REFLEXÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS SOBRE O SER E FAZER-SE PROFESSORA NO PIAUÍ NO SÉCULO XX: HISTÓRIA DE VIDA DE NEVINHA SANTOS

Autores

  • Jane Bezerra Souza Universidade Federal de Uberlandia (Uberlândia, MG, Brasil)
  • Geraldo Inácio Filho Universidade Federal de Uberlândia (Uberlândia, MG, Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v25n49a2018-10

Palavras-chave:

História. Memória. Profissão docente.

Resumo

* Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia e Professora do Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Piauí, no Campus Helvídio Nunes de Barros.

** Doutor em Educação e Professor de História e Historiografia da Educação, no curso de Doutorado em Educação da Universidade Federal de Uberlândia.

Reflexões teórico-metológicas sobre o ser e fazer-se professora no piauí no século xx: a história de vida de Nevinha Santos

Resumo: Neste artigo, empreendo um diálogo com autores, procurando mostrar as reflexões teórico-metodológicas abordadas na minha tese de doutorado, intitulada, Ser e fazer-se professora no Piauí no século XX: a história de vida de Nevinha Santos, realizada no programa de pós-gradução em Educação, no curso de Doutorado em Educação, da Universidade Federal de Uberlândia. Considero as teorias como instrumento de análise da história de vida da professora Nevinha Santos, seu fazer-se professora, suas experiências e das demais de sua época. Dessa maneira, mostro os autores, os principais conceitos, por que foram escolhidos e como os percebo. Inicialmente, faço uma revisita nos estudos históricos, concentrando atenção na história nova, referencial teórico de análise escolhido; em seguida, examino as percepções sobre história de vida, história oral, memória e experiência.

Palavras-chave: História. Memória. Profissão docente.

Abstract: In this article, I create a dialogue with authors, trying to show the theoretical and methodological considerations contained in my doctoral thesis, entitled, be and making yourself a teacher in Piauí in the twentieth century: the life story of Nevinha Santos produced for the Post-graduate Program in Education, Doctorate in Education course, University of Uberlândia. I belive theories are analysis tools for the Nevinha Santos, teachers history of becoming a teacher, her experiences and the of others at the same his time. Thus, I show the authors, the main concepts that were chosen and how I realize it. Initially, I look for a historical studies focusing attention on the new history, on the theoretical analysis chosen, then I examine the perceptions about the life history, oral history, memory and experience.

Keywords: History. Memory. Teaching profession.

Referências:

AMADO, Janaína. O Grande Mentiroso: tradição, veracidade e imaginação em História Oral. São Paulo: UNESP, 1995.

ANSART, Pierre. História e Memória dos ressentimentos. In:BRESCIANI, Stella; NAXARA, Márcia.(Orgs.). Memória e (res) sentimento: indagações sobre uma questão sensível. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2001.

BASTOS, Maria Helena Câmara; STEPHANOU, Maria. História, memória e história da Educação. In: BASTOS, Maria Helena Câmara; STEPHANOU, Maria (Orgs.). Histórias e Memórias da Educação no Brasil. v.III - Séc. XX. Petrópolis, Vozes, 2005. p.416-429.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política (Obras escolhidas I). São Paulo: Ed. Brasiliense, 1986.

BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: lembranças de velhos. 3. ed. São Paulo: Companhia das letras, 1994.

BOURDIEU, Pierre. A Ilusão Biográfica. In: FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína. Usos e abusos da História oral. 4. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2001. p.183-191.

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo: UNESP, 1999.

CERTEAU, Michel de. A escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

CHARTIER, Roger. A História Cultural. Rio de Janeiro: Difel, 1990.

CHAUÃ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ãtica, 2001.

ELIAS, Nobert. A Sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.

FONTOURA, Maria Madalena. Fico ou vou-me embora? In: NÓVOA, Antonio (org.). Vidas de professores. Portugal: Porto editora, 1995.

GINSZBURG, Carlo. O queijo e os vermes. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

GOMES, Ângela de Castro. Escrita de si, escrita da história. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

GOODSON, Ivo F. Dar voz ao professor: as histórias de vida dos professores e o seu desenvolvimento profissional. In: NÓVOA, Antonio. (Org.). Vidas de professores. Portugal: Porto editora, 1995.

