Formação docente no contexto da política de avaliação externa: narrativas de professores do 2º ano do ensino fundamental / Teaching training in the context of the external evaluation policy: narratives of teachers of the 2nd year of elementary school

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n2a2020-54921

Palavras-chave:

Avaliação Externa, Formação Docente, Professor do 2º ano

Resumo

As exigências que recaem sobre os professores se ampliaram nas últimas décadas, principalmente, em função das avaliações externas. Este estudo tem por objetivo compreender como a formação no PAIC reverbera na prática de professores do 2º ano do ensino fundamental. Os pressupostos da Psicologia Histórico-Cultural orientam a investigação, de natureza qualitativa, com suporte no método (auto) biográfico, a partir das narrativas de professores. Os investigados reconhecem as contribuições da formação em suas práticas docentes, principalmente, por possibilitar um direcionamento de suas ações, embora esta se caracterize por orientações prescritivas. Garantir uma formação que favoreça a autonomia, a reflexão e que considere o contexto, permanece como desafio para programas de formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Genira Fonseca de Oliveira Oliveira, Rede Pública Estadual do Ceará/ Universidade Estadual do Ceará - UEC - Brasil

Professora da Rede Pública Estadual do Ceará. Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Educação, Cultura Escolar e Sociedade (EDUCAS/UECE).

Giovana Maria Belém Falcão Falcão, Universidade Estadual do Ceará - UEC - Ceará - Brasil

Professora Assistente da Universidade Estadual do Ceará e Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará. Doutora em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. Pesquisadora do grupo de pesquisa Educação, Cultura Escolar e Sociedade (EDUCAS/UECE).

Eunice Andrade de Oliveira Menezes Menezes, Universidade Federal do Cariri - Ceará - Brasil

Professora da Universidade Federal do Cariri. Doutora em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. Líder do Grupo de Pesquisa em Educação, Ciências e Mídias Digitais (EDUCMÍDIA).

Referências

AGUIAR, W. M. J. A pesquisa junto a professores: fundamentos teóricos e metodológicos. In:______ (Org.). Sentidos e significados do professor na perspectiva histórico-cultural. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2006.

BOGDAN, R. C.; BIKLENB, S. K. Investigação Qualitativa em Educação. Porto: Porto Editora, 1994.

CARVALHO, M. V. C. MARQUES, E. S. A. Categorias da psicologia sócio-histórica que explicam a constituição do humano. In: MARQUES, E. S. A; ARAÚJO, F. A. M; CARVALHO, M. V. C. (Orgs.). Produzindo dados sobre subjetividades na educação: aspectos teórico-metodológicos da pesquisa. Teresina: EDUFPI, 2015. (p.13-19).

CEARÁ, Assembleia Legislativa do Estado. Relatório Final do Comitê Cearense para a Eliminação do Analfabetismo Escolar: Educação de qualidade começando pelo começo, 2006.

CEARÁ, Secretaria da Educação do. Regime de colaboração para a garantia do direito à aprendizagem: o Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC) no Ceará. Fortaleza: SEDUC, 2012.

CEARÁ, Secretaria da Educação do. SPAECE 2017 - Boletim do Professor – Língua Portuguesa – Ensino Fundamental. Juiz de Fora, MG: Universidade Federal de Juiz de Fora, Faculdade de Educação – CAEd, 2017.

CONTRERAS DOMINGO, J. Autonomia dos professores. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2012.

CRESWELL, John. Educational Research: planning, conduction anda evaluating quantitative and qualitative research. (Pesquisa Educacional: planejamento, condução e avaliação de dados quantitativos e pesquisa qualitativa.) 4 ed. Boston: 2012.

FALCÃO, G. M. B.; FARIAS, I. M. S. Formação de professores e o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID): apontamentos sobre avanços e contradições de um programa. SÉRIE-ESTUDOS – Periódico do PPGE da UCDB, Campo Grande, v. 22, n. 44, p. 161-179, jan./abr. 2017. Disponível em: <http://www.serie-estudos.ucdb.br/index.php/serie-estudos/article/view/916>. Acesso em: 10 abr. 2020. DOI: https://doi.org/10.20435/serie-estudos.v22i44.916.

