Crises do Capitalismo Global e as Políticas Públicas de Educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n3a2022-66300

Palavras-chave:

Crises do Capitalismo Global, Políticas Públicas, Educação

Resumo

O Capitalismo pós década de 70 vive movimentos cada vez mais constantes de crises, ou mesmo crises permanentes, que têm provocado efeitos progressivamente mais agudizados, e de intensificação das desigualdades que afetam todas as esferas da vida no nosso planeta. É nesse movimento que acompanhamos o surgimento do neoliberalismo que contextualiza transformações que tiveram como epicentro inicial, segundo Harvey (2014), as mudanças na China, orquestrada por Deng Xiaoping, em 1978; o início da condução do Banco Central dos Estados Unidos (FED), em 1979, por Paul Volcker; a eleição de Margaret Thatcher, em 1979, como primeira-ministra da Grã-Bretanha; e a eleição de Ronald Reagan, em 1980, como presidente dos Estados Unidos. Para Harvey (2014, p.12), esse conjunto inicial levou à propagação da teoria das práticas político-econômicas que se propagaram pelo mundo e que tem como base que “o bem-estar humano pode ser mais bem promovido liberando-se as liberdades e capacidades empreendedoras individuais no âmbito de uma estrutura institucional caracterizada por sólidos direitos à propriedade privada, livres mercados e livre comércio”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

DARDOT, P.; LAVAL, C. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. Trad. Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2016.

HARVEY, D. O neoliberalismo: história e implicações. Tradução: Adail Sobral; Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

HAYEK, F. O caminho da servidão. Traduzido por Anna Maria Capovilla, José Ítalo Stelle e Liane de Morais Ribeiro. São Paulo, Instituto Ludwig von Mises Brasil. 6 ed., 2010.

HÖFLING. E.M. Estado e Políticas (Públicas) Sociais. Cadernos Cedes. Ano XXI, nº 55, novembro/2001, 30-41.

LAVAL, C. Estado neoliberal e retrocessos democráticos nas políticas públicas de educação. [Entrevista cedida a] Maria Vieira da Silva. Revista Educação e Políticas em Debate, Uberlândia, v. 11, n. 2, p. 522-529, maio/ago. 2022. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/65383 . Acesso em: 25 abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n2a2022-65383.

LAVAL, C. O ataque estratégico do neoliberalismo à educação. Blog da Boitempo. São Paulo, 30 set. 2019. Disponível em: https://blogdaboitempo.com.br/2019/09/30/o-ataque-estrategico-do-neoliberalismo-a-educacao/. Acesso em: 01 jul. 2002.

MAUES, O. C. A Agenda Global da Educação no contexto da Covid-19. Revista Linhas. Florianópolis, v. 22, n. 49, p. 187-216, maio/ago. 2021. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/20679/13148. Acesso em 06 nov. 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1984723822492021187.

PUELLO-SOCARRÁS, J. F. Nueva Gramática del Neo-liberalismo.

Itinerarios teóricos, trayectorias intelectuales, claves ideológicas. Bogotá:

Universidad Nacional de Colombia, Facultad de Derecho, Ciencias

Políticas y Sociales, 2008. Disponível em: http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/Argentina/fisyp/20120504070044/Nu_gram_neo.pdf. Acesso em: 27 jun. 2022.

SOUZA, R. A. Formação de professores/coordenadores pedagógicos a partir do Programa Nacional Escola de Gestores: a experiência no Tocantins. 2016. xv, 270 f., il. Tese (Doutorado em Educação) —Universidade de Brasília, Brasília, 2016. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/22653. Acesso em: 28 jun. 2022.

Downloads

Publicado

2022-07-13

Como Citar

Souza, R. A., Richter, L. M., Souza, V. A. de, & Silva, M. V. (2022). Crises do Capitalismo Global e as Políticas Públicas de Educação . Revista Educação E Políticas Em Debate, 11(3), 854–861. https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n3a2022-66300

Edição

Seção

EDITORIAL