TRABALHO, AMOR E RECONHECIMENTO. Jürgen Habermas

Autores

  • Andrea Doróthee Stephan Möllmann Pontifícia Universidade Católica (Porto Alegre, RS, Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v25n49a2011-16

Resumo

O filósofo Axel Honneth completa 60 anos de idade. Uma viagem em pensamentos de Marx a Hegel para Frankfurt: ida e volta. Axel Honneth encontrou com sua obra sociofilosófica um eco profundo. Seus livros, rapidamente traduzidos para o inglês, desencadearam animadas discussões em revistas internacionais. Hoje, já é difícil para ele dar conta dos comentadores interessados e satisfazer a todos os críticos, os quais esperam por réplicas. Na percepção de sua profissão, Honneth se encontra hoje ao lado de filósofos como Martha Nussbaum, Robert Pippin, Avishai Margalit ou Judith Butler. Que seus livros encontrem uma ressonância significativa revela tanto sobre o conteúdo da teoria como sobre o talento literário do autor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Doróthee Stephan Möllmann, Pontifícia Universidade Católica (Porto Alegre, RS, Brasil)

Downloads

Como Citar

Möllmann, A. D. S. (2011). TRABALHO, AMOR E RECONHECIMENTO. Jürgen Habermas. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 25(49), 337–341. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v25n49a2011-16