Educação do campo: o entrelaçar de saberes no ensino de Ciências e de Matemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n1a2018-08

Palavras-chave:

Educação do Campo, Ensino de Ciências e de Matemática, Agroecologia

Resumo

O trabalho em tela, de caráter qualitativo, insere-se no âmbito da educação do campo e foi desenvolvido no assentamento Santo Inácio Ranchinho, localizado no município de Campo Florido - MG. Teve como objetivo conhecer as concepções dos sujeitos do campo sobre educação, ensino e escola. Trata-se de uma pesquisa de campo durante a qual foram realizadas visitas ao assentamento, bem como duas entrevistas semiestruturadas com moradores. Como produto gerado a partir do mapeamento inicial, é proposta uma intervenção no processo de ensino-aprendizagem por meio da construção de uma horta agroecológica. Os dados revelaram uma luta destes sujeitos por uma educação no campo que reconheça e valorize sua cultura e seus saberes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Patrícia Ferreira dos Santos, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM - Minas Gerais - Brasil

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (PPGE/UFTM)

Diego dos Santos Leon, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM - Minas Gerais - Brasil

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (PPGE/UFTM)

Danilo Seithi Kato, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM - Minas Gerais - Brasil

Doutor em Educação Escolar (UNESP). Professor do Departamento de Educação em Ciências da Natureza, Matemática e Tecnologias (DECMT), no Curso de Licenciatura em Educação do Campo.

Daniel Fernando Bovolenta Ovigli, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM - Minas Gerais - Brasil

Doutor em Educação para a Ciência (UNESP/Bauru). Professor do Departamento de Educação em Ciências da Natureza, Matemática e Tecnologias (DECMT), vinculado ao Instituto de Ciências Exatas, Naturais e Educação (ICENE).

Referências

ASSIS, R. L. (2005). Agroecologia: visão histórica e perspectivas no Brasil. In: AQUINO, A. M.; ASSIS, R. L (Orgs.). Agroecologia: princípios e técnicas para uma agricultura orgânica sustentável. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica. p.173-184.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Editora Hucitec, 2006.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm> Acesso em: 02 ago. 2016.

BRASIL. Educação do Campo: diferenças mudando paradigmas. Brasília: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secadi/MEC), 2007.

CALDART, R. S. Sobre educação do campo. In: SANTOS, C. A. (Org.). Por uma educação do campo: campo-políticas públicas-educação. Brasília: INCRA/MDA, 2008. p. 67-86.

BRASIL. Por uma educação do campo: traços de uma identidade em construção. In: Por uma educação do campo: identidade e políticas públicas. Caderno 4. Brasília: Articulação Nacional Por Uma Educação do Campo, 2002, p. 25-36.

BRASIL. Educação Do Campo: notas para uma análise de percurso. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v.7, n.1, p.35-64, mar./jun. 2009.

FREIRE, P. Educação como Prática da Liberdade. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1967.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Editora Cortez & Moraes, 1979.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 11. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1994.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Editora LTC, 2008.

JESUS, E. L. Diferentes abordagens de Agricultura Não-Convencional: História e Filosofia. In: AQUINO, A. M.; ASSIS, R. L. (Orgs.). Agroecologia: princípios e técnicas para uma agricultura orgânica sustentável. Brasília Embrapa Informação Tecnológica, 2005. p.21-48.

LIMA, A. J. P.; CARMO, M. S. Agricultura Sustentável e a Conversão Agroecológica. Revista Desenvolvimento em Questão, Unijui, v.4, n.7, p. 47-72, jan./jun. 2006.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de Pesquisa. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

MUNARIM, A. Elementos para uma educação no Campo. In: MOLINA, M. C.(Org.). Educação do Campo e pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006. p. 5-26.

NASCIMENTO, C. G. Educação do Campo e Políticas Públicas para Além do Capital: hegemonias em disputas. 2009. 301 f.Tese (doutorado em educação). Universidade de Brasília, Brasília: 2009.

PINTO, S. D, et al. A formação de professores para a agroecologia e a experiência do curso de Licenciatura em Educação do campo da UFRRJ. Cadernos de Agroecologia, Recife, v.11, n.01, [s/p], jun.2016.

ROCHA, A. L. C.,ECKERT, C. Etnografia: saberes e práticas. Revista Iluminuras, [s/d],v.9, n. 21, [s/p.], 2008.

SASSI, J. S. Educação do campo e ensino de ciências: a horta escolar interligando saberes. 2014. 159 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande: 2014.

SILVA, L. H.,MIRANDA, É. L. Educação do campo e agroecologia: diálogos em construção. In: Reunião Nacional da ANPED, 37, 2015, Florianópolis, Anais...Florianópolis:[s/n], 2015.

TRIVIÑOS, A.S. Introdução à Pesquisa em Ciências Naturais: a pesquisa quantitativa na Educação. São Paulo: Atlas, 1987.

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

Santos, P. F. dos, Leon, D. dos S., Kato, D. S., & Ovigli, D. F. B. (2018). Educação do campo: o entrelaçar de saberes no ensino de Ciências e de Matemática. Revista Educação E Políticas Em Debate, 7(1), 95–112. https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n1a2018-08

Edição

Seção

Dossiê: Políticas de Educação do Campo