Avaliação Institucional Participativa como instrumento de autonomia no fortalecimento da gestão democrática escolar / Participatory Institutional Evaluation as an instrument of autonomy in strengthening school democratic management

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n2a2020-55039

Palavras-chave:

Avaliação Institucional Participativa, Autonomia, Gestão Democrática

Resumo

Este artigo é fruto de uma pesquisa em escola pública e traz a Avaliação Institucional Participativa como objeto de estudo, buscando investigar os mecanismos dessa com base no viés participativo e sua relação com a autonomia no fortalecimento da Gestão Democrática. Através da pesquisa qualitativa, foram utilizados como métodos de coleta a observação, entrevistas, questionário e análise documental, tendo como referencial teórico autores como Sobrinho (2012), Afonso (2009), Freitas (2014) e Brandalise (2010). Verificou-se que a Avaliação Institucional Participativa se configura como um mecanismo de participação, enquanto exercício de autonomia na melhoria da qualidade almejada pelos atores escolares, fortalecendo a Gestão Democrática na medida em que contribui para a emancipação dos sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Leandra Cristine Pianco da Silva, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE - Pernambuco - Brasil

Especialista em Gestão Educacional e Coordenação Pedagógica e pesquisadora do Grupo de Estudos de História Sócio Cultural da América Latina da Universidade de Pernambuco, GEHSCAL-UPE.

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Nem tudo o que conta em Educação é mensurável ou comparável. Crítica à accountability baseada em testes estandardizados e rankings escolares. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 13, n. 13, Julho de 2009. ISSN 1646-401X. Disponível em: https://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/545. Acesso em: 17/08/2019.

AFONSO, Almerindo Janela. Avaliação Educacional: regulação e emancipação: para uma sociologia das políticas avaliativas contemporâneas. 4ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

AZEVEDO, José Clovis de. Mercantilização versus cidadania: dilemas para uma gestão democrática com qualidade social. In: LEITE, Denise (org). Avaliação Participativa e qualidade: os atores locais em foco. Porto Alegre: Editora Universitária Metodista IPA, 2009.

AZEVEDO, Janete M. Lins de; FARIAS, Maria Salete Barbosa de. Democratização da gestão da educação: avanços e perspectivas. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 12, n. 24, p. 495-509, nov./dez. 2018. Disponível em: <https://www.esforce.org.br>. Acesso em: 17/08/2019.

AZEVEDO, Janete M. A Educação como Política Pública. 3 ed. Campinas, São Paulo. Autores Associados, 2004.

BOBBIO, Norberto. Estado, Governo, Sociedade. Fragmentos de um Dicionário Político. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2017.

BOBBIO, Norberto. O Futuro da Democracia: uma defesa das regras do jogo. 15ª ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Editora Paz e Terra, 2018.

BRANDALISE, M. Â. T. Avaliação institucional da escola: conceitos, contextos e práticas. Olhar de Professor, Ponta Grossa, PR, v. 13, n. 2, p. 315-330, 2010.

CAVALCANTI, A. C. D. Políticas Públicas: Controle e Qualidade. In: FALCÃO, Pedro Henrique de Barros e SCHURSTER, Karl. (Org.). Educação, Política e outras Histórias. 1 ed. Recife: EDUPE, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa, 56ª ed. Rio de Janeiro/ São Paulo, Paz e Terra, 2018.

FREITAS, L.C. de. Os empresários e a política educacional: como o proclamado direito à educação de qualidade é negado na prática pelos reformadores empresariais. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 6, n. 1, p. 48-59, jun. 2014. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/12594. Acesso em: 15/08/2019.

FREITAS, L.C. Qualidade negociada: avaliação e contra-regulação na escola pública. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 911-933, out. 2005. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v26n92/v26n92a10.pdf . Acesso em: 17/08/2019.

FREITAS, L.C. A importância da avaliação: em defesa de uma responsabilização participativa. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 96, p. 127-139, maio/ago. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.29i96.%25p. Acesso em: 16/08/19.

FREITAS, L.C. Qualidade negociada: avaliação e contra-regulação na escola pública. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 911-933, out. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v26n92/v26n92a10.pdf. Acesso em: 16/08/19.

GADOTTI, Moacir. Escola Cidadã. São Paulo: Cortez, 2008.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Editora Alternativa, 2001.

LIBÂNEO, J. C. Políticas educacionais no Brasil: desfiguramento da escola e do conhecimento escolar. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 46, n. 159, p. 38-62, 2016.

LIMA, Licínio C. A avaliação institucional como instrumento de racionalização e o retorno à escola como organização formal. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. spe, p. 1339-1352, dez. 2015

LUCK, Heloísa. Perspectivas da Avaliação Institucional da escola. Petrópolis: Vozes, 2012.

LUCK, Heloísa. Gestão Educacional: uma questão paradigmática. Petrópolis: Vozes, 2015.

MINAYO, Maria Cecilia de S. (org) Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 21 ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

MELCHIOR, M. C. Avaliação Institucional da escola básica. Porto Alegre: Premier, 2004.

RODRIGUES, Luiz Alberto Ribeiro. Gestão Educacional em Pernambuco e os impactos na organização pedagógica. Revista CAMINE: Caminhos da Educação, Franca, v.10, n.2, 2018.

SAVIANI, Dermeval. Educação: Do Senso Comum a Consciência Filosófica; Coleção Educação Contemporânea 19ª Ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SOBRINHO, J. D. Avaliação Institucional: teoria e prática. São Paulo: Cortez, 2003.

SOBRINHO, J. D. Avaliação Institucional: Marcos teóricos e políticos. Avaliação-Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 1, n.1, 28 de junho de 2012. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/722. Acesso em 15/08/2019.

Downloads

Publicado

2020-07-12

Como Citar

SILVA, L. C. P. da. Avaliação Institucional Participativa como instrumento de autonomia no fortalecimento da gestão democrática escolar / Participatory Institutional Evaluation as an instrument of autonomy in strengthening school democratic management. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 455–471, 2020. DOI: 10.14393/REPOD-v9n2a2020-55039. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/55039. Acesso em: 25 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Políticas de avaliação externa e a questão da qualidade da educação no