A construção do currículo escolar ao horizonte da democracia e da justiça curricular

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n2a2022-63827

Palavras-chave:

Experimentalismo democrático em educação, Democracia de alta intensidade, Justiça curricular

Resumo

Na contracorrente da imposição globalizada de currículos oficiais, este artigo visa apresentar o processo de construção coletiva do currículo do município de Várzea Paulista-SP (2005-2012). Os dados coletados a partir de documentos e entrevistas com os profissionais da educação foram organizados conforme a análise de conteúdo (Bardin, 2016). O recorte analítico incidiu sobre o processo de democratização entre os envolvidos, alicerçado na concepção de democracia de alta intensidade (Santos, 2016) e sobre justiça curricular (Ponce, 2018; Ponce; Araújo, 2019). Concluiu-se que a construção curricular sustentada por um programa de formação profissional que reconheceu e valorizou os saberes em presença, fortaleceu a participação dos sujeitos e constituiu-se num experimentalismo democrático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Wesley B. Araújo, Prefeitura Municipal de Várzea Paulista - Brasil

Doutor em Educação: Currículo - PUC-SP. Diretor de escola na Prefeitura Municipal de Várzea Paulista/ Membro pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisas em Justiça Curricular (GEPEJUC) da PUC-SP. Jundiaí-SP, Brasil.

Referências

ARAÚJO, W.B. Possibilidades democráticas em educação: a experiência de gestão educacional em Várzea Paulista-SP (2005-2012). 2020. 314 f. (Doutorado em Educação/Currículo). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2020.

AVRITZER, L. Teoria democrática e deliberação pública. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, São Paulo, n.50, p. 25-46, 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-64452000000200003. Acesso em: 10 de março de 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-64452000000200003.

AZEVEDO, J. Democratização do Ensino. Cadernos Construir o Aprender, Jaboticabal, n. 3,4,5 especial, p. 47-50, ago./dez. 2010, abr. 2011.

AZEVEDO, J.; DIAS, R. Desafios e dilemas da formação para educadores: o Programa Construir o Aprender em Várzea Paulista. Cadernos Construir o Aprender, Rio Claro, ano I, n.1, p. 7-11, dez. 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições, 2016.

BRASIL. Lei Nº 11.274, de 6 de fevereiro de 2006. Altera a redação dos arts. 29, 30, 32 e 87 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, dispondo sobre a duração de 9 (nove) anos para o ensino fundamental, com matrícula obrigatória a partir dos 6 (seis) anos de idade. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, [2006b]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11274.htm. Acesso em: 17 fev. 2020.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 57. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

MALDONADO, C. Uma nova gestão pública para um novo modelo de gestão do Estado. In:

PEREIRA, E. T. (org.). Cidadania na Cidade. Holambra, SP: Editora Setembro, 2013. p. 31-72.

MORAES, C. X. Construção curricular democrática: diálogos e confrontos entre formação continuada e a prática pedagógica. In: VÁRZEA PAULISTA. (org.). Em busca do inédito viável: experiências na formação continuada em Várzea Paulista (SP). [S. l.: s. n.], 2013. p. 120-133.

PEREIRA, E. T. Educação política: uma experiência com o orçamento participativo. Campinas, SP: Alínea, 2008.

PEREIRA, M. A.; CARVALHO, E. Boaventura de Sousa Santos: por uma nova gramática do político e do social. Revista Lua Nova, São Paulo, 73, p. 45-58, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ln/a/bXMbXnjH8wWkvZ54Cn8Tb4h/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 10 mar. 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-64452008000100002.

PONCE, B. J. O Currículo e seus desafios na escola pública brasileira: em busca da justiça curricular. Currículo sem Fronteiras, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 785-800, set./dez. 2018. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol18iss3articles/ponce.pdf. Acesso em: 20 mar. 2021.

PONCE, B. J.; ARAÚJO, W. A justiça curricular em tempos de implementação da BNCC e de desprezo pelo PNE (2014-2024). Revista e-Curriculum, São Paulo, v.17, n.3, p. 1045-1074, jul./set. 2019. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/44998/30034. Acesso em: 20 mar. 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.23925/1809-3876.2019v17i3p1045-1074

SANTOS, B. S. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007.

SANTOS, B. S. Para um novo senso-comum: a ciência, o direito e a política de transição paradigmática. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

SANTOS, B. S. A difícil democracia: reinventar as esquerdas. São Paulo: Boitempo, 2016.

SILVA, C. M.; AZEVEDO, J.; ORTIZ, S. C. Relato de uma experiência de gestão de programa de formação de docentes em processo. In: VÁRZEA PAULISTA. (org.). Em busca do inédito viável: experiências na formação continuada em Várzea Paulista (SP). [S. l.: s. n.], 2013. p. 12-30.

TORRES SANTOMÉ, J. Currículo escolar e justiça social: o cavalo de Tróia da educação. Porto Alegre: Penso, 2013.

VÁRZEA PAULISTA. Lei complementar Nº 181, de 29 de outubro de 2007. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos integrantes dos quadros de pessoal dos órgãos dos Poderes Executivo e Legislativo, das Autarquias e das Fundações Públicas, do município de Várzea Paulista, e dá outras providências. Várzea Paulista: Prefeitura Municipal de Várzea Paulista, [2007]. Disponível em: https://transparencia5.varzeapaulista.sp.gov.br/include/legislacao/pdf/lc_213_253.pdf. Acesso em: 20 out. 2020.

VÁRZEA PAULISTA. Proposta curricular do município de Várzea Paulista (SP): em busca do inédito viável. Várzea Paulista: SMECEL, 2012.

Downloads

Publicado

2022-04-12

Como Citar

Araújo, W. B. (2022). A construção do currículo escolar ao horizonte da democracia e da justiça curricular. Revista Educação E Políticas Em Debate, 11(2), 612–631. https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n2a2022-63827

Edição

Seção

DOSSIÊ - ESTADO NEOLIBERAL E RETROCESSOS DEMOCRÁTICOS NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO