Programa Escola da Terra em São Paulo: educação continuada de professores do campo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v12n1a2023-67546

Palavras-chave:

Escola da Terra, Educação do campo, Sala Multisseriada, Formação de Professores, Política Educacional

Resumo

O Programa Escola da Terra é uma política pública de educação do campo criado em 2013 durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, coordenado pela Secretaria Continuada de Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) do Ministério da Educação (MEC) em parceria com municípios, estados e universidades públicas federais. É uma das ações do Programa Nacional de Educação do Campo (PRONACAMPO) e visa à qualificação da oferta de educação básica e superior às populações do campo. No estado de São Paulo, a execução do programa Escola da Terra ficou a cargo da Universidade Federal de São Carlos, a partir de 2017, ano que ofertamos a primeira formação para professores das escolas do campo paulistas. Neste texto apresento a experiência da UFSCar com o Escola da Terra, sua organização pedagógica e a concepção pedagógica adotada para a formação dos professores, a Pedagogia Histórico Crítica. Conclui-se que a mobilização coletiva em defesa da educação e da educação do campo, especificamente, é ainda mais necessária para a garantia e manutenção do direito a educação e, para isso, precisamos também de uma teoria pedagógica forte, que se contraponha às teorias hegemônicas que esvaziam a escola de sentido e os professores da autonomia intelectual para desempenhar o seu trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Cristina dos Santos , Universidade Federal de São Carlos - Brasil

Doutora em Educação. Professora Associada. Departamento de Educação. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, São Paulo, Brasil.

Referências

BRASIL (2002) CNE/CEB. Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do campo. Brasília, SECADI.

CIAVATTA, M. A cultura do trabalho e a educação plena negada. Revista Labor, n.5, v.1, p.170-189, 2011. Disponível em: http://www.revistalabor.ufc.br/Artigo/volume5/9_Maria_Ciavatta.pdf. Acesso em: 19 jul. 2021.

COSTA, E. de F. L. B.; SANTOS, M. C. dos. A pedagogia histórico crítica como paradigma educacional e concepção teórico-metodológica para a validação do produto educacional no PROFEPT: reflexões iniciais. In Revista Labor, V 1, N. 24. Disponível em http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/53047. Acesso em: 20 out. 2022.

DUARTE, N. As pedagogias do aprender a aprender e algumas ilusões da assim chamada sociedade do conhecimento. In Revista Brasileira de Educação. Set/Out/Nov/Dez 2001 Nº 18. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/KtKJTDHPd99JqYSGpQfD5pj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 20 jul. 2022.

PNAD. Pesquisa nacional por amostra de domicílios: síntese de indicadores 2015. IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

ROSA, J. M.; BEZERRA, M. C. dos S. A qualidade educacional para o programa escola ativa. Revista Exitus, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 79-94, 2016. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/128. Acesso em: 11 ago. 2022.

ROSA, J. M. O programa Escola Ativa e a gestão participativa em escolas no campo / Júlia Mazinini Rosa. -- São Carlos: UFSCar, 2013. 201 f.

SANTOS, A. de S. dos; CARVALHO, F. S. de. Necessidade de formação versus vontade política: Educação no Campo e Escola da Terra no estado de São Paulo. In SANTOS, Maria Cristina dos; NETO, José Leite dos Santos. Formação de Professores para escolas rurais do estado de São Paulo: o ensino em salas multisseriadas. São Carlos: Pedro & João Editores, 2021. 321 p.

SANTOS, M. C. dos; NETO J. L. dos S. [Orgs.]. Formação de professores para escolas rurais no estado de São Paulo: o ensino em salas multisseriadas. São Carlos: Pedro & João Editores, 2021. 321p.

SANTOS, M. C. dos; NETO J. L. dos S. [Orgs.]. Escolas multisseriadas rurais paulistas: organização do ensino e trabalho educativo. In SANTOS, Maria Cristina dos; NETO José Leite dos Santos [Orgs.]. Formação de professores para escolas rurais no estado de São Paulo: o ensino em salas multisseriadas. São Carlos: Pedro & João Editores, 2021. Pp. 45 a 66.

SAVIANI, D. Contextualização histórica e teórica da pedagogia histórico crítica. In: D. SAVIANI, Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações, 8.ed. Campinas: Autores Associados, 2003. p. 111-125.

SAVIANI, D. Educação socialista, Pedagogia Histórico-Crítica e os desafios da sociedade de classes. In LOMBARDI, José Claudinei e SAVIANI, Dermeval (orgs.) Marxismo e Educação debates contemporâneos. Campinas, SP: Autores Associados, 2005. Pp. 223-274.

STEFANINI, D. M. O programa escola ativa no estado de São Paulo: Implantação de uma política pública para escolas multisseriadas do campo. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 6, n. 3, p. 12–23, 2012. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/4997. Acesso em: 11 ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v6i3.4997.

TURINI, M. H.; SANTOS, M. C. dos. A organização do trabalho pedagógico como prática transformadora na educação básica. EDUCA – Revista Multidisciplinar em Educação, Porto Velho, v. 09, p. 1-28, Jan., 2022. Disponível em: https://periodicos.unir.br/index.php/EDUCA/article/view/6537. Acesso em 10 ago. 2022.

Downloads

Publicado

2022-12-02

Como Citar

SANTOS , M. C. dos. Programa Escola da Terra em São Paulo: educação continuada de professores do campo. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 273–284, 2022. DOI: 10.14393/REPOD-v12n1a2023-67546. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/67546. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - POLÍTICA PÚBLICA EM CONTEXTO PANDÊMICO EM ESCOLAS RURAIS: O PROGRAMA ESCOLA DA TERRA COMO AFIRMAÇÃO DO DIREITO À EDUCAÇÃO