socialização profissional. Identidade docente. Saberes. Formação continuada.

Resumo

O objetivo do estudo foi apreender o processo de socialização profissional dos professores ingressantes na carreira do magistério superior. O pouco preparo específico para o exercício da docência que os cursos de Pós-Graduação stricto sensu proporcionam aos professores é amplamente conhecido e insere-se no antigo problema da formação do pesquisador versus professor. Tendo em vista esta recorrente constatação, questionamos: Como os novos professores socializam-se profissionalmente? O estudo foi desenvolvido a partir da abordagem qualitativa e envolveu duas etapas: uma teórico-bibliográfica e a outra pesquisa de campo. A pesquisa demonstra que os problemas enfrentados pelos docentes referem-se, principalmente, à organização dos espaços de ensino-aprendizagem. Em resposta aos desafios colocados pelo estudo é que evidenciamos a importância da discussão coletiva, do espaço fecundo a ser criado no interior da Instituição para o processo de criação de um Programa Institucional de Desenvolvimento Profissional Docente.

 

Referências

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR.14.724. 3. ed., 17.03.2011, válida a partir de 17.04.2011. Brasília, 2011.

ALARCÃO, Isabel (org.). Escola Reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed, 2001.

ANASTASIOU, L. das G. C. Construindo a docência na Educação Superior: relação entre saberes pedagógicos e saberes científicos.In: ROSA, D.E. G. & SOUZA, V.C. (orgs.) Didáticas e práticas de ensino: interfaces com diferentes saberes e lugares formativos. Rio de Janeiro, DP&A, 2002.

ANDRÉ, M. et al. Estado da arte da formação de professores no Brasil. Educação & Sociedade, N.68. Campinas: CEDES. Dez, 1999, p.301- 309.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Trad. Luís Antero e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 1977.

BOGDAN, Roberto e BIKLEN, Sari K. Investigação qualitativa em educação. Trad. Maria João Alvarez, Sara B. Santos e Telmo Baptista. Porto: Porto, 1994.

CARROLO, C. Formação e identidade profissional dos professores. In: ESTRELA, M. T. (Org.) Viver e construir a profissão docente. Lisboa: Porto, 1997.

CERVO, Amado Luiz. BERVIAN, P. A. SILVA, Roberto da. Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2007.

ENGUITA, Mariano Fernandes. De la democratización ao professionalismo. Educación y sociedad, n.11, p.23-44, 2001.

FRANCO, Maria Laura. Análise do Conteúdo. 2. ed. Brasília: Líber Livro, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 21.ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Carlos Marcelo. Formação de professores: para uma mudança educativa. Trad. Isabel Narciso. Porto, Portugal: Porto, 1999.

GARCIA, M. M. A; HYPOLITO, A. M.; VIEIRA, J. S. As identidades docentes como fabricação da docência. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.31, n. 1, p. 45-56, mar. 2005.

GAUTHIER, C. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí - RS: UNIJUÃ, 1988.

GUIMARÃES, Valter Soares. Saberes docentes e identidade profissional: A formação de professores na Universidade Federal de Goiás. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

_____. Formação de Professores: saberes, identidade e profissão. Campinas/SP: Papirus, 2004.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2002.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Trad. José Claudino e Júlia Ferreira. São Paulo: Cortez, 2004.

LIBÂNEO, José Carlos. Reflexividade e Formação de Professores: outra oscilação do pensamento pedagógico brasileiro? In: PIMENTA, Selma G. e GHEDIN, Evandro (orgs.). Professor Reflexivo no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002, pp. 53-80.

LÃœDKE, Menga (Coor.) et al. O professor e a pesquisa. 3. ed. Campinas: Papirus, 2004. 112 p.

____________; BOING, Luiz Alberto. Caminhos da profissão e da profissionalidade docente. Revista Educação e Sociedade. Campinas: vol. 25, n.89, set./dez. 2004. p. 1159-1180.

PIMENTA, S. G. . Pesquisa e Formação de Professores: Contextualização Histórica e Epistemológica de um Projeto Integrado. In: Valter Soares Guimarães. (Org.). Formação para o mercado ou para a autonomia? O papel da Universidade. São Paulo: Papirus, 2006. p. 67-89.

_____ (Org.) Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 2000.

PIMENTA, Selma G e ANASTASIOU, Lea. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez, 2002. (Coleção Docência em Formação).

RAMALHO, B.; NUÑEZ, I., y GAUTHIER, C. Formar o professor, profissionalizar o ensino: perspectivas e desafios. Porto Alegre: Sulinas, 2003.

SACRISTÃN, J. G. Poderes instáveis em educação. Tradução. Beatriz Afonso Neves. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999. Original em espanhol.

SZYMANSKI, H. .A Entrevista na Pesquisa em Educação: a prática reflexiva. Brasília: Plano, 2002.

TARDIF, M. Os professores face ao saber: esboço de uma problemática do saber docente. Teoria e Educação, Porto Alegre, n. 4, p. 215-233, 1991.

______. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários. Revista Brasileira de Educação. ANPED, nº 13, 2000, pp. 5-23

_____. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

TARDIF, Maurice e RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem 288 do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, nº 73, p. 209-244, dezembro, 2000.

TEIXEIRA, Geovana F. Melo. Docência: uma construção a partir de múltiplos condicionantes. Boletim Técnico de SENAC: a revista da Educação profissional, Rio de Janeiro, v. 35, n.1, p. 29-37, janeiro/abril 2009.

Data de registro: 30/07/2012

Data de aceite: 19/09/2012

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geovana Ferreira Melo, UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERL

Professora da Faculdade de Educação Universidade Federal de Uberlândia

Arlete Aparecida Bertoldo Miranda, UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERL

Professora de Psicologia da Educação do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Uberlândia.Doutora em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba.

Downloads

Publicado

2013-04-10

Como Citar

MELO, G. F.; MIRANDA, A. A. B.; MALUSÁ, S. A SOCIALIZAÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 26, n. 2012Esp, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/17676. Acesso em: 14 jul. 2024.