FONTANA, Roseli A. Cação. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2003.

FERRAROTTI, F. Sobre a autonomia do método biográfico. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (Orgs.). O método autobiográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988.

GATTAZ, André Castanheira. Lapidando a fala bruta: a textualização em história oral. In: BOM MEIHY, José Carlos Sebe. (Org.). (Re) introduzindo a história oral no Brasil. São Paulo: Xamã, 1996.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais ltda., 1990.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Lisboa: Educa, 2002

KANT, Immanuel. A crítica da razão pura. São Paulo: abril, 1989.

LE GOFF, Jaques. História e memória. 5. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

______.A História nova. 5. ed.São Paulo: Martins Fontes, 2005. LEVI, Giovanni. Usos da Biografia. In: FERREIRA, Marieta de Moraes.; AMADO, Janaína. Usos e abusos da História oral. 4. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2001. p.167-182.

LOPES, Eliane Marta Teixeira. Memória e estudos autobiográficos. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (org.). A aventura (auto) biográfica: teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

MEIHY, José Carlos Sebe. Manual de História oral. São Paulo: Loyola, 2002.

MULLER, Maria Lúcia Rodrigues. As construtoras da Nação: professoras primárias na Primeira República. In: CBHE, 1.2000, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: SBHE, 2000. Disponível em <HTTP://www. sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe1/anais/111-maria-lucia-r.pdf>. Acesso em: 16 set.2005.

NORA, Pierre. Entre memória e História: a problemática dos lugares. In: Projeto História. São Paulo: PUC, n.10, p. 7-28, dezembro de 1993.

NÓVOA, A. Prefácio. In: ABRAHÃO, M.H.M. B. (Org.). História e histórias de vida: destacados educadores fazem a história da educação Rio Grandense. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001, p. 7-12.

______. Antonio. Os professores e as histórias de sua vida. In: NÓVOA, Antonio. (Org.) Vidas de professores. Portugal: Porto editora, 1995.

NUNES, Clarice. Memória e História da Educação: entre práticas e representações. In: LEAL, Maria Cristina; PIMENTEL, Marília Araújo Lima.; (Orgs.). História e memória da Escola Nova. São Paulo: Loyola, 2003.

PEREIRA, Lígia Maria Leite. Algumas reflexões sobre histórias de vida, biografias e autobiografias. Revista da associação Brasileira de História oral, São Paulo, v.3, n.3, jun.2000.

PINHEIRO, Ãurea Paz. Notas sobre História, memória e biografia. Teresina: UFPI, 2002.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento e silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, p.3-15, 1989.

RICOER, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas, SP: Unicamp, 2007.

SANTOS, Nevinha. Reminiscências. Jornal Meio Norte, n. 1267, Teresina, PI, 22 jun., 1998a. (Caderno Alternativo).

______. Uma Volta ao Passado. Jornal Meio Norte, n.1398, Teresina, PI, 22 ago,1998b. (Caderno Alternativo).

SOUZA, Elizeu Clementino. A arte de contar e trocar experiências: reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação. Revista Educação em Questão, Natal, v.25, n. 11, p. 22-39, jan./abr. 2006.

THOMPSON, E. P. A miséria da teoria ou um planetário de erros: uma crítica ao pensamento de Althusser. Rio de Janeiro: Zahar S.A, 1981.

VAINFAS, Ronaldo. História das Mentalidades e História Cultural. In: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo. (Org.). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Ed. Campos, 1993.

______. Os protagonistas anônimos da História. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

VIANA, Maria José Motta. Do sótão a vitrine. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1995.

Data de Registro: 14/12/09

Data de Aceite: 09/03/10

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jane Bezerra Souza, Universidade Federal de Uberlandia (Uberlândia, MG, Brasil)

Downloads

Como Citar

SOUZA, J. B.; FILHO, G. I. REFLEXÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS SOBRE O SER E FAZER-SE PROFESSORA NO PIAUÍ NO SÉCULO XX: HISTÓRIA DE VIDA DE NEVINHA SANTOS. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 25, n. 49, p. 241–267, 2011. DOI: 10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v25n49a2018-10. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/13345. Acesso em: 19 jul. 2024.