Políticas educacionais para a Educação do Campo: uma análise histórica

Autores

  • Klívia de Cássia Silva Nunes Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Luiz Bezerra Neto Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v6n2a2017-09

Palavras-chave:

Educação do Campo, Políticas Educacionais, Contexto histórico

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar discussões concernentes às políticas educacionais para o campo, em seu movimento histórico. O ponto de partida é compreender o significado político e educacional do termo "Educação do Campo", analisado segundo a perspectiva dos argumentos dos defensores do movimento "Por uma Educação do Campo", que se posicionam em defesa de uma educação específica com base em um projeto socialista. Desse modo, como forma de elucidar a política pensada para a educação do campo, apresenta-se uma análise do contexto histórico dos governos a partir de 1990, que se materializa na luta pela reforma agrária e por uma educação específica para o campo que considere a história e os saberes dos camponeses. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Klívia de Cássia Silva Nunes, Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Brasil. Professora Adjunta da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Brasil.

Luiz Bezerra Neto, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor adjunto da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Referências

AZEVEDO, Janete Maria Lins de. A educação como política pública. Campinas: Autores Associados, 1997.

BARBOSA, Nelson. 10 anos de política econômica. In: SADER, Emir (Org.). 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: FLACSO Brasil, 2013.

BEZERRA NETO, Luiz. Educação do Campo ou Educação no Campo? Revista HISTEDBR (On-line), Campinas, n. 38, jun. 2010. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/ revista/edicoes/38/art12_38.pdf. Acesso em: 03 fev. 2017.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto Nº 7.352, de 4 de novembro de 2010. Dispõe sobre a política de educação do campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7352.htm. Acesso em: 08 mar. 2017.

CALDART, Roseli Salete. Educação do Campo. In: CALDART, Roseli Salete; PEREIRA Isabel Brasil; ALENTEJANO, Paulo; FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.).Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, 2012.

CONTRAFBRASIL. Corte no orçamento de 2018 deixa reforma agrária por um fio. Disponível em:http://contrafbrasil.org.br/noticias/corte-no-orcamento-de-2018-deixa-reforma-agraria-por-um-fio-dd6c/. Acessado em: 07.09.2018.

DOCUMENTO-síntese do seminário da articulação nacional por uma educação básica do campo. In: ARROYO, Miguel Gonzáles;FERNANDES, Bernardo Mançano. A educação básica e o movimento social do campo. Brasília, DF: Articulação Nacional por uma Educação Básica do Campo, 1999. Coleção por uma Educação Básica do Campo, nº 2, 1999.

FERNANDES, Bernardo Mançano. II Parte -Por uma educação básica do campo. In: ARROYO, Miguel Gonzáles; FERNANDES, Bernardo Mançano. A educação básica e o movimento social do campo. Brasília, DF: Articulação Nacional por uma Educação Básica do Campo, 1999. (Coleção por uma Educação Básica do Campo, nº 2).

FRIGOTTO, Gaudêncio. Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista Brasileira de Educação, v. 16 n. 46 jan./abr. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v16n46/v16n46a13. Acesso em: 16 fev. 2017.

KUHN, Ednizia Ribeiro Araújo. Análise da Política de Educação do Campo no Brasil: Meandros do Pronera e do Pronacampo. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal da Bahia. Salvador: UFBA, 2015.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich Feuerbach. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845-1846). Trad. Rubens Enderle, Nélio Schneider, Luciano Cavini Martorano. São Paulo: Boitempo, 2007.

NUNES, Klívia de Cássia Silva; BEZERRA NETO, Luiz. Urbano e rural: contradições e influências no (re)pensar da ruralidade no Brasil. Rev. Exitus, Santarém, PA, v. 6, n. 1, p. 62-76, jan./jun.,2016.

OLIVEIRA NETO, Adolfo. A luta pela educação do campo: uma conquista em processo. Revista GeoAmazônia-(on line), Belém, n. 2, v. 2, p. 159-172, jul./dez., 2014. Disponível em: https://www.academia.edu/11020475/A_LUTA_PELA_EDUCA%C3%87%C3%83O_ DO_CAMPO_UMA_CONQUISTA_EM_PROCESSO. Acesso em: 31 jan. 2017.

SAVIANI, D. A pedagogia histórico-crítica na educação do campo. In: BASSA, Jaqueline Daniela; SANTOS NETO, José Leite; BEZERRA, Maria Cristina dos Santos (Org.). Pedagogia histórico-crítica e educação no campo: história, desafios e perspectivas atuais. São Carlos: Pedro e João Editores e Navegando, 2016.

STEDILE, João Pedro (Org.). A questão agrária no Brasil 1: o debate tradicional -1500 -1960. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

TAFFAREL, Celi Zulke; MUNARIM, Antônio. Pátria educadora e fechamento de escolas do campo: o crime continua. Revista do Programa de Pós-graduação em Educação da UNO CHAPECÓ, v. 17, n. 35, maio/ago., 2015. Santa Catarina: Chapecó, 2015. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3053. Acesso em: 09 mar. 2017.

I Conferência Nacional Por Uma Educação Básica do Campo. Desafios e proposta de ação. Luziânia, GO, 27 a 31 de julho de 1998. Disponível em: http://www.gepec.ufscar.br/publicacoes/documentos/conferencia-nacional-por-uma-educacao-basica-do.pdf/view. Acesso em: 11 fev. 2017. II Conferência Nacional Por Uma Educação do Campo.(Texto base). Luziânia, GO, 2 a 6 de agosto de 2004. Disponível em: web2.ufes.br/educacaodocampo/down/cdrom1/pdf/013.pdf. Acesso em: 01 fev. 2017.

II Encontro Nacional de Educadoras e Educadores da Reforma Agrária.Manifesto dos Educadores e Educadoras da Reforma Agrária. Luziânia, GO, 21 a 25 de Setembro de 2015.https://avaliacaoeducacional.files.wordpress.com/2015/09/ii-enera-manifesto-vf.pdf. Acesso em: 30 set. 2015.

Downloads

Publicado

2019-02-18

Como Citar

Nunes, K. de C. S., & Neto, L. B. (2019). Políticas educacionais para a Educação do Campo: uma análise histórica. Revista Educação E Políticas Em Debate, 6(2). https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v6n2a2017-09

Edição

Seção

Artigos