FORMOSINHO, J. (Coord.). Formação de Professores: Aprendizagem profissional e acção docente. Porto: Porto, 2009.

FRANCO, M. A. S. Práticas pedagógicas de acolhimento e inclusão: a perspectiva da pedagogia crítica. Revista online de Política e Gestão Educacional, 21 (02), 2017, 964-978. Disponível em: https://dx.doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10370.

FRANCO, M. A. S. Formação Continuada de/para/com docentes: para quê? Para quem. In: FORTUNATO, Ivan. Formação permanente de professores: experiências iberoamericanas / Francisco Imbernon; Alexandre Shigunov Neto; Ivan Fortunato; (org.). São Paulo: Edições Hipótese, 2019.

GARCIA, C. M. Formação de Professores para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GATTI, B. A. Formação de Professores no Brasil: Características e Problemas. Educação & Sociedade, v.31, n.113, p.1355-1379, out-dez. 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/s0101-73302010000400016 .

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

JOSSO, M. C. Da formação do sujeito... ao sujeito da formação. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (orgs). O método (auto) biográfico e a formação. Lisboa: Pentaedro; Centro de Formação e Aperfeiçoamento Profissional, 1988.

LEITINHO, M. C.; DIAS, A. M. I. Formação Pedagógica institucionalizada para o docente na/da educação superior: tempos de contradições. Poiésis, Tubarão, v. 9, n. 16, p. 418-437, jul./dez. 2015. Disponível em: <http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Poiesis/index>. Acesso em: 10 mai. 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v9e162015418-437.

MASSABNI, V. G. Os conflitos de licenciados e o desenvolvimento profissional docente. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 4, p. 793-808, dez. 2011. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/ep/article/view/28302>. Acesso em: 5 maio 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022011000400008.

MENEZES, E. A. O.; NÓBREGA-THERRIEN, S. M.; THERRIEN, J. A reflexividade como busca de sentidos e significados: contribuição na formação dos saberes docentes. Revista Educação em Foco, Belo Horizonte- MG, v. 18, n 25, p. 171-199, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.24934/eef.v18i25.587.

MENEZES, E. A. et al.. Formação e desenvolvimento profissional de professores: elementos norteadores da ação na perspectiva crítico-reflexiva. Cadernos de Aplicação, Porto Alegre, v. 27/28, p. 87-97, jan./dez. 2015. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/CadernosdoAplicacao/article/view/63951/0>. Acesso em: 5 maio 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.63951.

MIZUKAMI, M. G. N.; REALI, A. M. M. R. (Orgs.). Teorização de práticas pedagógicas: escola, universidade, pesquisa. São Carlos: UFSCar, 2009.

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência e Educação, Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-73132003000200004&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 3 jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-73132003000200004.

NÓVOA, A. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista Educación, Madrid, n.350, p. 203-218, set./dez. 2009.

PASSEGGI, M. C. Narrar é humano! Autobiografar é um processo civilizatório. (Org.). In: PASSEGGI, M. C.; SILVA, V. B. Invenções de vidas, compreensão de itinerários e alternativas de formação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. v. 1000. 227p.

POLAK, Y. N. S. et al. Dialogando sobre a Metodologia Científica. Fortaleza: UFC, 2011.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2013.

SPAECE. O Sistema. Disponível em: <http://www.spaece.caedufjf.net/>. Acesso em: 16 de abril de 2019.

SORDI, M. R. L.; LUDKE, M. Da avaliação da aprendizagem à avaliação institucional: aprendizagens necessárias. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 14, n. 2, p. 313-336, jul. 2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-40772009000200005.

SOUZA. E. C. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador: UNEB, 2006.

VIGOTSKI, L. A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed. São Paulo: WFM Martins Fontes, 2009.

Downloads

Publicado

2020-07-11

Como Citar

Oliveira, G. F. de O., Falcão, G. M. B. F., & Menezes, E. A. de O. M. (2020). Formação docente no contexto da política de avaliação externa: narrativas de professores do 2º ano do ensino fundamental / Teaching training in the context of the external evaluation policy: narratives of teachers of the 2nd year of elementary school. Revista Educação E Políticas Em Debate, 9(2), 390–405. https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n2a2020-54921

Edição

Seção

Dossiê: Políticas de avaliação externa e a questão da qualidade da educação no