Abordagem Estatística Aplicada à Investigação de Deformações Associadas ao Efeito de Carga Hidrológica na Amazônia Brasileira

Conteúdo do artigo principal

Lécio Alves Nascimento
https://orcid.org/0000-0003-2499-4372
William Rodrigo Dal Poz
https://orcid.org/0000-0001-9532-3643
Paulo César Emiliano
https://orcid.org/0000-0002-1314-9002
Krisley Xavier Soares de Freitas
https://orcid.org/0000-0001-8453-324X

Resumo

Pontos da superfície terrestre estão sujeitos a deslocamentos causados por fenômenos geodinâmicos e de deformação, tais como: o movimento de placa, a atividade vulcânica, a carga hidrológica etc. Nesse sentido, as investigações do efeito da carga hidrológica têm se concentrado nas deformações associadas às componentes verticais. Entretanto, devido à viscoelasticidade da Terra, tais deformações também afetam as componentes horizontais (planimétricas). Assim sendo, objetiva-se com este trabalho investigar as deformações ocorridas em duas estações da RBMC (NAUS e AMBC) que margeiam o Rio Negro, na Amazônia brasileira, fundamentando-se em análises estatísticas de tendência e periodicidade (sazonalidade e ciclo) das séries temporais posicionais e de cotas linimétricas.
Observou-se que em ambas as estações as componentes Δn e Δe apresentaram tendência (deformação contínua) significativa, o que não ocorreu para a componente Δu. Taxas de deformação contínua de 0,01198 e -0,00347 m/ano e de 0,01084 e -0,00476 m/ano foram observadas para Δn e Δe das estações NAUS e AMBC, respectivamente. As deformações periódicas de Δn e Δu da NAUS apresentaram lag sazonal similar ao das cotas linimétricas (365,2 dias), o que não ocorreu para Δe (1217,2 dias). Os extremos de tais deformações ocorrem anteriormente aos picos das cheias em 100% dos anos para Δn e 90% para Δu e, posteriormente aos vales das secas, em 80% dos anos em Δn e Δu. Por fim, os extremos das deformações periódicas de Δn e Δu da AMBC ocorreram antes dos picos e vales em 100% dos anos. O contrário foi observado para Δe em 100% dos anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
NASCIMENTO, L. A.; DAL POZ , W. R.; EMILIANO, P. C.; FREITAS, K. X. S. de. Abordagem Estatística Aplicada à Investigação de Deformações Associadas ao Efeito de Carga Hidrológica na Amazônia Brasileira. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 73, n. 4, p. 1017–1035, 2021. DOI: 10.14393/rbcv73n4-60356. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/60356. Acesso em: 28 jan. 2022.
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Lécio Alves Nascimento, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - IFNMG

Graduado em Engenharia de Agrimensura e Cartográfica (2015), mestrado (2016) e doutorando (atualmente) em Engenharia Civil - Informações Espaciais pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente é Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais - IFNMG, Campus Araçuaí. Atua em áreas relacionadas às Geociências, diretamente em pesquisas associadas à Geodésia e Programação aplicada. Desenvolve estudos aplicados à Geodinâmica, deformação crustal, efeitos de carga hidrológica, análises de séries temporais e desenvolvimento de software para aplicações geodésicas.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>