‘Tudo o que é sólido se desmancha no ar’: os Parâmetros Curriculares Nacionais, suas contribuições e suas inconsistências às práticas de ensino de história

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n3a2018-08

Palavras-chave:

Parâmetros Curriculares Nacionais, Ensino de História, Currículo

Resumo

Nossa proposta consiste em apresentar as principais diretrizes pedagógicas dos Parâmetros Curriculares Nacionais para o ensino fundamental e médio, tendo em vista sua estrutura organizacional. Destacamos, particularmente, os limites e possibilidades de tal documento para a renovação do ensino de História com a finalidade não só de contribuir para o aprofundamento teórico-metodológico das práticas de ensino na educação básica, mas também fomentar políticas públicas endereçadas à constituição de propostas curriculares municipais ou estaduais, sem desconsiderar esforços anteriores.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Petrúcio de Farias Junior, Universidade Federal do Piauí - UFPI - Piauí - Brasil

Professor Adjunto I da Universidade Federal do Piauí. Doutor em História e Pós-Doutor em Educação
Coordenador Financeiro DINTER/UFU/UFPI. Coordenador dos Grupos de Pesquisas: Laboratório de
História Antiga e Medieval História e Culturas Religiosas.

Referências

ARAÚJO, U. F; LODI, L. H. Ética, cidadania e educação. In: Ética e cidadania: construindo valores na escola e na sociedade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

BARBOSA, V. Ensino de História local: redescobrindo sentidos. Saeculum – Revista de História,João Pessoa, PB, n.15, p. 57-85, 2006.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: História. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio PCN+ Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais-Ciências Humanas e suas Tecnologias. Brasília/D.F: MEC –Secretaria de Educação Média e Tecnológica (SEMTEC), 2002.

BRASIL. MEC. Guia de livros didáticos: PNLD 2011: História. Brasília, 2010.

CANEN, A. Educação multicultural,identidade nacional e pluralidade cultural: tensões e implicações curriculares. Cadernos de Pesquisa, n. 111, 2000.

CERRI, L. F. Saberes históricos diante da avaliação do ensino: notas sobre os conteúdos de história nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio ENEM. Revista Brasileira de História, n.48, v. 24, 2005, p.213-231.

DOLZ, J. & OLLGNIER, E. O enigma da competência em educação. Porto Alegre: Artmed, 2004.

FERRARO JR, L. A. (Org.) Encontros e caminhos: formação de educadores ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, Diretoria de Educação Ambiental, 2005.

FONSECA, S. G. & SILVA, M. A. Ensino de História hoje: errâncias, conquistas e perdas. Revista Brasileira de história. SP, v. 31, n. 60, p.13-33, 2010.

LE GOFF, J. História e memória. Trad. Irene Ferreira, Bernardo Leitão e Suzana Ferreira Borges. 5ª. ed. Campinas: Editora UNICAMP, 2006.

MAGALHÃES, M. S. Apontamentos para pensar o ensino de História hoje: reformas curriculares, ensino médio e formação do professor. Tempo, v.11, n. 21,2007.

PERRENOUD, P. Construir competências desde a escola. Porto Alegre: ArtMed, 1999.

SÃO PAULO. Proposta Curricular do Estado de São Paulo: história. São Paulo, Secretaria Estadual de Educação. 2008.

SEIXAS, J. A. Os campos (in)elásticos da memória: reflexões sobre a memória histórica. In: SEIXAS, J. A.; BRESCIANI,M. S. & BREPOHL, M. (orgs.) Razão e paixão na política. Brasília: Ed. UNB, 2002, p. 59-77.

SILVA, V. R. Concepções de História e de ensino em manuais para o ensino médio brasileiros, argentinos e mexicanos. Tese (Doutorado em História) – FFLCH/USP, 2006.

Downloads

Publicado

2018-12-21

Como Citar

Farias Junior, J. P. de. (2018). ‘Tudo o que é sólido se desmancha no ar’: os Parâmetros Curriculares Nacionais, suas contribuições e suas inconsistências às práticas de ensino de história. Revista Educação E Políticas Em Debate, 7(3), 448–469. https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n3a2018-08

Edição

Seção

Dossiê: Formação inicial e continuada de profissionais da educação: vieses políticos necessários